Žalgiris vence Ekranas e conquista Supertaça

"Dedico este troféu ao meu filho recém-nascido", disse Mantas Kuklys após marcar o único golo, no prolongamento, com que o Žalgiris venceu o Ekranas na Supertaça da Lituânia.

Os jogadores do Žalgiris festejam com o troféu
Os jogadores do Žalgiris festejam com o troféu ©Saulius Čirba

Um golo no prolongamento apontado por Mantas Kuklys valeu ao VMFD Žalgiris uma vitória por 1-0 sobre o FK Ekranas, na Supertaça da Lituânia.

Não faltaram oportunidades para as duas equipas durante o tempo regulamentar. O avançado do Ekranas, Arsenij Buinickij, desperdiçou a melhor da primeira parte quando, desmarcado, cabeceou ao lado. O avançado do Žalgiris, Kamil Bilinski, teve uma ocasião ainda melhor quando se isolou aos 69 minutos, mas viu os seus intentos gorados por culpa de uma saída arrojada do guarda-redes do Ekranas, Tadas Kauneckas.

Dessa forma, foi necessário recorrer ao prolongamento, com o Žalgiris a marcar o único golo da partida aos 102 minutos, com o remate de Mantas Kuklys, à entrada da área a sofrer um ligeiro desvio em Giedrius Tomkevičius antes de entrar. Três minutos depois, Aivaras Braюinskas preservou a vantagem da sua equipa com uma defesa crucial a remate à queima-roupa de Egidijus Varnas.

"Foi um jogo muito difícil frente a um adversário forte", disse Kuklys, autor do golo da vitória, ao UEFA.com. "Começámos nervosos, mas depois, na segunda parte, jogámos da forma que sabemos. Provavelmente fomos quem mais desejou a vitória. Dedico este troféu ao meu filho recém-nascido. Também é um grande dia para a equipa e os adeptos."

O treinador do Ekranas, Valdas Urbonas, manteve-se confiante apesar da derrota: "Penso que muita gente nos desconsiderou à partida, mas durante pelo menos 70 minutos jogámos bem e mostrámos que somos um oponente valoroso", disse. "Adoptámos uma táctica defensiva que ruiu após o golo. No entanto, depois disso podíamos ter empatado."

Topo