O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Jogo de exibição promove inclusão em Kiev

Duas equipas de jovens jogadores com deficiências motoras mostraram o seu valor em mais um jogo de promoção do projecto Respeito pela Inclusão, da UEFA, em Kiev, antes do embate entre Inglaterra e Itália.

As duas equipas que participaram no jogo de exibição em Kiev, junto das mascotes do EURO, Slavek e Slavko
As duas equipas que participaram no jogo de exibição em Kiev, junto das mascotes do EURO, Slavek e Slavko ©Sportsfile

Os jogos de promoção do projecto Respeito pela Inclusão da UEFA revelaram-se um excelente espectáculo de entretenimento antes do início dos encontros dos quartos-de-final do UEFA EURO 2012. Na última noite, em Kiev, assistiu-se ao quarto e último jogo, com a participação de jogadores com dificuldades motoras, incluindo paralisia cerebral.

As duas equipas, Esperança Ucraniana e Pequenas Estrelas, contaram com jogadores com idades compreendidas entre os 11 e os 16 anos e deram tudo num encontro que terminou com um empate 2-2, dando o mote para o embate entre Inglaterra e Itália, no Estádio Olímpico, em Kiev.

O parceiro da UEFA para a realização deste projecto é o Comité Nacional de Desporto para Deficientes da Ucrânia (NSCDU). O objectivo passa por proporcionar às crianças com diferentes deficiências uma plataforma onde possam mostrar as suas capacidades desportivas. Tal deve ajudar a aumentar o nível de consciencialização de que estes jogadores não devem ser excluídos e que são uma parte integral da sociedade actual.

Ao longo dos últimos dois anos, crianças ucranianas, com menos de 15 anos e diferentes deficiências, foram convidadas para participarem em campos de treino. Aí, os jovens aprenderam os princípios básicos do futebol e os treinadores trabalharam as suas capacidades técnicas. Foram realizados mini-torneios no centro para actividades Deaflympic, em Yevpatoriya, Crimeia, com as equipas vencedoras – "Nadiia Ukrainy" (Esperança Ucraniana) e "Malenki Zironky" (Pequenas Estrelas) – a conquistarem a oportunidade de mostrar o seu valor no jogo de ontem.

"Este jogo tem lugar em Kiev, mas constitui um exemplo para todo o país, mostrando que os desportos para pessoas com deficiência podem ter lugar em qualquer lado", salientou Valeriy Sushkevich, presidente do NSCDU.

Os jogadores, esses, viveram um momento inesquecível sob as luzes da ribalta. "Senti uma grande emoção em campo", referiu Vadim Khorolsky, um dos elementos da equipa Pequenas Estrelas. "Foi uma sensação muito boa estar no relvado", acrescentou Nazar Goida, da equipa da Esperança Ucraniana. "Infelizmente não fui capaz de marcar qualquer golo, como desejava, mas vou recordar este jogo durante toda a minha vida."

"Foi um enorme prazer jogar em condições tão espectaculares e tudo isto dará sem dúvida um grande ímpeto ao futebol praticado por estes jovens", referiu o Kostiantyn Pasichnyk, treinador das Pequenas Estrelas.

Em termos de desenvolvimento a longo prazo, actividades como estas constituem uma excelente promoção para os jovens com deficiências físicas, aumentando a consciencialização de que estes são capazes de praticar muitos e variados desportos. A Ucrânia é já um país bastante activo nessa área, tendo conquistado numerosos títulos e campeonatos em competições e eventos internacionais realizados recentemente.

O êxito destes atletas com deficiências físicas dá esperança a centenas de milhares de outras pessoas com deficiências. A sua alegria é partilhada por todos em todo o Mundo e os seus feitos encantam toda a gente. O projecto Respeito pela Inclusão da UEFA tem-se mostrado um valioso catalisador no despoletar de tais sentimentos.