Sófia rende-se ao troféu da Champions

O Trophy Tour da UEFA Champions League, apresentado pela UniCredit, acabou como tinha começado, um sucesso estrondoso, com a capital da Bulgária rendida ao carisma da competição.

Crianças observam o troféu da UEFA Champions League
Crianças observam o troféu da UEFA Champions League ©UEFA.com

O Trophy Tour da UEFA Champions League, apresentado pela UniCredit, acabou como tinha começado - com sucesso. Os adeptos do futebol da capital da Bulgária, Sófia, tiveram a hipótese de se aproximarem do troféu disputado pelos melhores jogadores e clubes do Mundo.

Grande adesão
Cerca de 19 mil pessoas visitaram o troféu na Praça Príncipe Alexandre de Battenberg, em Sófia, entre sábado e domingo, enquanto outros entusiastas também compareceram em elevado número em Russe e Pleven. Cerca de 250 pessoas marcaram presença no evento especial VIP realizado em Sófia, enquanto a conferência de imprensa teve a presença de 50 crianças, a par dos media búlgaros.

Fotos e autógrafos
Os adeptos não deixaram de tirar fotos junto ao troféu, bem como de participar em sessões de autógrafos, posando ainda com os embaixadores da taça na passagem da mesma pela Bulgária - o antigo guarda-redes do Manchester United FC e do Sporting, Peter Schmeichel, e o ex-internacional búlgaro e igualmente antigo jogador do Sporting, Krassimir Balakov, agora técnico do PFC Chernomorets Burgas.

Reviravolta histórica
Durante a conferência de imprensa, foi mostrado um vídeo dos memoráveis três minutos do Manchester United em Nou Camp, quando recuperou de uma desvantagem de um golo e bateu o FC Bayern München na final da UEFA Champions League de 1999. Schmeichel, então guarda-redes do United, subiu à área no canto que deu o empate aos ingleses.

Risco final
"Foi com a bênção de Alex Ferguson", contou Schmeichel ao uefa.com, em Sófia. "Já o fizera várias vezes na carreira. Marquei mesmo pelo United na Taça UEFA. Cheguei a marcar penalties nos primeiros anos da carreira, na Dinamarca. Frente ao Bayern tínhamos de arriscar naquele último minuto. Não interessava se iríamos perder por um ou por dois".

Recordação favorita
"O treinador do Bayern, Ottmar Hitzfeld, leu o jogo muito bem", acrescentou. "Eles estavam muito bem organizados para os lances de bola parada, onde nós éramos fortes. A minha presença na área confundiu-os. Começaram a pensar quem me iria marcar. Foi um risco bem calculado e valeu a pena. O Teddy Sheringham empatou e depois o Ole Gunnar Solskjær deu-nos a vitória. Todos ficaram deliciados".

Ideia fantástica
Voltar a ver o troféu trouxe boas recordações ao dinamarquês. "É uma ideia fantástica", afirmou sobre a digressão. "O sentimento de erguer o troféu é inacreditável. Essa grande final de Barcelona, em 1999, traz-nos sempre boas recordações. Eu tive a sorte de ser capitão nessa noite e de erguer o troféu. Foi também o meu último jogo pelo United. A UEFA Champions League é simbolizada por esta taça. É a melhor competição do Mundo".

Atracção popular
Schmeichel tirou uma foto com cada uma das 50 crianças, tendo assinado um autógrafo para cada uma. Balakov marcou presença no dia seguinte à sua equipa ter subido ao segundo lugar do campeonato búlgaro e autografou várias fotos durante quase duas horas. Outra atracção popular foi a vila Trophy Tour, que mostrou recordações, fotos e filmes, todos eles sobre a tradição da Taça dos Campeões Europeus e UEFA Champions League.

Memorável experiência
Tal como Sófia, a digressão visitou Milão (Itália), Zagreb (Croácia), Budapeste (Hungria) e Bucareste (Roménia) ao longo do último mês, levando o troféu para perto dos adeptos. Um momento de convergência relativamente ao mais importante torneio europeu. Este Trophy Tour marcou ainda o início da parceria de três anos entre a UEFA e o UniCredit Group, enquanto patrocinador da UEFA Champions League.

Topo