Comunicado da UEFA sobre o Fair Play Financeiro

A UEFA emitiu um comunicado sobre o Fair Play Financeiro.

©UEFA.com

O Fair Play Financeiro (FFP) levou a uma mudança radical na saúde das finanças no futebol europeu de clubes. Há sete anos, os clubes europeus acumulavam dívidas na ordem dos 1,7 mil milhões de euros. No ano passado, apresentaram um lucro de 600 milhões de euros. Não restam dúvidas que tem sido um sucesso para o futebol em toda a Europa.

O FFP é um conjunto de regras que os clubes que querem participar nas competições da UEFA concordam em cumprir. Depende da cooperação dos clubes em declarar a sua verdadeira e completa situação financeira e embora a UEFA possa verificar as informações que recebe, acredita que as informações recolhidas são um reflexo real e rigoroso das finanças dos clubes.

A UEFA realiza uma avaliação anual de todos os clubes face aos requisitos de equilíbrio do FFP numa base contínua de três anos. Inclui uma avaliação completa da situação financeira dos clubes, com base na informação divulgada pelos clubes (baseada nos balanços financeiros auditados de forma independente), assim como numa série de verificações realizadas pela UEFA (incluindo auditorias externas independentes). Se surgirem novas informações que possam ser relevantes para esta avaliação, a UEFA utilizará essa informação para contestar os números e solicitará explicações, esclarecimentos ou respostas do clube em questão.

Caso as novas informações sugiram que casos avaliados anteriormente foram adulterados, os mesmos podem ser reabertos conforme determinado caso a caso.

Esta abordagem é aplicada a todos os clubes que solicitem uma licença da UEFA e participam nas competições europeias de clubes.

Topo