CSKA conquista Taça da Rússia e celebra a "dobradinha"

O CSKA derrotou o Anji na marcação de grandes penalidades e conquistou a Taça da Rússia pela sétima vez ao mesmo tempo que celebra a "dobradinha". Seydou Doumbia marcou o penalty decisivo.

O CSKA ergue a Taça da Rússia
O CSKA ergue a Taça da Rússia ©Getty Images

Um penalty cobrado por Seydou Doumbia valeu a conquista da Taça da Rússia pelo PFC CSKA Moskva, na decisão das grandes penalidades, diante do FC Anji Makhachkala, triunfo que lhe valeu obter a "dobradinha" no futebol russo.

Depois do empate (1-1) em Grozny, numa partida em que o CSKA terminou com dez homens em campo, o penalty cobrado por Yuri Zhirkov foi salvo depois de Jucilei ter falhado o alvo. Estas falhas permitiram ao avançado costa-marfinense rematar para o meio da baliza e conquistar a sétima taça russa para o CSKA, enquanto o Anji falhou a conquista na primeira vez que disputou uma final.

O início do jogo não fazia prever que a decisão recaísse na marcação de grandes penalidades, com a equipa de Leonid Slutski – campeã da Liga russa – a marcar logo aos oito minutos num remate de Ahmed Musa a bater Vladimir Gabulov.

A reacção do Anji foi imediata e o protagonismo passou para Igor Akinfeev que, por duas ocasiões, negou o empate a Samuel Eto’o, com a equipa que terminou em terceiro lugar na Liga russa a dominar o jogo por largos períodos.  

O nº 1 do CSKA mostrou estar em boa forma mas revelou-se incapaz para deter um remate explosivo de Lassana Diarra, aos 74 minutos, com o médio francês a disparar a cerca de 25 metros da baliza, fazendo a bola entrar no canto superior. E poderiam até ter passado para a frente no marcador aos 87 minutos, quando Pontus Wernbloom desperdiçou uma ocasião soberana. O empate persistiu no prolongamento, acabando a eficiência da equipa de Moscovo da marca de grande penalidade por fazer a diferença. 

"As nossas emoções são fantásticas, estamos todos muito contentes", disse Slustki após o jogo. "A 'dobradinha' é merecida. A final foi muito difícil. O Anji tem uma equipa excelente, uma das melhores da Rússia e da Europa. Esta é uma vitória para o Igor Akinfeev que fez várias defesas fantásticas, terminando a decidir na marcação dos penalties. Sentimos uma alegria enorme."

Topo