Última actualização 24/10/2021 00:59CET
SuperTaça: Chelsea FC - Villarreal CF Dossiers de imprensa

SuperTaça - Época 2021Dossiers de imprensa

Chelsea FCChelsea FCWindsor Park - Belfastquarta-feira, 11 de Agosto de 2021
21.00CET (20.00 Hora local)
Jornada 1 - Final
Villarreal CFVillarreal CF
ImprimirX
Imprimir todas as secções
Escolher uma secção
  • nissan
  • playstation
  • mastercard
  • santander
  • lays
  • gazprom
  • heineken
  • equalgame
/insideuefa/mediaservices/presskits/uefasupercup/season=2021/round=2001360/day=1/session=1/match=2030316/library/_sidebar.html
?chapters=2

Retrospectiva Apenas esta secção

Chelsea e Villarreal vão discutir o primeiro título da nova temporada europeia de clubes na SuperTaça Europeia, no Windsor Park, em Belfast.

• O Chelsea conquistou o seu segundo título da UEFA Champions League em 2020/21, depois de o ter vencido pela primeira vez em 2012, derrotando o Manchester City numa final totalmente inglesa em Portugal para adicionar ao seu triunfo de 2012. O conjunto londrino vai procurar juntar mais uma SuperTaça Europeia ao seu palmarés, depois da que conquistou em 1998; os "blues" saíram derrotados das três últimas ocasiões em que disputaram a prova.

• O Villarreal também venceu uma equipa da Premier League para conquistar um título europeu na época passada, ao derrotar o Manchester United após uma maratona de desempate por grandes penalidades na final da UEFA Europa League, na Polónia, para garantir o primeiro grande troféu de sua história. Agora, vai procurar tornar-se no 25º clube - e no sexto espanhol - a ganhar a Supertaça Europeia. Se o conseguir, será o primeiro novo nome no troféu desde que o Bayern de Munique o ergueu pela primeira vez em 2013.

• As últimas três Supertaças Europeias, e seis das últimas oito, foram a o prolongamento.

• Este vai ser, para ambas as equipas, o seu primeiro nas competições europeias de clubes na Irlanda do Norte.

Palmarés na Supertaça Europeia 
Chelsea
• O registo do Chelsea em Supertaças Europeias é de 1V 3D:
1998: V 1-0 frente ao Real Madrid (Mónaco)
2012: D 1-4 frente ao Atlético de Madrid (Mónaco)
2013: D 2-2 (4-5 nos pens) frente ao Bayern (Praga)
2019: D 2-2 (4-5 nos pens) frente ao Liverpool (Istambul)

• Esta é a quinta presença do Chelsea na Supertaça Europeia. Só cinco equipas têm mais presenças na prova: Barcelona (nove), AC Milan e Real Madrid (sete) e Liverpool e Sevilha (seis).

• Uma equipa da Premier League não vence outra de outro campeonato na Supertaça Europeia desde que o Liverpool bateu em 2005 o CSKA Moscovo. Desde então, equipas inglesas saíram por cinco vezes derrotadas da prova e só ergueram o troféu por uma vez, em 2019, precisamente quando o Liverpool bateu o Chelsea na primeira Supertaça Europeia da história discutida entre duas equipas inglesas.

• Mateo Kovačić fez parte da equipa do Real Madrid que derrotou o Sevilha por 3-2 após prolongamento na Supertaça Europeia 2016 e ficou no banco no triunfo por 2-1 sobre o Manchester United um ano depois. Foi ainda titular na derrota do Chelsea ante o Liverpool em 2019.

• César Azpilicueta foi suplente não utilizado na derrota do Chelsea frente ao Bayern em 2013. Há dois anos, frente ao Liverpool, capitaneou o Chelsea num jogo em que Kepa, Kurt Zouma, Andreas Christensen, Emerson, Jorginho, N'Golo Kanté, Christian Pulišić foram titulares e Mason Mount e Tammy Abraham suplentes utilizados.

Villarreal
• Esta é a primeira presença do Villarreal na Supertaça Europeia; torna-se, assim, no 38º clube a participar na prova e no primeiro estreante desde Atlético de Madrid e Internazionale em 2010.

• O Villarreal é o sétimo clube da Liga espanhola disputar a Supertaça Europeia, depois de Barcelona (nove presenças), Real Madrid (sete), Sevilha (seis), Atlético (três), Valência (dois) e Real Zaragoza (um).

