O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

UEFA destaca Semana de Acção

A Semana de Acção da FARE terá lugar este mês e a mensagem de união contra o racismo será ouvida em tom bem elevado nos jogos das provas de clubes da UEFA disputados entre 19 e 21 de Outubro.

Unidos Contra o Racismo será a mensagem nos jogos das provas de clubes da UEFA
Unidos Contra o Racismo será a mensagem nos jogos das provas de clubes da UEFA ©UEFA.com

Os jogos da próxima semana da UEFA Champions League e da UEFA Europa League constituem a plataforma perfeita para conferir maior visibilidade à luta pan-europeia contra o racismo e a intolerância.

As actividades a serem desenvolvidas farão parte da Semana de Acção organizada pela Rede Pan-Europeia Contra o Racismo no Futebol (FARE), parceira da UEFA na luta contra o racismo.

Os jogos por toda a Europa irão promover esta campanha transcontinental contra o racismo, a discriminação e a intolerância, que se tornou num evento anual de enorme amplitude e tem cada vez maior impacto.

Esta temporada, a Semana de Acção da FARE decorre entre 14 e 26 de Outubro. A iniciativa contará com a participação de ONG's, escolas e grupos de jovens, adeptos e minorias étnicas em mais de duas mil actividades espalhadas por 42 países, desde os mais pequenos clubes amadores e de bairro até às maiores equipas europeias.

Nesta ocasião, como parte da campanha Unidos Contra o Racismo, a UEFA vai utilizar as suas principais competições de clubes para vincar, uma vez mais, a sua posição contra o racismo. Em todos os 40 jogos das competições europeias disputados entre 19 e 21 de Outubro, as equipas entrarão em campo acompanhadas por crianças que envergarão camisolas com a mensagem Unidos Contra o Racismo, que constará igualmente nas braçadeiras dos capitães de cada equipa.

Será ainda exibido nos ecrãs gigantes um bloco publicitário de 30 segundos com a mensagem "Não ao Racismo" e, antes do início de cada encontro, será também lido um comunicado. Cerca de 1,2 milhões de adeptos assistirão aos eventos ao vivo nos estádios e muitos mais milhões irão vê-los através das transmissões televisivas em directo.

A FARE foi criada em 1999 por uma pequena associação de grupos de adeptos e ONG's preocupados com o aumento da presença do racismo no seio do futebol europeu. Passados dez anos, a organização abrange grupos que lutam contra a discriminação em todas as frentes e conta com parceiros em quase 40 países, espalhados pelos quatro cantos da Europa.

O trabalho de envolver jogadores, adeptos e órgãos de gestão na luta por fazer do futebol um meio livre de qualquer tipo de discriminação tem-se espalhado aos poucos por todo o continente.

A UEFA tem vindo a oferecer um considerável apoio financeiro à FARE desde a assinatura de um acordo formal entre as duas partes, em 2001. Ambos os organismos cooperam na organização de eventos, na elaboração de publicações e na utilização dos principais jogos de futebol da Europa como plataforma comercial para fazer chegar ao público a mensagem de tolerância zero contra qualquer forma de racismo ou discriminação, dentro e fora das quatro linhas.

Para ficar a saber mais, visite farenet.org/