O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.
Os novos procedimentos em caso de contusão foram aprovados pelo Comité Executivo da UEFA em Setembro de 2014
Equipamento médico num jogo da UEFA
Sessão prática de emergência no relvado efectuada por médicos de futebol
Os médicos das 24 selecções que participaram no UEFA EURO 2016 assinaram uma carta onde se comprometeram em ajudar a UEFA a alcançar uma fase final sem qualquer tipo de situação de doping.
O Estudo sobre Lesões nos Clubes de Élite da UEFA é um respeitado um arquivo histórico de enorme valor no que toca à ajuda aos clubes no tratamento e prevenção de lesões.
Workshop do Estudo sobre Lesões nos Clubes de Élite da UEFA, decorrido em Lisboa, em 2016
Participantes no seminário do Estudo sobre Lesões nos Clubes de Élite da UEFA, em Janeiro de 2015
O terceiro workshop do Programa de Formação para Médicos de Futebol da UEFA (FDEP) decorreu em Budapeste em Abril de 2015
O presidente do Comité Médico da UEFA, Michel D'Hooghe, afirmou que o Simpósio Médico da UEFA em Fevereiro de 2014 "celebra o papel chave que a medicina tem no sucesso do nosso desporto"
O simpósio foi a sexta edição do evento a ter lugar, com todas as federações da UEFA a estarem presentes, bem como muitos dos principais clubes
Sergio Ramos, David Villa e Vicente del Bosque no sexto Simpósio Médico da UEFA, em Madrid, Fevereiro de 2014
Sergio Ramos, David Villa e Vicente del Bosque tiveram a companhia de peritos médicos e discutiram a evolução da medicina no futebol no sexto Simpósio Médico da UEFA, em Madrid, em Fevereiro de 2014
Proteger o futebol

Medicina

O papel do sector médico tornou-se vital no futebol moderno e a UEFA dá também a sua contribuição importante para a área da medicina futebolística, lesões e ciência desportiva.

Todos os projectos médicos da UEFA são geridos pela unidade médica da UEFA, sob a direcção do comité médico, que é composto por 13 médicos de futebol de elite oriundos de toda a Europa, a maior parte actuais ou antigos médicos de selecções, com especialidades em ortopedia, cardiologia e medicina desportiva.

Requisitos médicos mínimos
A UEFA introduziu requisitos médicos mínimos nos jogos das competições da UEFA a partir da época 2012/13, para assegurar que quem acolhe jogos da UEFA fornece aos jogadores, equipa técnica e árbitros um padrão mínimo de equipamento e serviços médicos para lidarem com acidentes que possam colocar a vida em risco, ou causar uma lesão permanente.

Acompanhamento médico
Os regulamentos médicos da UEFA especificam um processo de acompanhamento médico detalhado ao qual os jogadores são submetidos, antes da sua participação numa competição de futebol da UEFA.

Anti-doping
O programa anti-doping da UEFA envolve testes de urina e de sangue, dentro e fora das competições, com controlos anti-doping regulares sem aviso a serem realizados durante a competição. Os testes incluem a detecção de substâncias como EPO e hormonas de crescimento humano. Todas as amostras são recolhidas por médicos indicados pela UEFA e analisadas em laboratórios acreditados pela WADA.

Simpósio médico
Os simpósios médicos da UEFA reúnem peritos de clubes, federações e a alargada família do futebol, para analisar e debater assuntos médicos importantes no futebol, como a prevenção de lesões, a medicina desportiva, futebol feminino e jovem, bem como actuais e futuros desenvolvimentos na medicina futebolística. O mais recente Simpósio Médico da UEFA teve lugar em Janeiro de 2018.

Estudos de lesões
O Estudo de Lesões em Clubes de Elite da UEFA (em inglês) encontra-se em funcionamento desde 2001, e fornece um arquivo histórico sem paralelo de informações sobre lesões relacionadas com o futebol. Esta informação é matéria vital para clubes, federações e a comunidade científica em geral sobre padrões de lesões, riscos, a provável prevalência de certos tipos de lesões e ainda o tempo estimado do regresso à competição. Também são realizados estudos sobre lesões semelhantes após o fim de cada fase final do Campeonato da Europa.

Programa de Formação para Médicos de Futebol
A UEFA implementou um programa de formação e treino para médicos de futebol das suas 54 federações-membro. O programa engloba técnicas de tratamento de emergência, gestão de lesões, anti-doping e o papel do médico de futebol. O objectivo é estabelecer novos padrões através da disseminação de conhecimento médico e perícia.