O "site" oficial do futebol europeu

Omonia promove regresso de Konstantinou

Publicado: Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009, 10.46CET
A Liga do Chipre tem aproveitado bem o período de transferências de Inverno e possibilitou agora o regresso de uma das suas estrelas, bem como a chegada histórica de um futebolista de outra ilha, a Islândia.
por John Leonidou
de Nicósia
Omonia promove regresso de Konstantinou
Michalis Konstantinou é o melhor marcador da selecção do Chipre ©Sportsfile
Publicado: Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009, 10.46CET

Omonia promove regresso de Konstantinou

A Liga do Chipre tem aproveitado bem o período de transferências de Inverno e possibilitou agora o regresso de uma das suas estrelas, bem como a chegada histórica de um futebolista de outra ilha, a Islândia.

A Liga do Chipre tem sido uma das competições que mais tem aproveitado o período de transferências de Inverno. Nesse sentido, possibilitou o regresso de uma das suas estrelas e a chegada histórica de um futebolista de uma ilha situada na outra extremidade da Europa.

Regresso de Konstantinou
O AC Omonia, onde actua Cafu, antigo jogador do Belenenses e do Boavista, decidiu reforçar-se após a derrota de sábado frente ao APOEL FC, rival na luta pelo título e vizinho de Nicósia, resultado que permitiu a estes últimos alcançarem o Omonia na liderança do campeonato, com 45 pontos. Contudo, o Omonia assinalou a ambição de terminar com a espera de seis temporadas pelo título cipriota ao contratar aos gregos do Iraklis FC, por uma verba não revelada, o melhor marcador de sempre da selecção do país (25 golos), Michalis Konstantinou.

Mudança de planos
Konstantinou jogava na Grécia desde 1997, altura em que transferiu do Enosis Neon Paralimni FC para o Iraklis, com 19 anos. O internacional cipriota viria a conquistar cinco Ligas helénicas e quatro Taças da Grécia ao serviço do Olympiacos CFP e Panathinaikos FC, equipa que ajudou a atingir os quartos-de-final da UEFA Champions League de 2001/02. Actualmente com 30 anos, Konstantinou tivera a oportunidade de regressar ao país natal quando deixou o Olympiacos no Verão, mas optou por ingressar no Iraklis. Contudo, mudou de planos e, após ter assinado um contrato de três anos e meio com o Omonia, explicou o que o fez mudar de ideias.

Ambição
"Quando fui contactado pela primeira vez, no Verão, não tinha intenção de regressar ao Chipre", confessou Konstantinou, autor de mais de 100 golos no campeonato da Grécia. "Todavia, alguns assuntos pessoais obrigaram-me a reconsiderar os meus planos e, assim que decidi finalmente pelo regresso, o Omonia era a melhor opção para mim. Durante a minha carreira, sempre tive grandes objectivos e o Omonia serve as minhas ambições". Konstantinou tem a possibilidade de provar estas intenções já no domingo, quando o Omonia defrontar o campeão Anorthosis Famagusta FC, onde actuam os portugueses Paulo Costa e Tiquinho, que está a um ponto do duo formado por Omonia e APOEL, onde jogam Nuno Morais e Hélio Pinto.

Aquisição islandesa
Entretanto, o Apollon Limassol FC, ao qual está ligado o guarda-redes português André Queirós e que se encontra no quinto lugar, a uma distância considerável do trio da frente, fez algumas manchetes ao tornar-se o primeiro clube cipriota a contratar um futebolista islandês, no caso o defesa Haraldur Freyr Gudmundsson. O jogador de 27 anos, internacional por duas vezes pela Islândia, chega ao Apollon proveniente do Aalesunds FK, depois de ter convencido o técnico alemão do Apollon, Thomas von Heesen, para assinar um contrato de 18 meses.

Última actualização: 21-01-09 14.56CET

Informação relacionada

Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/memberassociations/association=cyp/news/newsid=794160.html#omonia+promove+regresso+konstantinou