O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Michel Platini elogia polícia italiana

O Presidente da UEFA elogiou o trabalho da polícia italiana no que toca à segurança na final da UEFA Champions League da passada quarta-feira, entre o Barcelona e o Manchester United, que decorreu em Roma.

Os adeptos do United e do Barcelona conviveram sem problemas em Roma
Os adeptos do United e do Barcelona conviveram sem problemas em Roma ©Getty Images

O Presidente da UEFA, Michel Platini, elogiou o trabalho da polícia italiana no que toca à segurança durante a final da passada quarta-feira da UEFA Champions League, entre o FC Barcelona e o Manchester United FC, no Stadio Olimpico, em Roma.

"Satisfação e gratidão"
Numa carta endereçada ao responsável pela polícia de Roma, Platini expressou, em nome da UEFA, a "satisfação e gratidão pela forma como as forças da ordem garantiram a segurança durante a final da UEFA Champions League, graças a uma meticulosa preparação e a um considerável empenho de forças".

Grande fluxo
Platini referiu ainda que o fluxo de dezenas de milhares de adeptos de ambas as equipas em simultâneo poderia ter levado a sérios problemas a nível de segurança, assunto que havia sido discutido durante a longa fase de preparação e coordenação da operação, entre a polícia italiana, especialistas da UEFA e forças policiais de Espanha e Reino Unido.

Bonita festa do desporto
"O evento em si, e os dias que conduziram até ele, decorreram de forma bastante pacífica e a atmosfera foi a adequada para a grande festa de futebol que sempre desejámos, pelo qual temos de agradecer o trabalho realizado por todos aqueles que planificaram o sistema de segurança do evento", afirmou o Presidente da UEFA.

Palco magnífico
"Estou muito feliz por ter sido possível falar-se deste evento futebolístico de tamanha importância somente pelo seu sucesso desportivo e por ter sido uma excelente festa popular, numa cidade que constituiu um magnífico palco, sem necessidade de salientar quaisquer problemas de ordem pública", acrescentou Platini.