Última actualização 04/02/2021 17:16CET
UEFA EURO: Espanha - Suécia Dossiers de imprensa

UEFA EURO - Época 2019/21Dossiers de imprensa

EspanhaEspanhaSan Mamés Stadium - Bilbausegunda-feira, 14 de Junho de 2021
21.00CET (21.00 Hora local)
Grupo E - Jornada 1
SuéciaSuécia
ImprimirX
Imprimir todas as secções
Escolher uma secção
Parceiros oficiais do UEFA EURO 2020
  • Alipay
  • Booking.com
  • Coca-Cola
  • FedEx
  • Heineken
  • Hisense
  • Socar
  • Takeaway
  • TikTok
  • Vivo
  • Volkswagen
/insideuefa/mediaservices/presskits/uefaeuro/season=2020/round=2001024/day=1/session=4/match=2024453/library/_sidebar.html

Retrospectiva Apenas esta secção

Espanha e Suécia tornaram-se adversários regulares no Campeonato da Europa da UEFA no século XXI e encontram-se pela terceira vez no UEFA EURO 2020 para o pontapé-de-saída do Grupo E, em Bilbau, cidade em que a anfitriã Espanha não joga há 54 anos.

• A Espanha, três vezes vencedora da prova, tem motivos para entrar confiante no Estádio San Mamés, tendo somado quatro pontos ante a Suécia na qualificação - três deles graças a uma confortável vitória em casa.

• Ambas as equipas são presença regular no EURO nos últimos anos, mas, enquanto a Espanha alcançou as rondas a eliminar nos últimos três torneios, vencendo dois deles, a Suécia não passou para lá da fase de grupos desde 2004.

Encontros anteriores
• Graças aos penalties convertidos por Sergio Ramos (64) e Álvaro Morata (85), a que se juntou o primeiro golo internacional de Mikel Oyarzabal (87), a Espanha ganhou por 3-0 no Santiago Bernabéu, em Madrid, a 10 de Junho de 2019 - a única derrota da Suécia na fase de apuramento.

• A série vitoriosa de três jogos da Espanha ante o conjunto escandinavo terminou no jogo de volta, em Solna, a 15 de Outubro de 2019, com um golo de Rodrigo dois minutos após os 90 a fazer o 1-1 final, depois de, no minuto 50, Marcus Berg ter inaugurado o marcador na Friends Arena. O tento do avançado espanhol, vindo do banco, confirmou a Espanha na fase final da prova, tendo terminado invicta o Grupo F, que venceu com 26 pontos, mais cinco que os suecos, segundos classificados.

• A campanha vitoriosa da Espanha no UEFA EURO 2008 contou com uma vitória na fase de grupos sobre a Suécia, com David Villa a resolver a contenda aos 92 minutos do encontro disputado em Innsbruck, depois de Fernando Torres (15) e Zlatan Ibrahimović (34) terem marcado na primeira parte. O golo de Villa apurou o conjunto de Luis Aragonés para os quartos-de-final, a uma jornada do fim.

• Ramos também marcou na vitória da Espanha por 3-0 em Madrid, na fase de qualificação para o UEFA EURO 2008, depois da Suécia ter vencido o primeiro jogo em Solna por 2-0; este é o único triunfo dos suecos nos últimos sete jogos efectuados contra a Espanha (E2 D4).

• Com efeito, a Suécia venceu a Espanha somente em três ocasiões - e apenas uma delas em Espanha, por 3-1 num amigável disputado em Salamanca, em Junho de 1988. Os nórdicos sofreram dez golos e não marcaram em nenhum dos  três jogos seguintes disputados em Espanha, onde o seu registo é de V1 E1 D4.

• O único empate da Suécia com a Espanha aconteceu em Bilbau, num particular jogado a 8 de Novembro de 1953, que terminou 2-2 depois dos suecos terem estado a ganhar 2-1.

• As duas equipas obtiveram uma vitória cada nos encontros disputados no Campeonato do Mundo da FIFA, com a Suécia a vencer 3-1 em São Paulo no torneio de 1950 e a Espanha a levar a melhor por 1-0 em Buenos Aires, 28 anos depois.

Factos do EURO: Espanha
• Este é o sétimo EURO consecutivo da Espanha. Campeã em 1964, ergueu o troféu de novo em 2008 e 2012, tornando-se o primeiro país a manter o troféu Henri Delaunay.

