Grupo de Estudos da UEFA em bom ritmo

As federações da Sérvia e de Inglaterra organizaram recentemente seminários de partilha de conhecimentos técnicos no âmbito da quinta época do Grupo de Estudos da UEFA.

Os participantes no seminário do Grupo de Estudos da UEFA que decorreu na Sérvia
Os participantes no seminário do Grupo de Estudos da UEFA que decorreu na Sérvia ©FSS

A quinta época do Grupo de Estudos da UEFA (SGS) está em pleno andamento, com as federações nacionais da Europa a unirem esforços no sector técnico de forma a contribuírem para a melhoria global do futebol no continente.

O programa, criado por iniciativa do Presidente da UEFA, Michel Platini, pretende que as federações se juntem para transmitir conhecimentos, experiências e boas práticas nas áreas de formação de treinadores, futebol jovem, futebol feminino e "raízes" do futebol. Para esta época estão agendados 51 seminários, 15 sobre futebol jovem de elite, 13 sobre formação de treinadores, 13 sobre "raízes" do futebol e dez sobre futebol feminino.

Os seminários contam com a participação de cerca de 1700 técnicos de futebol de toda a Europa e vão decorrer em 31 países. Sérvia, Hungria, Bulgária e Antiga República Jugoslava da Macedónia irão receber pela primeira vez esta iniciativa.

A Federação de Futebol da Sérvia (FSS) organizou um seminário sobre o futebol jovem de elite durante o qual recebeu delegações de Itália, República Moldava e Azerbaijão. No primeiro dia, as sessões teóricas e práticas, que contaram com a colaboração de jogadores das selecções jovens, decorreram no Centro Desportivo, em Stara Pazova. No segundo dia, os participantes foram convidados a ver a forma como FK Crvena Zvezda e FK Partizan trabalham com os talentos jovens.

"A nossa equipa técnica teve oportunidade de obter novos conhecimentos e implementá-los no trabalho realizado pela federação", explicou o secretário-geral da FSS, Zoran Laković. "Acreditamos que as delegações que nos visitaram vão regressar mais ricas aos seus países depois desta experiência positiva."

"O nosso objectivo foi mostrar a escola de futebol sérvia de forma global", acrescentou Savo Milošević, director das selecções nacionais. "Mostrámos o programa de trabalho das selecções nacionais, os testes que realizamos e os critérios de selecção que a nossa federação está a implementar. Visitámos os dois clubes mais bem-sucedidos da Sérvia e as duas escolas mais prestigiadas, do Estrela Vermelha e do Partizan, as equipas que fornecem mais jogadores às selecções jovens da Sérvia.”

O futebol de “raízes” esteve na agenda de outro seminário que decorreu com enorme em Inglaterra e que contou com a participação de delegados das federações suíça, austríaca e belga. Os visitantes receberam explicações sobre a Carta de Qualidade da Federação Inglesa de Futebol (FA), em que a entidade federativa estabeleceu um sistema de controlo de qualidade nos escalões mais jovens que reconhece e premeia os clubes que são bem geridos, sustentáveis e que dão a maior importância à protecção das crianças, qualidade do treino e segurança.

O seminário em Inglaterra também visitou uma Sessão de "Mash-Up" da FA, programa destinado a jovens dos 14 aos 17 anos e a raparigas que deixaram de futebol ou estão perto de fazê-lo. Este projecto permite que continuem a jogar futebol longe da estrutura dos clubes e de forma informal para redescobrirem o prazer do futebol. Estes trabalhos estão mais centrados no prazer do que na competição e decorrem depois das aulas em campos de cinco contra cinco.

O terceiro elemento do seminário de futebol de “raízes”, em Inglaterra, foi o acompanhamento de uma sessão de programa “FA Skills”. O projecto é destinado a crianças dos 5 aos 11 anos, com o objectivo é melhorar as capacidades dos jovens para o futebol, mas também proporcionar-lhes mais confiança e actividade saudável. A FA sublinhou que o jogador é o ponto central de todos estes projectos.

Topo