Época em revista: Holanda

O Ajax somou o terceiro título da Eredivisie consecutivo sob o comando de Frank de Boer, enquanto o AZ salvou a época com a conquista da taça, após uma temporada decepcionante.

O Ajax voltou a sagrar-se campeão holandês
O Ajax voltou a sagrar-se campeão holandês ©Getty Images

O AFC Ajax levou a melhor numa corrida emocionante pelo título da Eredivisie holandesa, na qual PSV Eindhoven, Feyenoord e Vitesse também foram intervenientes. O PSV, favorito desde o início, após a chegada do treinador Dick Advocaat e do experiente médio Mark van Bommel, também ficou em segundo na taça.

Campeão: AFC Ajax
O Ajax garantiu o seu terceiro título consecutivo da Eredivisie, e 32º no total, na penúltima ronda de jogos, derrotando o Willem II por 5-0. Depois de ter ocupado o quarto posto durante grande parte da época, o clube de Amesterdão atingiu a liderança a 10 de Março, após a nona vitória em dez jogos.

Final da Taça: AZ Alkmaar 2-1 PSV Eindhoven
O AZ compensou o decepcionante décimo lugar final no campeonato com a conquista da quarta taça do seu historial. Golos madrugadores na final de Roterdão, apontados por Adam Maher e Jozy Altidore, deram à equipa de Gertjan Verbeek uma vantagem de dois golos que viria a aproveitar, apesar de Jürgen Locadia ter reduzido a diferença para o PSV, à passagem dos 60 minutos.

Lugares europeus*
AFC Ajax – UEFA Champions League, fase de grupos
PSV Eindhoven – UEFA Champions League, terceira pré-eliminatória
Feyenoord – UEFA Europa League, "play-off"
AZ Alkmaar – UEFA Europa League, "play-off"
Vitesse – UEFA Europa League, terceira pré-eliminatória
FC Utrecht – UEFA Europa League, segunda pré-eliminatória

*Sujeito a confirmação final por parte da UEFA

Jogador do Ano: Wilfried Bony (Vitesse)
O melhor marcador da Eredivisie, com 31 golos, mais quatro que Graziano Pellè, do Feyenoord, foi fundamental para o quarto lugar final do Vitesse e o apuramento para as provas europeias. O avançado costa-marfinense, de 24 anos, é forte, habilidoso, calmo e possui a capacidade de aparecer no sítio certo à hora certa.

Jogador a seguir: Marco van Ginkel (Vitesse)
Eleito Talento do Ano por um painel avaliador liderado por Johan Cruyff, o jovem de 20 anos foi crucial no meio-campo da equipa de Fred Rutten. Van Ginkel assume sem esforço qualquer posição, está sempre pronto para receber a bola, marca golos e assiste os companheiros, graças às suas características de médio todo-o-terreno dinâmico.

Equipa-surpresa: FC Utrecht
Após ter terminado a época regular no quinto lugar, o Utrecht coroou uma campanha inesquecível com uma vitória sobre o FC Twente, com um resultado total de 3-2, na final do "play-off" de acesso às competições europeias.

Melhor marcador: Wilfried Bony, Vitesse (31)

Despromovidos: VVV-Venlo e Willem II

Promovidos: SC Cambuur e Go Ahead Eagles

Número: 3
Campeonatos consecutivos festejados por Frank de Boer desde que foi nomeado treinador do Ajax, em Dezembro de 2010. O seu "hat-trick" de triunfos significa que imitou os feitos dos emblemáticos Rinus Michels (1966–1968) e Louis van Gaal (1994–1996), sob a orientação do qual De Boer foi jogador.

Frase
"Subscrevia isso de imediato."
Resposta de De Boer quando questionado se gostaria de ser a resposta do Ajax ao antigo treinador de longa data do Manchester United FC, Alex Ferguson

Topo