• A defesa espanhola do troféu terminou aos pés da Itália, nos oitavos-de-final do UEFA EURO 2016, quando os Azzurri venceram por 2-0.

• A derrota por 2-1 ante a Croácia, na terceira jornada do UEFA EURO 2016 fez com que a equipa de Vicente del Bosque terminasse em segundo lugar do Grupo D, atrás do seu adversário, tendo também terminado a série de 14 jogos da Espanha sem perder (V11 E3) em fases finais do EURO, iniciada depois do desaire por 1-0 frente a Portugal, no UEFA EURO 2004; até ao jogo com a Croácia, os espanhóis estiveram sete partidas sem sofrer golos, desde o empate 1-1 ante a Itália, em 2012.

• Espanha e Alemanha/Alemanha Ocidental são as equipas com maiores triunfos no EURO, com três troféus cada.

• A Espanha qualificou-se para o UEFA EURO 2020 ao vencer oito e empatar dois dos dez jogos de qualificação.

• Os tricampeões são uma das cinco equipas que não perderam um jogo no apuramento para o UEFA EURO 2020, juntamente com a Bélgica e Itália - que venceram todos os jogos - mais a Dinamarca e a Ucrânia.

• A Espanha teve mais remates (227), posse de bola (70%) e completou uma maior percentagem de passes (91%) do que qualquer outra equipa na qualificação.

• A Espanha nunca perdeu em Bilbau, apesar de este ser o seu primeiro jogo desde o triunfo por 2-0 sobre a Turquia, em encontro de apuramento para o Campeonato Europeu da UEFA, em Maio de 1967. O seu registo total no antigo San Mamés foi de V3 E3.

Factos do EURO: Suécia
• A Suécia vai na sexta fase final consecutiva do EURO e sétima no total. Não vai além da fase de grupos desde que chegou aos quartos-de-final do UEFA EURO 2004.

• Há cinco anos, a equipe de Erik Hamrén terminou no último posto do Grupo E com um ponto em três partidas. Após o empate 1-1 com a República da Irlanda, os suecos perderam por 1-0 com Itália e Bélgica.

• Um triunfo por 2-0 sobre a França, na terceira jornada do UEFA EURO 2012 é a única da Suécia nos últimos oito jogos em fases finais do EURO (E1 D6).

• O maior feito da Suécia até aqui foi a chegada, como anfitrião, à final do Campeonato do Mundo de 1958, que perdeu por 5-2 ante o Brasil. Na melhor participação num EURO atingiu as meias-finais em 1992, de novo como anfitrião, sendo batida por 3-2 pela Alemanha.

• A equipa de Jan Andersson garantiu o seu lugar no UEFA EURO 2020 ao terminar atrás da Espanha no Grupo F de qualificação, com 21 pontos em dez jogos (V6 E3 D1). Depois de perder por 3-0 com a Espanha, na quarta eliminatória, resultado que igualou a derrota mais desnivelada numa partida do EURO, a Suécia venceu quatro dos seguintes seis jogos (E2) e terminou com mais quatro pontos que a Noruega, terceira classificada.

• O encontro de 1953 contra a Espanha é o único jogo anterior da Suécia em Bilbau.

• Além dos seis jogos que disputou contra a Espanha, a Suécia jogou mais duas partidas no país; vitória por 1-0 sobre a Dinamarca e empate 1-1 com a Noruega, ambas de carácter particular e jogadas em La Manga, no início de 2000.

Ligações e curiosidades
• Jogaram juntos:
David de Gea e Victor Lindelöf (Manchester United 2017–)
Diego Llorente, Mikel Oyarzabal e Alexander Isak (Real Sociedad 2019–)
Iago Aspas e John Guidetti (Celta Vigo 2015–18)
Álvaro Morata e Dejan Kulusevski (Juventus 2020–) 

• Pau López ingressou na Roma em Julho de 2019, com Robin Olsen a rumar por empréstimo ao Cagliari, no mês seguinte.

• Jogaram em Espanha:
Alexander Isak (Real Sociedad 2019–)
John Guidetti (Celta Vigo 2015–18, Alavés 2018–)

• Marcus Berg marcou de grande penalidade e colocou o Krasnodar na frente do marcador ante o Sevilha (2-0), na fase de grupos da UEFA Champions League 2020/21. No entanto, apesar do cartão vermelho de Jesús Navas, o clube espanhol reagiu e venceu por 3-2.

