O "site" oficial do futebol europeu

Finlândia de luto por Rytkönen

Publicado: Quarta-feira, 16 de Abril de 2014, 19.00CET
"A nossa família do futebol perdeu uma das suas maiores figuras", disse o presidente da Federação Finlandesa de Futebol (SPL-FBF), Pertti Alaja, após a morte de Aulis Rytkönen, aos 85 anos.
Finlândia de luto por Rytkönen
Aulis Rytkönen recebeu, em 2007, a Bola do Capitão da SPL-FBF das mãos de Jari Litmanen ©SPL-FBF/Jussi Eskola
Publicado: Quarta-feira, 16 de Abril de 2014, 19.00CET

Finlândia de luto por Rytkönen

"A nossa família do futebol perdeu uma das suas maiores figuras", disse o presidente da Federação Finlandesa de Futebol (SPL-FBF), Pertti Alaja, após a morte de Aulis Rytkönen, aos 85 anos.

O desporto finlandês está de luto após a morte do primeiro futebolista profissional do país, Aulis Rytkönen, que faleceu esta quarta-feira aos 85 anos de idade.

"A nossa família do futebol perdeu uma das suas maiores figuras", disse o presidente da Federação Finlandesa de Futebol (SPL-FBF), Pertti Alaja. "Aulis Rytkönen foi um precursor dentro e fora dos relvados. Como pessoa, era acessível, sensato, encantador e sempre bastante afectivo. Aulis foi um pioneiro, abriu o caminho para que os seus compatriotas jogassem futebol profissionalmente. A sua técnica e velocidade eram sempre elogiadas".

Nascido em Karttula, em 1929, o tecnicista Rytkönen estreou-se pela equipa local, o KuPS Kuopio, aos 16 anos, tendo rapidamente granjeado reputação a nível local, antes de transferir-se para o Toulouse FC após os Jogos Olímpicos de de Helsínquia, em 1952. Os seus sete anos em França foram um sucesso, com Rytkönen – que tinha a alcunha de "Monsieur Magic" – a ajudar a sua equipa a subir de divisão e, depois, em 1957, a conquistar a Taça de França.

Devido às regras sobre jogadores profissionais a actuar na selecção nacional, Rytkönen fez apenas 37 jogos pela Finlândia, nos quais apontou sete golos, mas continuou a ser uma figura futebolística importante quando regressou ao seu país – conquistou somente títulos nacionais ao comando de equipas masculinas e femininas. Tornou-se, em 2003, no primeiro futebolista a ser distinguido pelo Governo finlandês com a medalha Pro-Sports e, em 2007, recebeu a Bola do Capitão da SPL-FBF pelos serviços prestados ao futebol do país.

"As nossas preces e condolências vão para a família de Aulis e seus entes queridos", acrescentou Alaja. "A sua memória e trabalho em prol do futebol finlandês ficará escrita para sempre na história do futebol finlandês".

Última actualização: 16-04-14 19.23CET

Informação relacionada

Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/memberassociations/association=fin/news/newsid=2091563.html#finlandia+luto+rytkonen