O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Treinadores apoiam campanha "Respeito"

Alex Ferguson, Claude Puel e Manuel Pelligrini foram apenas alguns dos treinadores que vincaram o seu apoio à campanha "Respeito" da UEFA, lembrando que, hoje em dia, "o respeito é tudo" no futebol.

A campanha "Respeito" tem o apoio dos principais treinadores da Europa
A campanha "Respeito" tem o apoio dos principais treinadores da Europa ©UEFA.com

Os principais treinadores europeus vincaram o seu apoio à campanha "Respeito" da UEFA, com o técnico da Juventus, Claudio Ranieri, a salientar que, hoje em dia, "o respeito é tudo" no futebol.

Nova iniciativa
A iniciativa foi lançada pelo Presidente da UEFA, Michel Platini, no início do ano e conquistou uma vasta exposição com o UEFA EURO 2008™. A campanha "Respeito" da UEFA está ligada ao combate a malefícios sociais como o racismo, a violência, a xenofobia ou a homofobia, visando promover o respeito pelas regras do jogo, pelos árbitros, pelos colegas e adversários, pelos clubes, pelos outros jogadores e pelos adeptos.

Aceitar a derrota
"Penso que o respeito é tudo, porque respeito significa aceitar a derrota e reconhecer a superioridade dos adversários se estes foram melhores", referiu Ranieri. "Para mim isso é respeito. Respeitar o próximo como nos respeitamos a nós - isso é o principal. É a partir daí que nasce a democracia. É o mais importante de tudo e é por isso que partilho a 100 por cento esta filosofia da UEFA".

"O respeito é tudo"
Da mesma opinião é o técnico do Olympique Lyonnais, Claude Puel. "O respeito é tudo", afirmou igualmente. "Respeito pelos adversários, pelos colegas, pelo público. Num desporto como o futebol, de dimensão universal, é necessário manter uma certa inocência. É uma das poucas áreas onde se pode falar verdadeiramente de valores reais como este e temos de o defender". Thomas Schaaf, treinador do Werder Bremen, referiu que o respeito "é um dos sentimentos e características mais importantes que devemos ter, sobretudo no desporto, mas é igualmente fundamental no nosso dia-a-dia. Não importa quem se nos depare, pois essa pessoa merece o nosso respeito. O respeito tem de estar sempre presente para garantir que não surgem preconceitos".

Cenas infelizes
O treinador do Club Atlético de Madrid, Javier Aguirre, acredita que esta iniciativa não poderia ter surgido em melhor altura. "Todos os domingos assistimos a cenas, não só na Europa mas em todo o Mundo, onde se verifica uma enorme falta de respeito. Treinadores para com os jogadores, jogadores para com os treinadores e adeptos, adeptos para com os árbitros. Todos os domingos vemos exemplos destas faltas de respeito. Considero que uma campanha como esta, aplicada tanto ao futebol como à sociedade no seu todo, é uma excelente ideia".

"Momento crítico"
Alex Ferguson, treinador do Manchester United FC, também pensa que o desporto atravessa um período crucial. "Creio que este é um momento crítico para o desporto", referiu. "Tem ocorrido, ao longo dos anos, um aumento das tentativas de manipular os árbitros, constantemente rodeados pelos jogadores, o que não será, certamente, muito benéfico para a sua confiança - está-se a debilitar a sua autoridade. O apoio e o respeito às suas decisões é um passo que irá melhorar a qualidade dos árbitros e, consequentemente, do próprio jogo". O treinador do Villarreal CF, Manuel Pelligrini, por seu lado, acrescentou que o respeito é a chave para garantir que o futebol mantém a sua popularidade em todo o Mundo. "O respeito é a base para que este desporto se mantenha como o maior de todos", lembrou.

Para ver os principais treinadores europeus a falarem sobre a campanha "Respeito" da UEFA no Magazine desta semana do uefa.com, clique aqui.