Mehmedi quer abanar corrida ao título

Com o duelo de sábado com o Shakhtar na Liga ucraniana a aproximar-se, Admir Mehmedi disse ao UEFA.com que um triunfo do Dínamo Kiev significaria ficar "virtualmente com o título no saco".

Admir Mehmedi quer ajudar o Dínamo a ganhar o título na Ucrânia
Admir Mehmedi quer ajudar o Dínamo a ganhar o título na Ucrânia ©Olexandr Zadiraka

Está no país há apenas três meses, mas o avançado Admir Mehmedi, do FC Dynamo Kyiv, já compreende a importância do duelo de sábado com o FC Shakhtar Donetsk na luta pela liderança da Liga ucraniana. Três pontos separam as equipas com cinco jogos por disputar na prova, pelo que, com uma vitória na Donbass Arena, "o título estaria virtualmente no saco".

"Será um jogo bastante importante para ambas as equipas", disse Mehmedi ao UEFA.com. "Tivemos uma grande temporada, mas temos apenas três pontos de vantagem sobre o Shakhtar. Um triunfo, no entanto, seria um passo de gigante rumo ao título, pois é improvável que percamos seis pontos nos quatro jogos que irão restar. Se ganharmos, o título estaria virtualmente no saco. Contudo, um empate ou a nossa derrota e tudo mantém tudo aberto e tudo poderá acontecer."

Mehmedi transferiu-se em Janeiro do FC Zürich para o FC Dynamo Kyiv e, apesar de ser novo no futebol da Ucrânia, o dianteiro de 21 anos reconhece a importância do clássico de Donetsk: "Todos os jogos são importantes, mas este é realmente especial. Toda a gente fala nele."

"Temos 12 e nove pontos de avanço sobre o FC Metalist Kharkiv, respectivamente, enquanto o quarto classificado FC Dnipro Dnipropetrovsk, está a mais de 20 de distância, pelo que este será o encontro entre as duas melhores equipas da Ucrânia. Tudo o que sei sobre o Shakhtar é que se trata de uma boa equipa, com vários brasileiros e um presidente bastante generoso [Rinat Akhmetov]."

Nascido na agora Antiga República Jugoslava da Macedónia, Mehmedi emigrou com dois anos para a Suíça. Ingressou no AC Bellinzona antes de rumar ao FC Winterthur e, depois, em 2006, para o FC Zürich. As 11 presenças na temporada de estreia – todas como suplente utilizado – ajudaram o Zurique a conquistar o título suíço de 2008/09. O internacional suíço marcou dez golos na época seguinte, na qual o Zurique ficou na segunda posição e, desde a transferência para o Dínamo, tem um golo em cinco partidas no campeonato ucraniano.

Dianteiro poderoso fisicamente, Mehmedi, vice-campeão no Campeonato da Europa de Sub-21 de 2011, é detentor de uma velocidade estonteante e parece ganhar vida na grande área. No entanto, no Dínamo tem jogado como um dos três médios-ofensivos que actuam nas costas do ponta-de-lança Ideye Brown. "Gosto de jogar em todas essas posições", acrescentou Mehmedi. "Quero jogar um futebol rápido e técnico. Só estou aqui há três meses e é natural que precise de algum tempo. Não é sempre fácil, mas creio que tal acontecerá e espero que um dia digam que sou um verdadeiro jogar à Dínamo."

Topo