Dinamo Bucureşti conquista SuperTaça da Roménia

O Dínamo de Bucareste conquistou a SuperTaça da Roménia ao bater o campeão Cluj no desempate por grandes penalidades, depois do jogo ter terminado empatado a dois golos.

O Dínamo conquistou a SuperTaça da Roménia no desempate por grandes penalidades no Arena Nacional de Bucareste
O Dínamo conquistou a SuperTaça da Roménia no desempate por grandes penalidades no Arena Nacional de Bucareste ©Getty Images

O FC Dinamo Bucureşti, que vai disputar a UEFA Europa League, conquistou pela segunda vez a SuperTaça da Roménia ao bater o CFR 1907 Cluj, no desempate por grandes penalidades da 14ª edição da prova, que foi disputada no Arena Nacional de Bucareste.

O Dínamo, actual detentor da Taça e vencedor do troféu em 2005, derrotou o Cluj por 4-2 no desempate, depois do encontro ter terminado empatado a dois golos, e impediu os campeões romenos de conquistarem pela terceira vez consecutiva o troféu que marca o início da época. Os dois últimos triunfos do Cluj, em 2009 e 2010, tinham sido conseguidos nas grandes penalidades.

Diogo Valente inaugurou o marcador aos 36 minutos e fez uma bela estreia pelo Cluj, que também contou com os portugueses Ivo Pinto, Cadu e Camorra, mas o jogo mudou quando o treinador do Dínamo, Dario Bonetti, decidiu trocar ao intervalo o capitão Marius Niculae por George Ţucudean. O suplente justificou a aposta com o golo do empate à passagem da hora do jogo.

Três minutos depois, o Cluj viu o capitão Cadu ser expulso devido ao segundo cartão amarelo, mas os campeões resistiram até ao minuto 101, quando Ţucudean fez o 2-1 para o Dínamo. A alegria dos vencedores da Taça durou apenas dois minutos pois Pantelis Kapetanos, que também entrou durante o segundo tempo, colocou o resultado final em 2-2 com um cabeceamento certeiro.

O vencedor só foi encontro nas grandes penalidades, com o Cluj a desperdiçar duas oportunidades, face a uma do Dínamo, o que deu o título à equipa de Bonetti.

Topo