Houllier distinguido pela UEFA

O Curso para Formadores de Treinadores da UEFA, em Bruxelas, terminou com Gérard Houllier a receber um prémio especial pelo seu contributo para a formação de treinadores na Europa.

Gérard Houllier recebeu um prémio especial do director-técnico da UEFA, Andy Roxburgh, pelo seu contributo para a formação de treinadores na Europa
Gérard Houllier recebeu um prémio especial do director-técnico da UEFA, Andy Roxburgh, pelo seu contributo para a formação de treinadores na Europa ©UEFA

O antigo treinador da França e director-técnico da Federação Francesa de Futebol (FFF), Gérard Houllier, foi homenageado pelo seu contributo notável para a formação de treinadores na Europa, no encerramento do 19º Curso de Formadores de Treinadores da UEFA, em Bruxelas, esta quinta-feira.

Houllier, que guiou o Liverpool FC à conquista da Taça UEFA em 2001, recebeu um prémio especial entregue pelo director-técnico da UEFA, Andy Roxburgh, depois de uma sessão de perguntas e respostas sobre gestão de jogadores profissionais, no evento de quatro dias dedicado a formadores de treinadores e peritos técnicos das federações-membro da UEFA.

"Quando se recebe prémios, significa que estamos a ficar velhos. Qualquer tipo de reconhecimento é gratificante e apreciado. É verdade que já fui um estudante aplicado, na qualidade de director-técnico, e ao mesmo tempo formava treinadores. É um ciclo que se encerra, a minha contribuição para a UEFA não é nova, por isso aprecio receber uma distinção deste género", disse Houllier, de 64 anos, ao UEFA.com.

Igualmente com passagens por RC Lens, Paris Saint-Germain FC, Olympique Lyonnais e Aston Villa FC ao longo de uma carreira ilustre, Houllier enfatizou a importância de eventos como o que se realizou esta semana na capital belga: "É importante porque é quase como um curso de reciclagem de conhecimentos, é uma aprendizagem contínua. Os treinadores que formam outros treinadores precisam de actualizar os seus conhecimentos, seja a nível futebolístico, comunicacional, capacidades de gestão, ou outros."

"É importante que a UEFA forneça ideias e informações aos diferentes países, para que os seus próprios treinadores se desenvolvam e adaptem às mudanças, desempenhando melhor o seu papel."

O tema do curso foi "Preparar para a Realidade" e os participantes receberam exemplos das técnicas de treino da Federação Belga de Futebol (URBSFA-KBVB), ao assistirem a uma sessão de treino da selecção belga Sub-18, conduzida pelo estudante do nível Pro da Escola Belga de Treinadores, Kris Van Der Haegen, no centro técnico da URBSFA-KBVB, em Tubize.

Para dar mais pontos de vista sobre a metodologia belga, o treinador-adjunto da selecção principal belga, Herman De Landtsheere, explicou o papel de um analista de jogo, delineando o processo levado a cabo para a elaboração de um relatório sobre um adversário. Concluiu a sua intervenção falando sobre os recursos tecnológicos disponíveis para analistas e treinadores, uma área também abordada no local do curso, com os delegados a terem a possibilidade de verem demonstrações na ferramenta de treino TactX (em inglês) da UEFA.

Realizaram-se uma série de apresentações subordinadas ao tema "A equipa por detrás da equipa". O treinador da Bélgica, Georges Leekens, falou sobre os desafios que a sua equipa enfrenta e a importância de um treinador estar rodeado de bons colaboradores, desde jogadores até outros elementos da equipa técnica, como analistas e médicos.

O valor dos treinadores de guarda-redes na estrutura da equipa técnica foi ilustrado pelo instrutor técnico da UEFA, Frans Hoek, e pelo antigo guarda-redes da República da Irlanda, Packie Bonner. A perspectiva médica esteve a cargo do presidente do Comité Médico da UEFA, Michel D'Hooghe, que falou sobre assuntos com os quais os médicos das equipas têm de lidar.

O director-técnico da UEFA, Roxburgh, destacou o papel do treinador como líder, abordando questões como a diferença entre gestão e liderança, a existência ou não de um estilo de jogo vitorioso particular, se existem qualidades essenciais a um líder e ainda as razões pelas quais os líderes podem falhar. No seu discurso de encerramento, resumiu como princípios básicos do futebol, como largura, mobilidade e penetração, também se aplicam à formação de treinadores em termos das suas regras, crenças e padrões.

O curso terminou com os agradecimentos do director-geral da Comissão Europeia para a Educação e Cultura, Bart Ooijen, e do secretário-geral da URBSFA-KBVB, Steven Martens, à UEFA, por estimular a federação anfitriã e todos os participantes. Ooijen encorajou todos os presentes a prosseguirem os estudos, dizendo: "Se fizerem o que sempre fizeram, vão  ter aquilo que sempre tiveram."

Topo