Árbitros da final entusiasmados

A final do UEFA Futsal EURO, entre Itália e Rússia, será dirigida pelo espanhol Fernando Gutiérrez Lumbreras e pelo croata Saša Tomić, que descreveu a nomeação como um "sonho".

Da esquerda para a direitoa: Fernando Gutiérrez Lumbreras, Marc Birkett, Timo Onatsu e Saša Tomić
Da esquerda para a direitoa: Fernando Gutiérrez Lumbreras, Marc Birkett, Timo Onatsu e Saša Tomić ©Sportsfile

A final do UEFA Futsal EURO 2014 de sábado, entre a Itália e a Rússia, será dirigida por Fernando Gutiérrez Lumbreras e por Saša Tomić, com Marc Birkett como terceiro árbitro e Timo Onatsu como árbitro-cronometrista.

Apesar de a tentativa de chegar ao quinto título continental consecutivo ter terminado nas meias-finais, frente à Rússia, a Espanha estará representada na final do Sportpaleis, com início marcado para as 19h30 (de Portugal Continental), por Gutiérrez Lumbreras. O juiz de 43 anos, como seu homólogo croata Tomić, já dirigiu três jogos em Antuérpia, incluindo o encontro de abertura entre a Rússia e a Holanda.

Tomić, de 38 anos, e Gutiérrez Lumbreras – que já participara noutro Futsal EURO e esteve entre os dez árbitros da UEFA presentes, na Tailândia, no Campeonato do Mundo de Futsal de 2012 – dispensaram algum tempo nos respectivos frenéticos horários para falarem sobre a experiência na Bélgica e sobre o que significa terem sido nomeados para tão prestigiado encontro.

UEFA.com: Parabéns! Como se sentem ao terem sido nomeados para dirigir a final?

Fernando Gutiérrez Lumbreras: É muito, muito bom. É uma honra para mim dirigir este encontro, porque, em muitas ocasiões, a minha selecção esteve presente na final.

Saša Tomić: É uma boa sensação. É o meu primeiro EURO. Ontem, tive um bom jogo, um clássico entre a Rússia e a Espanha [4-3]. Durante a fase final, estive concentrado durante cada jogo e é uma grande sensação.

UEFA.com: Onde classificará este encontro na sua carreira como árbitro?

Gutiérrez Lumbreras:  Há três anos, estive na "final four" [da Taça UEFA de Futsal] no Cazaquistão, na qual não esteve presente qualquer equipa espanhola. Mas, a nível de selecções, este é o jogo mais importante para mim. Estou muito feliz.

Tomić: Está logo no topo. Sou árbitro da FIFA desde 2009 e este é o maior certame no qual já estive presente. Estou muito orgulhoso por estar aqui e dirigir a final. Tem sido o meu sonho.

UEFA.com: O que seria o jogo ideal para si e para os seus colegas, no sábado?

Gutiérrez Lumbreras:  O melhor para todos seria que o árbitro fosse mais ou menos "invisível". Espero que, no próximo ano, ninguém se lembre de nada em especial dos árbitros. Sei que temos a final a nosso cargo, mas, para as pessoas do futsal, seria melhor que não se recordassem dos árbitros.

Tomić: Espero ver um bom jogo, com muitos golos, mas o mais importante para mim é "fair play" e respeito.

Topo