• As equipas espanholas já venceram por 15 vezes a Supertaça Europeia (Barcelona 5, Real Madrid 4, Atlético 3, Valência 2, Sevilha 1), mais do que equipas de qualquer outro país. Esta é a 29ª presença de uma formação espanhola na prova - mais dez do que a segunda nação com mais presenças, a Inglaterra.

• Equipas espanholas venceram nove das dez edições  da Supertaça Europeia jogadas entre 2009 e 2018; a excepção foi o triunfo do Bayern em 2013 sobre o Chelsea; desde 2018, contudo, as equipas espanholas não voltaram a vencer a prova.

• O treinador do Villarreal, Unai Emery, orientou o Sevilha nas derrotas ante o Real Madrid em 2014 (0-2) e o Barcelona em 2015 (4-5 após prolongamento).

• Sergio Asenjo foi suplente não utilizado no triunfo do Atlético sobre o Chelsea na Supertaça Europeia.

• Vicente Iborra foi suplente não utilizado pelo Sevilha na derrota ante o Real Madrid na Supertaça Europeia de 2014, mas foi depois titular nas derrotas ante Barcelona (2015) e, novamente, Real Madrid (2016), envergando mesmo a braçadeira de capitão nesse último jogo.

Jogos anteriores
• Este será o primeiro jogo oficial entre os dois clubes. O Villarreal será o nono clube espanhol a defrontar o Chelsea nas provas europeias de clubes; o Chelsea será o sétimo adversário inglês do Villarreal nas competições de clubes da UEFA.

Guia de forma
Chelsea
• O Chelsea chega a esta Supertaça Europeia depois de derrotar o Manchester City por 1-0 numa final 100 por cento inglesa da UEFA Champions League jogada no Porto, no Estádio do Dragão, a 29 de Maio. Kai Havertz marcou o único golo da partida, ainda na primeira parte.

• O clube londrino tinha ultrapassado sem grandes problemas a fase de grupos, vencendo os três jogos fora e perdendo apenas pontos no primeiro e último jogos como anfitrião, frente a Sevilha (0-0) e Krasnodar (1-1). No outro encontro em Stamford Bridge bateu o Rennes por 3-0e, fora de portas, venceu o Krasnodar por 4-0, o Rennes por 2-1 e o Sevilha por 4-0.

• Com Thomas Tuchel a substituir Frank Lampard como treinador principal, o Chelsea afastou depois o Atlético de Madrid nos oitavos-de-final, vencendo por 1-0 em Bucareste (casa emprestada do adversário) e por 2-0 em casa, na segunda mão; superou, nos quartos-de-final, o FC Porto (2-0 fora, 0-1 casa) com ambos os encontros disputados em Sevilha. Nas meias-finais o Chelsea eliminou o Real Madrid (1-1 fora, 2-0 casa) antes de conquistar pela segunda vez na sua história a UEFA Champions League, ao bater na final o City.

• O registo global do Chelsea contra clubes espanhóis é de 19V 17E 10D. Em campo neutro esse campo é de 3V 1E 1D.

• Uma derrota por 1-0 em casa frente ao Valência na Jornada 1 da fase de grupos da UEFA Champions League 2019/20 é foi uma das apenas quatro sofridas pelo Chelsea nos últimos 30 jogos contra adversários espanhóis (11V 15E 4D). Antes de baterem o Sevilha na Jornada 5 da última época, os "Blues" só tinham, contudo, vencido um dos últimos 11 jogos contra equipa da La Liga (1V 6E 4D).

• Quarto classificado da Premier League em 2020/21, posição na qual já tinha terminado na temporada anterior, o Chelsea vai em 2021/22 disputar pela 18ª vez a fase de grupos da UEFA Champions League, e pela quarta vez nos últimos cinco anos. A excepção foi 2018/19, quando conquistou a UEFA Europa League sob as ordens de Maurizio Sarri.

• Na temporada passada, o Chelsea venceu nove dos 13 jogos que disputou na UEFA Champions League (9V 3E 1D).

• Edouard Mendy não sofreu golos em nove dos 12 jogos que disputou na UEFA Champions League na temporada passada, mais do que qualquer outro guarda-redes de um clube inglês na história da prova.

• O registo do Chelsea em seis desempates por penáltis em provas da UEFA é e 2V 4D:
1-4 frente ao Liverpool, 2006/07, meias-finais da UEFA Champions League
5-6 frente ao Manchester United, 2007/08, final da UEFA Champions League
4-3 frente ao Bayern München, 2011/12, final da UEFA Champions League
4-5 frente ao Bayern München, 2013, Supertaça Europeia
4-3 frente ao Eintracht Frankfurt, 2018/19, meias-finais da UEFA Europa League
4-5 frente ao Liverpool, 2019, Supertaça Europeia

• O Chelsea é o único clube a ter perdido a Superaça Europeia no desempate por penáltis - aconteceu por duas vezes.

