Programa antidoping no caminho certo

O esforço de combate antidoping da UEFA esteve em destaque no Simpósio de Medicina da UEFA, em Madrid, com o propósito de continuar a proteger a integridade do futebol.

O compromisso da UEFA de combate ao doping foi desde sempre uma prioridade
O compromisso da UEFA de combate ao doping foi desde sempre uma prioridade ©Sportsfile

Uma das iniciativas de longa data da UEFA destinada a proteger a integridade do futebol - o Programa Antidoping do organismo europeu – foi um elemento-chave em debate, esta semana, no 6º Simpósio de Medicina da UEFA, em Madrid.

O compromisso da UEFA de combate ao doping foi desde sempre uma prioridade, com vários desenvolvimentos inovadores a serem implementados, desde logo os controlos extra competição, análises ao sangue e gestão do paradeiro do jogador. Em 2014, o programa da UEFA mantém-se como um dos mais completos do mundo do futebol, um programa conduzido numa estreita colaboração com os principais parceiros como são as organizações europeias antidoping, os laboratórios acreditados da Agência Mundial de Antidopagem (WADA) e com a própria Agência Mundial.

O próximo ano anunciará um novo capítulo na evolução do programa, com a publicação dos resultados de um estudo da UEFA sobre o perfil de esteróides elaborado em colaboração com o laboratório acreditado da WADA, em Lausana.

O estudo analisa o perfil dos esteróides de quase 900 jogadores que foram testados, pelo menos, três vezes nas competições da UEFA desde 2008 e, apesar de os resultados serem anónimos e não conduzirem à imposição de violação das regras antidoping, promoverão uma visão única quanto à potencial prevalência do uso de esteróides no futebol europeu.

O Programa de testes sanguíneos e de urina cuidadosamente planeado e distribuído pela UEFA vai continuar em todas as competições, procurando garantir que os jogadores são dissuadidos do recurso ao doping e se, uma vez detectados, optam por tentar enganar. Em suma, o objectivo é claro - não deixar espaço para a batota no futebol e garantir que as competições da UEFA são sustentadas pela noção de fair play. O programa avançado da UEFA permanece em posição de atingir esse objectivo.