• Koke marcou ao Malmö pelo Atlético Madrid em casa (5-0) e fora (2-0) na fase de grupos de 2014/15 da UEFA Champions League, com Olsen a alinhar na baliza e Emil Forsberg no meio-campo do conjunto sueco.

https://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2020/matches/round=2001024/match=2024453/prematch/background/index.html#factos+espanha+suecia

2021-02-2T09:42:18:779

Factos e números das equipas Apenas esta secção

Recordes no Campeonato da Europa da UEFA: Espanha

História
2016 – oitavos-de-final
2012 – vencedora
2008 – vencedora
2004 – fase de grupos
2000 – quartos-de-final
1996 – quartos-de-final
1992 – não se qualificou
1988 – fase de grupos
1984 – finalista vencida
1980 – fase de grupos
1976 – quartos-de-final
1972 – não se qualificou
1968 – quartos-de-final
1964 – vencedora
1960 – quartos-de-final

Vitória na fase final
4-0: duas vezes, mais recentemente frente à Itália, 01/07/12

Derrota na fase final
2-0:
três vezes, mais recentemente frente à Itália, 27/06/16

Vitória na qualificação
12-1: Espanha - Malta, 21/12/83

Derrota na qualificação
1-3:
três vezes, mais recentemente França - Espanha, 20/02/91
0-2:
três vezes, mais recentemente Suécia - Espanha, 07/10/06
Nos quartos-de-final entre Espanha e União Soviética, a 22/05/60, foi atribuída uma vitória de 3-0 à União Soviética na sequência da desistência da Espanha

Jogos na fase final
16: Cesc Fàbregas
16:
Andrés Iniesta
15:
Sergio Ramos
15:
David Silva
14:
Iker Casillas
13:
Fernando Torres
12: Xabi Alonso

Golos na fase final
5: Fernando Torres
4:
David Villa
3: Álvaro Morata
3: Alfonso Pérez
3: Cesc Fàbregas
3: David Silva

Total de jogos
49: Sergio Ramos
48:
Iker Casillas
37: Andrés Iniesta
36: David Silva
32: Sergio Busquets
32: Cesc Fàbregas
32: Xavi Hernández
30: Andoni Zubizarreta
28: Xabi Alonso
27:
Raúl González

Total de golos
19: Raúl González
18: David Villa
13: Carlos Santillana
10: Fernando Hierro
10: David Silva
9: Fernando Torres
8: Paco Alcácer 
8: Álvaro Morata 
8: Sergio Ramos

https://pt.uefa.com/uefaeuro-2020/news/newsid=1832264.html#recordes+campeonato+europa+espanha

2021-02-2T11:13:35:628

Recordes no Campeonato da Europa da UEFA: Suécia

História
2016 – fase de grupos
2012 – fase de grupos
2008 – fase de grupos
2004 – quartos-de-final
2000 – fase de grupos
1996 – não se qualificou
1992 – meias-finais
1988 – fase de grupos
1984 – fase de grupos
1980 – fase de grupos
1976 – fase de grupos
1972 – fase de grupos
1968 – fase de grupos
1964 – quartos-de-final
1960 – não participou

Vitória na fase final
5-0: Suécia - Bulgária, 14/06/04

Derrota na fase final
2-0:
Rússia - Suécia, 18/06/08

Vitória na fase final
6-0: duas vezes, mais recentemente frente a San Marino, 07/09/10

Derrota na qualificação
1-4: três vezes, mais recentemente Suécia - Áustria, 08//15
0-3: cinco vezes, mais recentemente Espanha - Suécia, 10/06/19

Jogos na fase final
13: Olof Mellberg
13: Andreas Isaksson
13: Zlatan Ibrahimović
12: Kim Källström
10: Henrik Larsson
10: Fredrik Ljungberg

Golos na fase final
6: Zlatan Ibrahimović
4:
Henrik Larsson
3: Tomas Brolin

Total de jogos
49
: Kim Källström
49: Andreas Isaksson
43: Zlatan Ibrahimović
37: Sebastian Larsson
36: Olof Mellberg
35: Anders Svensson
31: Fredrik Ljungberg
29: Andreas Granqvist 
27: Johan Elmander 
26: Mikael Lustig

Total de golos
25: Zlatan Ibrahimović
12: 
Marcus Allbäck
7: Henrik Larsson
7: 
Kim Källström
6: Johnny Ekström
6: Johan Elmander
6: Sebastian Larsson

https://pt.uefa.com/uefaeuro-2020/news/newsid=2048261.html#recordes+campeonato+europa+suecia

2021-02-2T11:13:35:628

Legenda

:: Encontros anteriores

Golos marcados/sofridos: O total de golos inclui o resultado de decisões disciplinares (por exemplo: derrota num jogo quando é determinado resultado de 3-0). O total de golos não inclui os marcados durante desempates por grandes penalidades após um jogo ter terminado empatado.