Villarreal
• O Villarreal conquistou o seu primeiro grande troféu ao vencer a UEFA Europa League 2020/21, derrotando o Manchester United por 11-10 no desempate por penáltis depois de um empate 1-1 ao fim de 120 minutos no Estádio Gdańsk. O Villarreal converteu todos os seus 11 penáltis, o último do quais cobrado pelo guarda-redes Gerónimo Rulli, que logo a seguir defendeu o penálti de David de Gea para segurar a vitória.

• O Villarreal terminou no primeiro lugar do Grupo I, à frente de Maccabi Tel-Aviv, Sivasspor e Qarabağ, passando assim à fase a eliminar, onde afastou o Salzburgo (2-0 fora, 2-1 casa), o Dínamo Kiev (2-0 fora, 2-0 casa), o Dinamo Zagreb (1-0 fora, 2-1 casa) e o Arsenal (2-1 casa, 0-0 fora). O Villarreal não perdeu nas provas europeias em 2020/21, tendo somado 11 vitórias e três empates.

• Isso significa que o Villarreal não perde nas provas europeias contra equipas não espanholas há 24 jogos (16V 8E).

• A vitória sobre o United foi alcançada na primeira grande final europeia jogada pelo Villarreal, embora tenha vencido por duas vezes a Taça UEFA Intertoto (2003, 2004) e sido finalista vencido dessa mesma prova em 2002.

• O registo global do Villarreal contra emblemas da Premier League em seis eliminatórias europeias é de 3 vitórias e 3 eliminações; antes da temporada passada, tinha levado a melhor sobre o Everton na terceira pré-eliminatória em 2005/06 (2-1 fora, 2-1 casa). Derrotado por duas vezes pelo Arsenal nas derradeiras etapas da UEFA Champions League – nas meias-finais em 2005/06 (0-1 fora, 0-0 casa) e nos quartos-de-final em 2008/09 (1-1 casa, 0-3 fora) – foi também eliminado pelo Liverpool nas meias-finais da UEFA Europa League 2015/16 (1-0 casa, 0-3 fora).

• O registo do Villarreal contra equipas inglesas é de 5V 8E 5D. Este vai ser o seu segundo embate em campo neutro contra equipas inglesas, depois do triunfo sobre o United na final da UEFA Europa League da época passada.

• O Villarreal disputou dois amigáveis recentemente contra adversários da Premier League inglesa, perdendo por 3-2 em Leicester, no dia 4 de Agosto, tendo empatado 2-2 no reduto do Leeds United três dias depois.

• Sétimo classificado da Liga espanhola na última época, graças à conquista da UEFA Europa League o Villarreal vai estar em 2021/22 na fase de grupos da UEFA Champions League pela quarta vez na sua história, a primeira desde 2011/12.

• O registo do Villarreal em três desempates por penáltis nas provas da UEFA é de 3V 0D:
4-3 frente ao Torino, 2002, terceira eliminatória da Taça UEFA Intertoto
3-1 frente ao Atlético de Madrid, 2004, final da Taça UEFA Intertoto
11-10 frente ao Manchester United, 2020/21, final da UEFA Europa League

Ligações e curiosidades
• Emery substituiu Arsène Wenger no leme do Arsenal em Maio de 2018 e orientou os "Gunners" em 78 jogos, até ser demitido em Novembro de 2019. Nos três jogos em que defrontou o Chelsea, todos em 2018/19, somou uma derrota por 3-2 em Stamford Bridge, um triunfo caseiro por 2-0 (ambos para a Premier League) e nova derrota, por 4-1, a fechar a época na final da UEFA Europa League, em Baku.

• Emery também defrontou o Chelsea como treinador do Valência, somando um empate 1-1 em casa e uma derrota por 3-0 em Londres na fase de grupos da UEFA Champions League 2011/12 .

• Este vai ser o primeiro jogo de Thomas Tuchel contra o Villarreal, mas o técnico alemão nunca perdeu frente a clubes ingleses como treinador (4V 4E).

• Emery e Tuchel nunca se defrontaram como treinadores, mas têm em comum o facto de ambos terem passado pelo comando técnico do Paris Saint-Germain, com o alemão a ter sucedido ao espanhol no Parque dos Príncipes em 2018.

