Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

Barça em festa recebe Henry

Thierry Henry foi apresentado como novo reforço do Barcelona, tendo revelado que sempre admirou o futebol praticado pelo clube catalão.

Thierry Henry trocou oficialmente esta segunda-feira o Arsenal FC pelo FC Barcelona, a troco de 24 milhões de euros, afirmando ter chegado a um clube que "sempre admirou" e que pratica um futebol que lhe agrada bastante.

Quatro anos de contrato
Henry, que comemora 30 anos em Agosto, foi apresentado no Camp Nou após realizar os exames médicos, tendo firmado um contrato válido por quatro temporadas. "Estou muito feliz por estar aqui e pela oportunidade de demonstrar do que sou capaz", afirmou Henry, perante uma sala de imprensa a abarrotar de repórteres. "Este é um clube que pretende ganhar tudo e vou dar o meu melhor para alcançar esse objectivo. Vou empenhar-me 100 por cento e não vou colocar os meus interesses pessoais à frente dos do clube. O Barcelona pratica um tipo de futebol que sempre admirei. Quero fazer parte disso, actuar neste grande estádio e jogar bom futebol".

"Momento exacto"
O presidente do Barça, Joan Laporta, disse que contratar o antigo avançado do AS Monaco FC e Juventus era um sonho antigo do clube: "O Thierry Henry era um jogador pretendido por nós há muito tempo e agora está aqui. Quando fui eleito presidente, em 2003, quis contratá-lo. Também o tentámos fazer no ano passado e, hoje, é um enorme prazer tê-lo aqui, finalmente. É um dos melhores jogadores do Mundo e, tendo em conta a sua qualidade, experiência e empenho, chega a Barcelona no momento exacto".

Camisola 14
Henry, que assinou um contrato de quatro anos com o Arsenal, após perder a final da UEFA Champions League de 2006 para a equipa de Frank Rijkaard, em Paris, vai vestir a camisola 14, número que usava no clube londrino e que também foi envergado pelo mítico Cruyff no Barcelona. O francês expressou algumas palavras em catalão, após ter sido apresentado com o novo emblema, revelando ter sido Cesc Fabregas, agora ex-colega de equipa do Arsenal, quem o ensinou. Numa recepção comparável à de Ronaldinho, em 2003, cerca de 20 mil adeptos deslocaram-se ao Camp Nou para assistir à chegada do gaulês, animada pelo entoar do hino do clube.

"Mais que um clube"
Parecendo algo emocionado com a recepção, Henry saudou a multidão, brincou com a bola e posou para as fotografias da praxe. "Fiquei muito surpreendido por ver tanta gente à espera", disse Henry. "Nem sequer sonhava com algo assim. É mesmo verdade o que dizem, o Barcelona é mais que um clube". O Barça não conseguiu alcançar o tricampeonato, tendo perdido no confronto directo com o rival Real Madrid CF. As duas equipas estarão presentes na fase de grupos da UEFA Champions League da próxima época, ao passo que o Arsenal terá de disputar a terceira pré-eliminatória.

Topo