:: Plantel

Qual.: Total de jogos/golos apenas na Qualificação Europeia para o UEFA EURO 2020.
FF: Total de jogos/golos apenas na fase final do UEFA EURO 2020.
Global: Total de jogos/golos na selecção.
DN: Data de nascimento
Idade: Baseada na data da última actualização do dossier de imprensa
D: Informação disciplinar (*: falha jogo seguinte se admoestado, S: Suspenso)

:: Factos das equipas

Fase final do EURO: O Campeonato da Europa foi disputado por quatro equipas em 1960, 1964, 1968, 1972 e 1976 (quando a ronda preliminar e os quartos-de-final eram considerados parte da qualificação).

A partir de 1980 a prova expandiu-se para uma fase final com oito equipas, num formato mantido em 1984, 1988 e 1992, antes de ser aumentar para 16 equipas em 1996. O UEFA EURO 2016 foi o primeiro torneio a ser disputado com 24 equipas na fase final.

Fase de qualificação para o Campeonato do Mundo: A secção dedicada aos factos da equipa exibe todos os países participantes na história do EURO e do Mundial. No entanto, por favor tenha em conta que Israel (de 1950 a 1994) e o Cazaquistão (de 1998 a 2002) participaram na fase de qualificação do Mundial sem serem membros da UEFA.

Registos de países inactivos
Várias federações-membro da UEFA foram afectadas pela dissolução ou divisão de federações-membro. Para efeitos estatísticos, os registos destes países inactivos foram alocados a outras federações: dessa forma, todos os jogos da União Soviética são atribuídos à Rússia; todos os jogos da República Federal da Alemanha – embora não os da República Democrática da Alemanha – são atribuídos à Alemanha; todos os jogos da Jugoslávia e da Sérvia e Montenegro são atribuídos à Sérvia; todos os jogos da Checoslováquia são atribuídos tanto à República Checa como à Eslováquia.

Jogos interrompidos/anulados
Para efeitos estatísticos, quando um jogo começou e depois foi abandonado e mais tarde anulado conta-se o resultado que se verificava na altura em que foi interrompido. Jogos que nunca tenham chegado a começar e foram cancelados ou anulados não são incluídos nas estatísticas gerais.

Competições

Outras abreviaturas

  • (a.p.): Após prolongamento
  • pen: Grandes penalidades
  • Nr: Número
  • ag: Autogolo
  • ag: Jogo decidido por golos marcados fora
  • P: Penalty
  • tot: Resultado das duas mãos
  • J: Jogos disputados
  • J: Jogos
  • Pos.: Posição
  • Comp.: Competição
  • Pts: Pontos
  • E: Empates
  • V: Expulso (cartão vermelho directo)
  • DN: Data de nascimento
  • Res: Resultado
  • Prolong.: Prolongamento
  • gp: Jogo decidido através do "Golo de Prata"
  • GS: Golos sofridos
  • c: Jogo decidido por moeda ao ar
  • GM: Golos marcados
  • V: Vitórias
  • go: Jogo decidido através do "golo de ouro"
  • CA: Cartão amarelo
  • D: Derrotas
  • DA: Expulso (duplo cartão amarelo)
  • Nac.: Nacionalidade
  • N/A: Não se aplica
  • Cláusula de desresponsabilização: Apesar de a UEFA ter o máximo cuidado com a informação contida neste documento na altura da sua publicação, nenhuma representação ou garantia (incluindo responsabilidade de terceiros), expressa ou implícita, é feita em relação à exactidão e fiabilidade do mesmo. Como tal, a UEFA não assume qualquer responsabilidade pela utilização ou interpretação da informação nele contida. Mais informação sobre o regulamento das competições poderá ser encontrada no UEFA.com.