Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

Dnipro quer estabelecer nova ordem na Ucrânia

A época na Ucrânia arranca este fim-de-semana e o Dnipro, treinado pelo espanhol Juande Ramos, acredita que pode finalmente pôr fim à hegemonia de Shakhtar e Dínamo Kiev.

Juande Ramos olha com optimismo para o futuro do Dnipro
Juande Ramos olha com optimismo para o futuro do Dnipro ©FC Dnipro Dnipropetrovsk

Quarto classificado da Liga Ucraniana na sua primeira temporada ao leme do FC Dnipro Dnipropetrovsk, o treinador Juande Ramos aposta agora em pôr ponto final a 19 anos de hegemonia por parte do FC Dynamo Kyiv e do FC Shakhtar Donetsk.

Desde que o SC Tavriya Simferopol conquistou o primeiro título de campeão ucraniano, em 1992, Shakhtar - actual detentor do ceptro - e Dínamo têm dividido entre si a glória e, uma vez mais, partem como favoritos para a temporada 2011/12. Contudo, o Dnipro de Juande Ramos, equipa completamente transformada pelo técnico espanhol desde a sua chegada ao clube, em Outubro passado, e o FC Metalist Kharkiv, terceiro classificado na época transacta, acreditam que podem contrariar esse favoritismo.

Os impressionantes primeiros nove meses do antigo treinador de Tottenham Hotspur FC, Real Madrid CF e PFC CSKA ao leme do Dnipro garantiram ao clube a presença no "play-off" da UEFA Europa League; além disso, permitem-lhe apontar ao lugar mais alto da tabela na Liga ucraniana nesta nova temporada, cujo arranque está marcado para sexta-feira.

"Eu e os meus adjuntos sabemos perfeitamente por que razão estamos aqui", afirmou Juande Ramos ao UEFA.com, vencedor de duas Taças UEFA e uma SuperTaça Europeia ao comando do Sevilha e que assinou um contrato válido por quatro temporadas com a formação ucraniana. "O Dnipro espera pôr fim ao domínio do Dínamo e do Shakhtar e, como treinadores ambiciosos que somos, aceitámos o desafio.

"O nível da Liga ucraniana tem crescido e espero que esta época seja ainda mais interessante", destacou Ramos. "Espero muita luta, tanto pela manutenção como pela conquista do título. Acredito que não será apenas o Dínamo contra o Shakhtar que os adeptos seguirão com atenção."

Topo