Seis campeonatos a começar

As Ligas da República Checa e da Eslovénia arrancam esta sexta-feira, num fim-de-semana marcado igualmente pelo pontapé-de-saída da temporada na Eslováquia, Suíça, Áustria e Dinamarca.

O Sparta espera revalidar o título de campeão da República Checa
O Sparta espera revalidar o título de campeão da República Checa ©Getty Images

As férias de Verão em seis Ligas europeias terminam este fim-de-semana, pois os adeptos na Áustria, Dinamarca, República Checa, Eslováquia, Eslovénia e Suíça estão prontos para o pontapé-de-saída em mais uma temporada.

A Liga ucraniana arrancou há uma semana e esta sexta-feira marcará o início do campeonato checo, prova na qual SK Slavia Praha visita o FC Bohemians 1905 Praha, determinado em recuperar o título perdido para o rival AC Sparta Praha na época transacta, em que falhou o acesso às competições europeias pela primeira vez desde 1991/92, ao não ir além do decepcionante sétimo lugar na classificação.

Tal resultado determinou o despedimento do treinador Karel Jarolím antes do final da época de 2009/10, mas o técnico foi depois readmitido no posto, tendo levado consigo o filho Lukáš Jarolím, ex-AC Siena, para capitanear a equipa. O Sparta, por seu lado, espera que a principcal  contratação do clube para esta época, o médio criativo Marek Matějovský, ex-Reading FC, de regresso a casa, possa ajudar a formação a defender o título com êxito.

Nesse mesmo dia, o FC Koper, campeão da Eslovénia, volta à acção ao receber o NK Primorje no encontro que marca o arranque da nova temporada. No entanto, irá fazê-lo sem o seu capitão Miran Pavlin, de 38 anos e antigo jogador do FC Porto, que anunciou o final da carreira após a derrota de terça-feira, por 5-1, no terreno do NK Dinamo Zagreb, na segunda pré-eliminatória da UEFA Champions League.

Na Dinamarca, a temporada arranca no sábado. O campeão FC København parte mais uma vez como favorito, embora o seu treinador, Ståle Solbakken, admita temer que a saída do médio Atiba Hutchinson para o PSV Eindhoven possa afectar o estilo de jogo da equipa. "Em teoria, não estamos tão fortes como na temporada passada", salientou o técnico norueguês. "Não temos outro jogador que consiga fazer o que Atiba fazia."

No sábado tem igualmente início a época na Eslováquia e o MŠK Žilina, campeão de 2010, será novamente a equipa a bater. O treinador Pavel Hapel afirmou: "Queremos ter sucesso na Liga e na UEFA Champions League e ainda chegar à final da Taça da Eslováquia." O ŠK Slovan Bratislava, vice-campeão na última campanha, deverá voltar a ser o principal opositor.

Na Áustria, o FC Salzburg, orientado por Huub Stevens, viu sair o seu gigante ponta-de-lança Mark Janko para o FC Twente, por 6,5 milhões de euros, mas contratou nove jogadores para fortalecer o plantel, tendo em perspectiva a conquista do terceiro título consecutivo. Os maiores rivais da turma da cidade natal de Mozart deverão ser as principais equipas da capital, FK Austria Wien e SK Rapid Wien.

O FC Basel 1893 parece também uma aposta segura para revalidar o título na Suíça, depois de ter terminado em excelente grande forma a temporada de 2009/10. Os pupilos de Thorsten Fink podem, ainda assim, esperar muita luta do FC Zürich e, especialmente, do BSC Young Boys, que na época passada viu o título fugir-lhe na derradeira jornada, ao perder na recepção ao Basileia, que assim se sagrou campeão.

Topo