Shakhtar recupera título

O Shakhtar já pensa na fase a eliminar da UEFA Champions League, após a vitória (1-0) sobre o rival Dínamo Kiev ter garantido a conquista do quinto título do seu historial, o quarto em seis anos.

O Shakhtar festeja a conquista de mais um título
O Shakhtar festeja a conquista de mais um título ©Getty Images

Rinat Akhmetov, presidente do FC Shakhtar Donetsk, já tem os olhos postos na fase a eliminar da UEFA Champions League, depois de ter visto a sua equipa voltar a conquistar o título na Ucrânia (quinto no historial e quarto em seis anos) graças à vitória por 1-0 sobre o arqui-rival FC Dynamo Kyiv, resultado que permitiu à formação "mineira" passar a dispor de seis pontos de vantagem, inalcançáveis a uma jornada do fim.

"Terminámos em primeiro lugar numa competição muito forte", disse Akhmetov, "mas esta não vai ser a nossa última vitória. O nosso próximo objectivo é fazer uma boa participação na UEFA Champions League: queremos passar a fase de grupos".

Quanto à caminhada até ao título, depois de ter estado a sete pontos do Dínamo, uma série de 14 vitórias em 15 jogos do campeonato permitiu ao Shakhtar chegar à liderança. Cerca de 50 mil espectadores compareceram na Donbass Arena para assistirem à 15ª da equipa de Mircea Lucescu, mercê de um trunfo por 1-0. Ilsinho marcou o único golo logo aos 15 minutos, mas os fiéis adeptos tiveram de esperar pela confirmação do quinto título de campeão da equipa de Donetsk desde a independência do país. "Foi um jogo tenso devido ao que estava em disputa", disse o capitão Darijo Srna. "O Ilsinho acertou na barra e o Jadson falhou um penalty, mas o mais importante é que vencemos."

Lucescu acrescentou: "Seguimos o plano de jogo à risca. O Dínamo jogou de forma agressiva, apesar de só ter criado uma ocasião de golo flagrante porque nós não deixámos. Os meus jogadores foram melhores nos duelos individuais e a controlar o rumo dos acontecimentos. Demonstrámos que o Shakhtar é a melhor equipa e que tem os melhores adeptos da Ucrânia. Nunca permitiram que abrandássemos o ritmo".

Topo