• Jogaram em Espanha:
Mateo Kovačić (Real Madrid 2015–18)
Marcos Alonso (Real Madrid 1999–2010)
Kepa (Athletic Club 2014–18, Ponferradina 2015 empréstimo, Valladolid 2015/16 empréstimo)
César Azpilicueta (Osasuna 2001–10)

• Jogaram em Inglaterra:
Juan Foyth (Tottenham 2017–20)
Étienne Capoue (Tottenham 2013–15, Watford 2015–21)
Francis Coquelin (Arsenal 2008–18)
Alberto Moreno (Liverpool 2014–19)
Vicente Iborra (Leicester City 2017–18)
Dani Parejo (Queens Park Rangers 2008/09 empréstimo)

• Kovačić foi suplente não utilizado nas vitórias do Real Madrid nas finais da UEFA Champions League em 2017 e 2018, não tendo sido convocado para a final de 2016. Esteve também nas conquistas do Campeonato do Mundo de Clubes de 2016 e 2017 da FIFA, tendo ainda conquistado a Liga espanhola e a Supertaça de Espanha em 2016/17.

• Kovačić alinhou na derrota da Croácia por 5-3 após prolongamento ante a Espanha, que contou com Pau Torres, nos oitavos-de-final do UEFA EURO 2020. Azpilicueta marcou o segundo golo da Espanha nesse jogo.

https://pt.uefa.com/uefasupercup/season=2021/matches/round=2001360/match=2030316/prematch/background/index.html#factos+supertaca+europeia+chelsea+villarreal

2021-08-10T02:02:29:150

Legenda

Competições

Fases da competição

  • F: Final
  • FG: Fase de grupos
  • 1ª Gr.: 1ª fase de grupos
  • 2ª Gr.: 2ª fase de grupos
  • 3ª PE: 3ª pré-eliminatória
  • 1ªE: Primeira eliminatória
  • 2ªE: 2ª eliminatória
  • 3ªE: Terceira eliminatória
  • 4ªE: Quarta eliminatória
  • Prelim.: Fase preliminar
  • MF: Meias-finais
  • QF: Quartos-de-final
  • QF: Oitavos-de-final
  • Pré-el.: Pré-eliminatória
  • 16A: 16 avos-de-final
  • 1ªPE: Primeira pré-eliminatória
  • : primeira mão
  • 2ªPE: Segunda pré-eliminatória
  • : segunda mão
  • FF: Fase final
  • POff: Play-off
  • RE: Ronda Elite
  • Rep.: Repetição
  • POff 3º: Play-off - 3º lugar
  • PO - FF: "Play-off" para a fase final
  • FG-FF: Fase de grupos - fase final

Outras abreviaturas

  • (a.p.): Após prolongamento
  • pen: Grandes penalidades
  • Nr: Número
  • ag: Autogolo
  • ag: Jogo decidido por golos marcados fora
  • P: Penalty
  • tot: Resultado das duas mãos
  • J: Jogos disputados
  • J: Jogos
  • Pos.: Posição
  • Comp.: Competição
  • Pts: Pontos
  • E: Empates
  • V: Expulso (cartão vermelho directo)
  • DN: Data de nascimento
  • Res: Resultado
  • Prolong.: Prolongamento
  • gp: Jogo decidido através do "Golo de Prata"
  • GS: Golos sofridos
  • c: Jogo decidido por moeda ao ar
  • GM: Golos marcados
  • V: Vitórias
  • go: Jogo decidido através do "golo de ouro"
  • CA: Cartão amarelo
  • D: Derrotas
  • DA: Expulso (duplo cartão amarelo)
  • Nac.: Nacionalidade
  • N/A: Não se aplica
  • fc: Jogo perdido por falta de comparência

Estatísticas

  • -: Indica um jogador substituído
  • +: Indica um jogador recém-entrado
  • *: Indica um jogador expulso
  • +/-: Indica um jogador recém-entrado e substituído

Plantel

  • D: Informação disciplinar
  • *: Falha jogo seguinte se admoestado
  • S: Suspenso
  • SCUP: Total de presenças na SuperTaça Europeia
  • UEFA: Número total de presenças em todas as competições de clubes da UEFA, incluindo todas as rondas de qualificação
  • Cláusula de desresponsabilização: Apesar de a UEFA ter o máximo cuidado com a informação contida neste documento na altura da sua publicação, nenhuma representação ou garantia (incluindo responsabilidade de terceiros), expressa ou implícita, é feita em relação à exactidão e fiabilidade do mesmo. Como tal, a UEFA não assume qualquer responsabilidade pela utilização ou interpretação da informação nele contida. Mais informação sobre o regulamento das competições poderá ser encontrada no UEFA.com.