Kweuke faz esquecer Bony no Sparta

Leony Kweuke não começou bem no Sparta, mas na segunda-feira deu seguimento à veia goleadora com que terminou 2010 e parece apostado em fazer esquecer Wilfried Bony.

Leonard Kweuke apontou sete golos nos seus últimos seis jogos na Liga checa
Leonard Kweuke apontou sete golos nos seus últimos seis jogos na Liga checa ©Getty Images

Substituir o prolífico Wilfried Bony no AC Sparta Praha não constitui tarefa fácil para Leony Kweuke, mas sete golos apontados nos últimos seis jogos da Liga checa dão a entender que o ponta-de-lança camaronês – parente de Samuel Eto'o – conseguiu superar o início complicado vivido no Stadion Letná.

Kweuke chegou ao Sparta no Verão passado, por empréstimo dos eslovacos do DAC 1904 Dunajská Streda, mas não teve um início auspicioso com a camisola do novo clube. Com Bony castigado, Kweuke começou por ser titular na primeira mão do "play-off" da UEFA Champions League, frente ao MŠK Žilina, mas viveu um autêntico pesadelo em frente à baliza adversária e viu a sua equipa perder por 2-0, resultado que a deixou à beira da eliminação.

"Não estava em boa forma", recordou o avançado de 23 anos, que passou a temporada 2009/10 emprestado aos alemães do FC Energie Cottbus. "Perdi muito tempo no Verão, quando tive de resolver problemas com o passaporte e o visto em África. Tive de treinar sozinho para recuperar o ritmo de jogo perdido."

Bony regressou à titularidade e marcou golos a um ritmo alucinante, enquanto Kweuke se quedou pelo banco de suplentes até ao final de Outubro, altura em que finalmente se estreou a marcar pelo clube, frente ao FC Slovan Liberec. O treinador Jozef Chovanec recompensou-o com a inclusão no "onze" cinco dias depois, ante o Bohemians 1905, e Kweuke marcou o golo da vitória da sua equipa. Atravessou depois uma série de seis jogos consecutivos sempre a marcar, com destaque para o golo que pôs o Sparta em vantagem na decisiva vitória no terreno do FC Lausanne-Sport, numa partida que permitiu à turma de Praga ultrapassar a fase de grupos da UEFA Europa League.

A campanha na prova acabou por chegar ao fim na quinta-feira passada, frente ao Liverpool FC, mas com a saída de Bony, autor de 17 golos no conjunto de todas as provas na primeira metade da temporada, para os holandeses do Vitesse, o Sparta partiu para a contratação, a título definitivo, de Kweuke, num vínculo válido por três anos e meio. E, na segunda-feira, o camaronês recompensou essa aposta do clube ao bisar no triunfo por 2-0 do Sparta no terreno do FC Baník Ostrava, no retomar da Liga checa após a paragem de Inverno, prova na qual a formação da capital se mantém a quatro pontos do primeiro lugar, ocupado pelo FC Viktoria Plzeň.

Topo