O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Prémio de solidariedade para a Fundação Stefano Borgonovo

O Prémio Anual de Solidariedade da UEFA, de um milhão de euros, foi entregue no Mónaco à Fundação Stefano Borgonovo, que apoia a investigação relacionada com a esclerose lateral amiotrófica.

Prémio de solidariedade para a Fundação Stefano Borgonovo
Prémio de solidariedade para a Fundação Stefano Borgonovo ©UEFA.com

O Prémio Anual de Solidariedade da UEFA foi entregue à Fundação Stefano Borgonovo, que apoia a investigação relacionada com a esclerose lateral amitrófica (ALS).

O cheque, no valor de um milhão de euros, foi entregue à mulher de Stefano Borgonovo, Chantal, e a Fabio Cannavaro, lenda do futebol de Itália, pelo Presidente da UEFA, Michel Platini, no jantar oficial da gala, esta noite, depois do sorteio da fase de grupos da UEFA Champions League, no Mónaco.

"O Prémio de Solidariedade deste ano reflecte o compromisso da UEFA para melhorar a saúde em toda a Europa. Aqueles que são capazes de praticar futebol têm por adquirida a capacidade de se moverem. Ao doar fundos à Fundação Stefano Borgonovo, esperamos efectuar uma contribuição positiva para o tratamento e investigação da ELA, e também dar apoio a doentes que sofram de ELA e respectivas famílias", disse o Presidente da UEFA.

Borgonovo, antigo avançado de AC Milan e ACF Fiorentina nas décadas de 1980 e 1990, viu ser-lhe diagnosticada esclerose lateral amiotrófica aos 42 anos. Trata-se de uma condição neurológica grave, que causa perda progressiva de todas as funções musculares. A Fundação Stefano Borgonovo foi criada pelo antigo internacional italiano, pela sua mulher Chantal e pela filha mais velha de ambos, Alessandra, a 13 de Dezembro de 2008, com o objectivo de ajudar as 350 mil pessoas que sofrem de ELA em todo o Mundo.

"A fundação sente-se honrada por receber o Prémio de Solidariedade Anual da UEFA, que é o maior donativo individual que alguma vez recebemos", disse Chantal Borgonovo. "Com o apoio da UEFA, vamos avançar na nossa campanha em Itália, através do tão necessário investimento em investigação de terapia de transplantação de células estaminais para distúrbiosneurológicos."

O milhão de euros vai ser gasto em investigação pioneira sobre células estaminais, conduzida pelo Professor Angelo Vescovi, um dos descobridores das células estaminais do cérebro. A experiência clínica de transplantação de células estaminais começou quando um paciente portador de ELA, com 31 anos, recebeu injecções de células estaminais na coluna vertebral, em Junho deste ano, na esperança de que, progressivamente, pudessem retardar o avanço da doença.

Actualmente, a fundação fornece serviços de apoio a famílias de doentes portadores de ELA e vai criar o Hospital em Casa, programa-piloto para o cuidado de doentes nas suas próprias casas. Pretende desenvolver um serviço totalmente equipado para assistir doentes ELA em todas as fases da doença, através de um laboratório médico móvel, com todo o equipamento de diagnóstico e software necessários.

No ano passado, o Prémio Anual de Solidariedade foi atribuído à streetfootballworld, organização pioneira no campo do desenvolvimento através do futebol. A ONG investiu os fundos na implementação do projecto Respect Your Health – Euroschools 2012, como parte da campanha Respeito do UEFA EURO 2012, iniciativa de responsabilidade social oficial para o torneio que decorreu na Polónia e na Ucrânia.

A campanha promoveu estilos de vida saudáveis, focando-se na prevenção do tabaco, consumo responsável de álcool, dieta saudável e actividade física entre os jovens e as suas famílias, nas cidades-sede do UEFA EURO 2012.