Coutinho a crescer no Inter

O jovem prodígio brasileiro Philippe Coutinho, cujas raízes no futsal lhe aprimoraram a técnica, chegou ao Inter com 18 anos e tem impressionado pela personalidade e capacidade de adaptação.

O jovem prodígio brasileiro Philippe Coutinho, cujas raízes no futsal lhe aprimoraram a técnica, chegou ao Inter com 18 anos e tem impressionado pela personalidade e capacidade de adaptação.

Nome: Coutinho
Clube: FC Internazionale Milano
Estreia na Europa: 30/09/10 frente ao Bologna FC (Serie A)
Posição: Médio-ofensivo
Nacionalidade: Brasileira
Data de Nascimento: 12/06/92

Coutinho tinha apenas 16 anos de idade quando o Inter pagou quatro milhões de euros ao CR Vasco da Gama pela sua contratação. Depois de uma espera de dois anos para rumar a Itália, o investimento da formação milanesa a longo prazo parece começar a dar frutos. Após as primeiras sessões de treino, o novo treinador do Inter, Rafael Benítez, afirmou desde logo que Coutinho poderia ser "o futuro do clube".

Rápido e possuidor de enorme capacidade técnica, desenvolvida a jogar futsal quando era mais jovem, o criativo Coutinho estreou-se no futebol profissional em 2008 com a camisola do Vasco da Gama, então a disputar o segundo escalão do futebol do Brasil. A partir de então não mais parou de crescer e ajudou a formação do Rio de Janeiro a garantir o regresso à divisão principal, na última temporada, antes de se mudar para o Inter, neste Verão.

Os seus atributos técnicos, típicos do futebol brasileiro, têm talvez até ficado um pouco para segundo plano perante a capacidade táctica e a personalidade por si evidenciadas. Apesar de ter ainda apenas 18 anos, adaptou-se rapidamente a um novo país, a um novo estilo de futebol e a uma equipa repleta de estrelas de créditos firmados, revelando ainda uma desconhecida capacidade para actuar numa nova posição, como extremo-esquerdo numa formação com três avançados.

Coutinho marcou três golos em cinco jogos na caminhada vitoriosa do Brasil no Campeonato Sul-Americano de Sub-17 de 2009, mas mais glórias virão certamente depois de o jovem se ter estreado pela selecção principal do seu país a 7 de Outubro, na vitória de 3-0 sobre o Irão.

Jogo de afirmação
FC Internazionale Milano 4-0 SV Werder Bremen
29/09/10 (UEFA Champions League, fase de grupos)
Coutinho mostrara já um pouco do seu talento em presenças na equipa como suplente utilizado, mas quando recebeu pela primeira vez a oportunidade de ser titular, na UEFA Champions League, aproveitou para demonstrar todo o seu valor. Determinante na excelente exibição atacante dos detentores do troféu, efectuou alguns passes sensacionais e, em duas ocasiões, ficou muito perto do golo. "A única coisa que faltou para os adeptos presentes em San Siro foi verem um golo do miúdo", escreveu a Gazzetta dello Sport. "Ainda assim, a sua exibição foi uma pequena amostra do que ele será capaz fazer."

Discurso directo:
"Pensei que encontraria maiores dificuldades em entrar numa equipa que, na temporada passada, venceu tudo o que havia para vencer mas, graças a Deus, encontrei de imediato o meu espaço. Sinto-me muito bem no Inter e, naturalmente, o facto de aqui estarem vários outros jogadores brasileiros, como Lucio, Maicon, Júlio César e Thiago Motta, tem-me ajudado bastante."

"Samuel Eto'o e Wesley Sneijder são grandes jogadores, tal como Jonathan Biabiany. É fácilo jogar ao lado deles. Tenho apenas de acompanhar o seu ritmo; isso é suficiente quando se joga com futebolistas como estes."

"Estou muito contente, é importante para mim jogar com regularidade na selecção. Estar aqui é vital, e deixou-se orgulhoso jogar desde o início. O ambiente no estágio do Brasil é sempre descontraído, mesmo se o mundo inteiro está de olho em nós, por isso é fantástico e positivo para mim fazer parte deste grupo. Espero continuar a fazer coisas boas aqui."
Sobre a estreia na selecção principal a 7 de Outubro

O que dizem dele:
"É muito bom jogador; bastante tecnicista e habilidoso. Trata-se, sem dúvida, de um jogador com enorme futuro, mas ainda não é fácil colocá-lo a jogar todas as semanas, pois ainda é bastante jovem e tem de se adaptar a este ritmo. Contudo, com as qualidades que possui não tenho dúvidas que rapidamente se afirmará em definitivo."
Wesley Sneijder, colega de equipa no Inter

"Conheci-o ainda no Brasil, quando ele jogava pelo Vasco da Gama, e já então mostrava ter excelente carácter e personalidade. É um jogador impressionante e nada disso mudou por estar connosco. Vai tornar-se num grande futebolista."
Maicon, colega de equipa no Inter

"É um jovem com enormes qualidades e poderá vir a ser o futuro deste clube. Esperamos que brilhe a grande altura com esta camisola."
Rafael Benítez, treinador do Inter

"Coutinho é uma contratação para a nossa equipa. É um jogador fenomenal." Massimo Moratti, presidente do Inter

Topo