O "site" oficial do futebol europeu

Rapid rejuvenescido a crescer na Roménia

Publicado: terça-feira, 26 de Fevereiro de 2013, 12.41CET
Problemas financeiros obrigaram o Rapid a perder 17 jogadores na paragem de Inverno, mas os jovens chamados por Marian Rada deram nova esperança ao clube de Bucareste.
por Paul-Daniel Zaharia
de Bucareste
Rapid rejuvenescido a crescer na Roménia
Nicolae Vasile (à esquerda) é o mais jovem jogador na primeira divisão romena ©Dan Filipciuc, Gazeta Sporturilor

Especiais UEFA.com

Sistema de distribuição das receitas das competições de clubes da UEFA de 2019/20
  • Sistema de distribuição das receitas das competições de clubes da UEFA de 2019/20
  • UEFA comprometida com o futebol feminino
  • UEFA lança plataforma digital OTT em sinal aberto
  • Stéphanie Frappart arbitra Supertaça Europeia da UEFA
  • Árbitras italianas convidadas para o jogo da Supertaça Europeia
  • Declaração conjunta da FIFA, AFC, UEFA, Bundesliga, LaLiga, Premier League e Lega Serie A sobre as actividades da beoutQ na Arábia Saudita
  • KV Mechelen substituído na UEFA Europa League 2019/20
  • Sarri confirmado na Juventus: conheça-o melhor
  • Fase Final da UEFA Nations League: Equipa do Torneio
  • Equipa da Semana na Europa League
1 de 10
Publicado: terça-feira, 26 de Fevereiro de 2013, 12.41CET

Rapid rejuvenescido a crescer na Roménia

Problemas financeiros obrigaram o Rapid a perder 17 jogadores na paragem de Inverno, mas os jovens chamados por Marian Rada deram nova esperança ao clube de Bucareste.

O FC Rapid București começou a fase da Primavera da temporada, no sábado, com uma vitória por 1-0 na casa de um dos últimos classificados, o CSMS Iași. O resultado não surpreendeu, atendendo ao facto de o Rapid ser três vezes campeão da Roménia e de ter atingido a final da Taça na época passada, mas o tom talvez mude quando se sabe que o clube perdeu 17 jogadores no mercado de Inverno.

Após perdas de cinco milhões de euros por ano, o Rapid chegou a acordo para evitar a insolvência com um tribunal de Bucareste, em Dezembro. Assim, alguns dos jogadores mais importantes (entre os quais alguns portugueses), como Vladimir Božović, Rui Duarte, Filipe Teixeira, Gláuber, Romeo Surdu, Nemanja Milisavljević, Renan da Silva e Dorin Goga, deixaram o clube e outros saíram a custo zero. O Rapid ficou sem os elevados encargos com jogadores estrangeiros e apostou nos jovens saídos da formação com um orçamento bem mais modesto.

Diante do Iași, o Rapid entrou em campo com um 11 inicial no qual figurava apenas um jogador estrangeiro – o guarda-redes brasileiro Peçanha, antigo atleta do CS Marítimo e do FC Paços de Ferreira – naquela que foi a primeira vez que a equipa alinhou com maioria de jogadores romenos desde 23 de Maio de 2007, altura em que o plantel contava apenas elementos do país. Peçanha revelou-se decisivo na vitória, enquanto à sua frente estava um defesa-esquerdo de 17 anos e 56 dias, o mais novo jogador no escalão maior na presente época.

Também se estrearam Mădălin Martin, 20 anos, e Florin Călin, de 19, numa equipa cuja média de idades foi inferior a 25 anos, uma mudança radical para um clube que estava habituado a jogadores mais experimentados nos últimos tempos. "Estes jovens vão melhorar dia após dia", disse o treinador Marian Rada.

Assim, em vez da tendência ser de descer na classificação, o Rapid é oitavo e, em termos pontuais, está mais perto da Europa do que da descida. Claro que é cedo para se saber se manterá ou não a posição e a recepção de domingo ao rival citadino FC Dinamo București, equipa que luta pelo acesso à UEFA Europa League, será um duro teste para o Rapid, mas é encorajador ver jovens talentos romenos a emergir, mesmo em circunstâncias pouco habituais.

Última actualização: 26-02-13 13.16CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
Perfis dos treinadores
Federações membro

https://pt.uefa.com/memberassociations/news/newsid=1925019.html#rapid+rejuvenescido+crescer+romenia