Regresso ao Jogo: a UEFA está a preparar-se para o regresso seguro das suas competições de elite.
Saiba mais >
 

Cheque de solidariedade da UEFA para a Fundação Johan Cruyff

O Prémio de Solidariedade UEFA Mónaco 2013 vai ser atribuído à Fundação Johan Cruyff e será utilizado na promoção do bem-estar físico e mental das crianças e jovens.

Johan Cruyff experimenta uma cadeira-de-rodas de futebol num dos Cruyff Courts
Johan Cruyff experimenta uma cadeira-de-rodas de futebol num dos Cruyff Courts ©Johan Cruyff Foundation

O Prémio Anual de Solidariedade UEFA Mónaco 2013 vai ser atribuído à Fundação Johan Cruyff e será utilizado na promoção do bem-estar físico e mental das crianças e jovens.

O cheque de um milhão de euros será entregue ao lendário futebolista holandês Johan Cruyff pelo Presidente da UEFA, Michel Platini, durante a jantar-gala oficial que se seguirá à cerimónia do sorteio da UEFA Champions League.

"Este ano, o Prémio de Solidariedade reflecte o empenho da UEFA na defesa dos valores sociais e de um estilo de vida saudável através das 'raízes' do futebol. O nosso contributo vai ajudar a construir novos campos por toda a Europa - Cruyff Courts - com o intuito de encorajar ainda mais crianças a praticarem desporto, oferecendo-lhes recintos adequados para tal", destacou Platini.

"Tanto a UEFA como a Fundação Cruyff acreditam nos benefícios das 'raízes' do futebol e, sobretudo, na oferta de maiores ofertas de locais de jogo seguros onde as crianças possam interagir umas com as outras. É uma honra para nós receber este Prémio de Solidariedade UEFA Mónaco. Trata-se do reconhecimento do que já alcançámos co o nosso trabalho a nível dos Cruyff Courts, predominante na Holanda, ao longo de quase 20 anos. Estamos extremamente satisfeitos por este donativo seguir directamente para o desenvolvimento de novos Cruyff Courts e para o nosso Programa Comunitário espalhado por toda a Europa", salientou Johan Cruyff.

A Fundação Cruyff é vista como uma autoridade de enorme prestígio na área dos projectos comunitários e do desporto para crianças, dando especial atenção a crianças com deficiências. Foi criada em 1997, depois de Johan Cruyff ter ganho uma simpatia especial por um jovem com síndrome de Down. Embora esse jovem rapaz tivesse uma enorme paixão pelo futebol, nunca tinha até então tido oportunidade de jogar com outras crianças, com medo da rejeição. Depois de Cruyff ter passado algum tempo a ensiná-lo a jogar futebol, potenciando a sua confiança e oferecendo-lhe um local seguro para jogar, acabou por ver finalmente o jovem a jogar na rua ao lado de outras crianças.

Tudo isto tocou profundamente Cruyff, que começou a pensar em formas de encorajar mais crianças a serem activas e desfrutarem da prática desportiva. O antigo internacional holandês percebeu que a criação de uma fundação com o seu nome poderia ajudar as crianças a integrarem-se mais facilmente nos seus bairros e nas suas comunidades, a manterem-se saudáveis e a adquirirem alguns valores sociais básicos, como o trabalho de equipa e o respeito. Actualmente, existem 176 Cruyff Courts espalhados pela Europa, 151 dos quais na Holanda. Todas as semanas, mais de 15 mil jovens participam em actividades organizadas nesses campos, como os torneios Cruyff Courts 6 contra 6 ou o Programa Comunitário Fundação Cruyff. Em todo o mundo, mais de 20 mil crianças marcaram já presença nesses torneios Cruyff Courts 6 contra 6 e cerca de 900 crianças integraram o programa comunitário.

O valor do prémio será aplicado no desenvolvimento de seis novos campos relvados artificiais com as dimensões de 42 metros por 28 metros em seis diferentes países europeus. Estes campos serão localizados em locais centrais de bairros, preferencialmente junto a escolas, centros comunitários ou centros para jovens e oferecerão pelo menos seis horas semanais de actividades estruturadas. Lerão dirigidos localmente e desenhados de forma a poderem constituir uma mais-valia para as comunidades locais. Tratam-se de lugares que deverão encorajar as crianças a aprenderem valores como o respeito, a responsabilidade e a integração através do desporto.

Para mais informações, visite a Fundação Cruyff

Topo