Arsenal deixa aviso ao Villarreal

Arsenal e Villarreal tiveram sortes diferentes antes de se encontrarem na próxima quarta-feira, na primeira mão das meias-finais da UEFA Champions League.

Na próxima quarta-feira o Arsenal FC vai receber o Villarreal CF em Highbury nas meias-finais da UEFA Champions League. A equipa inglesa está moralizada para esse importante jogo, depois de ter vencido o West Bromwich Albion FC em partida da Premiership. Por outro lado, a formação espanhola não teve sorte no encontro com o FC Barcelona, já que perdeu o jogo e ficou com Juan Manuel Peña e Gonzalo Rodríguez em dúvida para a deslocação a Inglaterra.

Arsenal FC 3-1 West Bromwich Albion FC

Aleksandr Hleb, Robert Pires e Dennis Bergkamp fizeram os golos que permitiram ao Arsenal vencer o West Brom, que enfrenta o risco de ser despromovido. Apesar do resultado final, esta não foi uma vitória fácil para os "gunners", que continuam a quatro pontos do Tottenham Hotspur FC na luta pelo quarto lugar. Já na segunda parte, Nigel Quashie empatou a contenda, obrigando a equipa da casa a lutar muito para garantir os três pontos. O Arsenal só voltou a ganhar vantagem a 12 minutos do final, com um golo de Pires. Depois, os visitantes reclamaram grande penalidade numa jogada polémica e os londrinos confirmariam a vitória no último minuto, com um golo do suplente Bergkamp, que não marcava desde Dezembro.

Philippe Senderos ocupou o lugar de Sol Campbell, pois o defesa fracturou o nariz na quarta-feira, no empate a um golo com o Portsmouth FC, e teve de ser submetido a uma intervenção cirúrgica que o deve obrigar a uma paragem de uma semana. Cesc Fabregas ressentiu-se de uma lesão num pé, sofrida há duas semanas no jogo com o Aston Villa FC, e também não jogou, mas o espanhol ainda pode recuperar a tempo de defrontar os seus compatriotas. Já com pensamento no jogo de quarta-feira, Arsène Wenger decidiu poupar o capitão Thierry Henry, substituindo o avançado aos 62 minutos.

Wenger reconheceu que o jogo da UEFA Champions League teve influência no encontro com o West Brom, mas ficou contente pelos seus jogadores terem mostrado empenho e concentração. "Senti que todos já estavam a pensar um pouco no jogo de quarta-feira, por isso estou satisfeito por ter conquistado os três pontos e pelo profissionalismo que todos mostraram em campo. Na quarta-feira queremos impor o nosso jogo, de forma determinada e convincente".

FC Barcelona 1-0 Villarreal CF

Na sexta-feira, o Villarreal decidiu poupar vários jogadores na deslocação a casa de outro semifinalista da UEFA Champions League. O resultado desta opção foi uma derrota em Camp Nou e um maior distanciamento do objectivo de garantir um lugar na Taça UEFA da próxima época. Samuel Eto'o marcou o único golo do jogo aos 11 minutos, ultrapassando Peña antes de bater o guarda-redes Mariano Barbosa.

Foi um mau ensaio para Barbosa, que continua à procura de ritmo de jogo para render Sebastián Viera em Highbury, pois o habitual titular na baliza do Villarreal está castigado. No encontro com o Barça, o treinador Manuel Pellegrini optou por poupar Alessio Tacchinardi, Juan Pablo Sorín, Juan Román Riquelme e Diego Forlán. Apesar de todos os cuidados, o treinador chileno viu Gonzalo Rodríguez sair de campo a coxear depois de, aos 18 minutos, ter sofrido uma lesão no tornozelo num choque com Deco. O defesa argentino está em dúvida para o jogo em Inglaterra, tal como Peña, que fez uma entorse nos ligamentos do tornozelo nos últimos minutos do jogo.

Riquelme não teve hipótese de jogar contra a sua antiga equipa, pelo que está apostado em fazer tudo para poder encontrar os catalães na final da UEFA Champions League. "Quero estar na final", afirmou. "Sei que a eliminatória com o Arsenal será difícil, tal como foi a última, com o FC Internazionale Milano. O Arsenal tem grandes jogadores e Henry tem capacidade para fazer a diferença. São favoritos, mas no campo vão estar 11 contra 11. Se fizermos tudo o que somos capazes, a eliminatória será muito equilibrada. Estamos a apenas um passo da final, pelo que vamos dar tudo para conseguir estar em Paris".