UEFA recebe Convenção do Conselho da Europa sobre segurança em eventos desportivos

Convenção do Conselho da Europa sobre uma abordagem integrada da segurança e serviços nos jogos de futebol e outros eventos desportivos foi assinada por 14 países.

Assinatura da Convenção do Conselho da Europa
Assinatura da Convenção do Conselho da Europa ©Getty Images

028 - Dezasseis países assinaram a nova Convenção do Conselho da Europa em Paris

A Convenção do Conselho da Europa sobre uma abordagem integrada da segurança e serviços em jogos de futebol e outros eventos desportivos foi assinada numa cerimónia realizada no Stade de France na presença de vários ministros europeus.

A Convenção foi assinada por 14 países: ARJ da Macedónia, Bulgária, França, Geórgia, Grécia, Holanda, Lituânia, Mónaco, Montenegro, Portugal, República Moldava, Rússia, Suíça e Ucrânia.

A Convenção visa promover a hospitalidade e segurança para os espectadores dentro e fora dos estádios, melhorar o diálogo entre a polícia, as autoridades locais, clubes de futebol e adeptos, reforçar a cooperação internacional das polícias, assim como prevenir e punir o hooliganismo através de medidas eficazes.

Vem substituir a Convenção Europeia sobre a Violência dos Espectadores e Comportamento Impróprio em Eventos Desportivos, em particular nos jogos de futebol, que foi elaborada em 1985 na sequência da tragédia de Heysel.

A Convenção está aberta a membros e a não-membros do Conselho da Europa e entrará em vigor após a sua ratificação por três dos Estados signatários.

"Esta convenção é um passo importante para fomentar a cooperação internacional necessária para tornar os jogos de futebol e outros eventos desportivos seguros e agradáveis para os adeptos. Coloca também um grande ênfase na prevenção da violência antes que se agrave e na activação de um trabalho em conjunto de forma mais eficaz em toda uma rede de organismos envolvidos em eventos desportivos."

"É um momento oportuno, pois a Federação Russa está envolvida nos preparativos para o Campeonato do Mundo de 2018 e o UEFA EURO 2020 vai ser realizado em 13 países de toda a Europa", explicou Thorbjørn Jagland, Secretário-Geral do Conselho da Europa.

"A Convenção que estamos a assinar hoje é um forte sinal da nossa determinação em prevenir e combater a violência nos estádios, colocando no centro da organização de grande eventos desportivos internacionais o diálogo entre os diferentes actores e o relacionamento entre as autoridades públicas e os adeptos", acrescentou Thierry Braillard, Secretário de Estado do Desporto de França.

"A UEFA está muito satisfeita por o Conselho da Europa e os países europeus encararem muito a sério a segurança de todos os participantes em eventos desportivos", concluiu Michael van Praag, membro do Comité Executivo da UEFA e presidente do Comité de Estádios e Segurança da UEFA, “e estamos ansioso para trabalhar de forma permanente e, em estreita colaboração com todas as partes interessadas, em garantir a realização de jogos de futebol pacíficos e seguros por todo o continente".

A cerimónia de assinatura realizada hoje em Paris, durante o UEFA EURO 2016, reforça ainda mais a relação entre a UEFA e o Conselho da Europa no interesse do desenvolvimento a longo prazo do desporto em geral e do futebol em particular.

Topo