Regresso ao Jogo: a UEFA está a preparar-se para o regresso seguro das suas competições de elite.
Saiba mais >
 

Conselhos médicos sobre a gripe A

A UEFA divulgou um conjunto de recomendações relacionadas com a pandemia H1N1 (gripe A), após uma reunião entre especialistas médicos das diferentes federações desportivas internacionais.

As recomendações foram feitas em parceria com a Organização Mundial de Saúde
As recomendações foram feitas em parceria com a Organização Mundial de Saúde ©Getty Images

A UEFA divulgou um conjunto de recomendações relacionadas com a pandemia H1N1 (gripe A), após uma reunião entre especialistas médicos das diferentes federações desportivas internacionais, onde a FIFA representou o futebol europeu.

Plano para o H1N1
O grupo de médicos presente na reunião, realizada em Lausanne, na Suíça, no dia 1 de Novembro, discutiu, entre outros assuntos, o plano de prevenção da pandemia H1N1 em eventos desportivos nacionais e internacionais. Em parceria com a Organização Mundial de Saúde (OMS), fez as seguintes recomendações:

• Jogadores a quem seja diagnosticado H1N1, através de confirmação médica, não devem praticar qualquer actividade desportiva por um período mínimo de sete dias depois de surgirem os primeiros sintomas.
• Uma única dose da vacina contra o vírus da pandemia da gripe A (H1N1) é recomendada, como medida preventiva. Os jogadores não devem apresentar sintomas da gripe na altura da vacinação. Atletas que tenham alergia à proteína do ovo devem consultar o seu médico antes de serem vacinados.
• Educação para todos os jogadores e pessoas do seu círculo próximo sobre as regras básicas de prevenção, tais como lavagem de mãos, uso individual de garrafas de água e toalhas, maneira correcta de tossir e evitar o contacto com pessoas infectadas.
• Todos os jogadores diagnosticados com o vírus H1N1 devem ser afastados da competição e isolados da equipa até que estejam curados, de modo a evitar a propagação do vírus.
• Em relação a um possível adiamento de competições e eventos desportivos, os representantes médicos de desportos de equipa não aconselham o cancelamento ou adiamento de competições nacionais e internacionais na actual situação. No entanto, caso as condições de saúde pública relacionadas com a pandemia piorem, essa posição deve ser reconsiderada.
• A consulta regular do site da OMS (who.int) é altamente recomendada. Conselhos técnicos específicos relacionados com eventos desportivos durante a pandemia podem ser requisitados através do e-mail massgatherings@who.int. Presentemente, a OMS não recomendou qualquer tipo de restrição para viagens nacionais ou internacionais.

Topo