O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Benfica revalida conquista da Taça da Liga

Ola John entrou para marcar, a dez minutos do fim, o golo que permitiu ao Benfica bater o Marítimo, por 2-1, na final da Taça da Liga e revalidar a conquista do troféu.

O capitão do Benfica, Luisão, ergue a Taça da Liga conquistada frente ao Marítimo
O capitão do Benfica, Luisão, ergue a Taça da Liga conquistada frente ao Marítimo ©AFP/Getty Images

SL Benfica conquista Taça da Liga portuguesa pela sexta vez ao bater CS Marítimo, por 2-1, em Coimbra.
• Jonas (37) abre marcador para o Benfica, de cabeça, após assistência de Jardel.
• João Diogo empata aos 57 minutos na sequência de excelente passe de Fransérgio; Raul Silva, defesa-central do Marítimo, expulso por acumulação de cartões amarelos no início da segunda parte.
• Após jogada de insistência de Jonas na área, Ola John assina tento da vitória dos “encarnados” a dez minutos do fim – e sete depois de ter entrado em campo.

• Êxito dedicado a Eduardo Salvio, ausente devido a lesão grave num joelho.
• Benfica soma sexto triunfo em seis presenças no jogo decisivo da Taça da Liga.
• Luisão e Maxi Pereira fazem igualmente o pleno de vitórias.
• Troféu é o quinto do treinador Jorge Jesus na prova – e também o décimo em todas as competições nacionais – nas seis temporadas que leva no comando da equipa (3 Liga, 1 Taça de Portugal, 1 Supertaça, 5 Taça da Liga).
• Jesus passa a ser o treinador com amis troféus no Benfica, agora com mais um do que Otto Glória, técnico durante a década de 1960.
• Benfica ganha terceira competição da época em Portugal em quatro possíveis, depois da Supertaça em Agosto e da Liga portuguesa; falha apenas revalidação da Taça de Portugal.
• Jesus, treinador do Benfica: "Marítimo apareceu muito mais agressivo e pressionante, foi um digno vencido. Fomos justos vencedores. Foi o [meu] décimo título. Parabéns ao Benfica, parabéns aos jogadores. E não nos vamos esquecer do Salvio."
• Ivo Vieira, treinador do Marítimo: "Entrámos bem na segunda parte e igualámos o jogo, mas faltou marcar mais golos do que o Benfica. Isto é uma festa, queríamos participar e ganhar a taça mas não foi possível."