O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
A partir de 25 de Janeiro, o UEFA.com já não vai suportar o Internet Explorer.
Para obter a melhor experiência possível, recomendamos que use Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Bolton e Besiktas a subir

Grupo H: As quatro equipas que entrarão em acção na última jornada jogaram em casa durante o fim-de-semana, destacando-se as vitórias do Bolton e do Besiktas, ao passo que o Guimarães perdeu.

As quatro equipas que entrarão em acção na última jornada do Grupo H da Taça UEFA jogaram em casa durante o fim-de-semana, destacando-se a grande vitória conseguida pelo Bolton Wanderers FC. O Beşiktaş JK também subiu na tabela, graças a uma boa primeira parte, enquanto o Sevilla FC e o Guimarães perderam. O FC Zenit St. Petersburg fica a descansar, uma vez que já tem assegurada a passagem à fase seguinte.

Bolton Wanderers FC 2-0 Arsenal FC

Abdoulaye Faye marcou o seu primeiro golo pelo Bolton e a equipa de Sam Allardyce somou o sexto jogo sem sofrer golos em casa na Premier League, passando a ter 26 pontos. O médio senegalês, que assinou um contrato definitivo com o Bolton no início da semana passada, deu vantagem aos anfitriões com um golpe de cabeça certeiro, após cruzamento de Stylianos Giannakopoulos, aos 20 minutos. O médio grego, que regressou ao "onze" depois de recuperar de uma lesão num pé, marcou o segundo golo passados 12 minutos, concluindo uma jogada em que Kevin Davies aproveitou bem um erro de Gilberto Silva. O jogo acabou, no entanto, por ser azarado para Faye, que teve de ser substituído devido a uma lesão numa perna.

"Pressionámos intensamente o Arsenal, que cometeu erros e nós aproveitámos", afirmou Allardyce. "Talvez tivesse sido exagerado marcar três golos ao Arsenal, mas tivemos oportunidades para isso. Corremos e estivemos mais empenhados, marcámos excelentes golos e merecemos inteiramente a vitória".

Vitória de Guimarães 0-3 Leiria

O Guimarães vai de mal a pior na Liga portuguesa. O Leiria necessitou apenas de dois minutos para ganhar vantagem, por intermédio de Touré, antes de Moreno falhar um penalty para os vimaranenses. Os anfitriões voltaram a descuidar-se aos sete minutos e Paulo César fez, de cabeça, o segundo do Leiria. A equipa de Jaime Pacheco ficou depois reduzida a dez unidades, por expulsão de Marek Saganovski aos 36 minutos, mas João Paulo falhou a respectiva grande penalidade. No entanto, o terceiro golo demorou apenas mais dois minutos a surgir, novamente da autoria de Paulo César.

Jaime Pacheco afirmou no final da partida: "Peço desculpa aos nossos adeptos por este resultado, mas também quero que continuem a apoiar-nos. Tudo está a correr-nos mal. Adoro trabalhar aqui e farei o que for melhor para o clube. Estou muito triste, mas não sou cobarde. Sinto que ainda posso melhorar a equipa". O técnico não pôde contar com o médio Flávio Meireles, lesionado num pé, mas já utilizou o regressado Clayton no ataque.

Beşiktaş JK 3–1 Manisaspor

O Besiktas marcou três golos na primeira parte e derrotou o Manisaspor no Estádio İnönü, subindo ao quarto lugar da Superliga turca. A equipa de Jean Tigana não contou com os suspensos Ailton, que pediu para sair do clube por se sentir desadaptado, e Koray Avcı, enquanto Tümer Metin, Tayfur Havutçu, Ahmet Dursun e Gökhan Zan falharam a partida devido a lesão. İbrahim Akin marcou de cabeça para o Besiktas aos 34 minutos, antes de Ahmed Hassan aumentar a vantagem logo a seguir. O brasileiro Kleberson, que jogou no lugar de Sergen Yalçin, ausente devido a problemas físicos, fez o 3-0 a três minutos do intervalo. Sinan Kaloglu, um jogador emprestado pelo Besiktas, marcou o tento de honra dos visitantes no início da segunda metade.

"Parecemos cansados na segunda parte depois do jogo da Taça UEFA que fizemos a meio da semana, e também tínhamos jogado com dez homens durante 70 minutos ante o Sivasspor", referiu Tigana. "Foram mais ou menos os mesmos jogadores que alinharam nas três partidas. O futuro é promissor para nós e estou ansioso pela recuperação de todos os nossos lesionados".

Sevilla FC 0-2 RC Deportivo La Coruña

A série de oito jogos sem perder do Sevilha na Liga espanhola chegou ao fim com uma derrota em casa ante o Deportivo, num jogo que os sevilhanos terminaram com apenas nove homens em campo. O Sevilha sofreu o primeiro golo aos 26 minutos, na sequência de um penalty convertido por Diego Tristán, e a situação piorou ainda mais quando Enzo Maresca foi expulso logo a seguir por protestar uma decisão do árbitro. Os visitantes fizeram o 2-0 final a quatro minutos do intervalo, quando Víctor Sánchez transformou de forma perfeita um livre directo. O jogo ficou marcado pela amostragem de vários cartões amarelos e as ténues esperanças de recuperação dos andaluzes esbateram-se a 21 minutos do fim, quando o defesa Daniel Alves foi expulso por acumulação de amarelos.

O resultado final podia ter sido ainda mais dilatado a favor do Deportivo, mas Sebastián Taborda não foi capaz de converter um segundo penalty aos 73 minutos. O treinador do Sevilha, Juande Ramos, estava resignado com o desfecho da partida: "Por vezes não dá para entender as reacções dos jogadores. A repetição do penalty deixou toda a gente nervosa, mas isso não desculpa a forma como Maresca deixou a equipa a jogar com menos um. Claro que as grandes penalidades e os cartões vermelhos foram os factores decisivos".

FC Zenit St. Petersburg

O Zenit começou a paragem de Inverno com a certeza do apuramento para a próxima eliminatória da Taça UEFA, uma vez que ficará, no mínimo, no segundo lugar deste grupo. Mesmo assim, e depois de terminar o campeonato russo no sexto posto, num ano em que chegou a pensar em lutar pelo título, o treinador Vlastimil Petržela prometeu muitas alterações para o início de 2006.

"A lista de mudanças vai surpreender os nossos adeptos", disse o treinador checo. "Se queremos dar um passo em frente, temos de tomar medidas radicais. Necessitamos de fortalecer a equipa. O nosso estilo de jogo também tem de ser modificado porque não estou nada satisfeito com a forma como estamos a jogar neste momento".