Última actualização 04/02/2021 17:15CET
UEFA EURO: Bélgica - Rússia Dossiers de imprensa

UEFA EURO - Época 2019/21Dossiers de imprensa

BélgicaBélgicaSaint Petersburg Stadium - São Petersburgosábado, 12 de Junho de 2021
21.00CET (22.00 Hora local)
Grupo B - Jornada 1
RússiaRússia
ImprimirX
Imprimir todas as secções
Escolher uma secção
Parceiros oficiais do UEFA EURO 2020
  • Alipay
  • Booking.com
  • Coca-Cola
  • FedEx
  • Heineken
  • Hisense
  • Socar
  • Takeaway
  • TikTok
  • Vivo
  • Volkswagen
/insideuefa/mediaservices/presskits/uefaeuro/season=2020/round=2001024/day=1/session=2/match=2024450/library/_sidebar.html

Retrospectiva Apenas esta secção

Bélgica e Rússia voltam a defrontar-se no jogo de abertura do Grupo B do UEFA EURO 2020, depois de o terem feito no mesmo grupo na fase de qualificação, numa partida em que os Diabos Vermelhos levaram claramente a melhor.

• A Bélgica aumentou o seu registo invicto contra a Rússia para sete jogos (V5 E2), com duas vitórias na qualificação pelo caminho que a ajudaram a vencer o Grupo I, com o máximo de 30 pontos  mais seis a mais que a Rússia, segunda classificada.

• No entanto, embora esta seja a quinta presença consecutiva da Rússia no Campeonato da Europa da UEFA, a Bélgica está apenas no seu segundo EURO consecutivo pela primeira vez desde 1984. A sua participação no UEFA EURO 2016 foi a primeira na prova em 16 anos.

Confrontos anteriores
• A Bélgica está de volta ao Estádio de São Petersburgo, onde venceu a Rússia por 4-1, a 16 de Novembro de 2019, na penúltima partida de apuramento para o UEFA EURO 2020. Depois que Thorgan Hazard abrir o marcador, o irmão Eden marcou mais dois golos na primeira parte, com Romelu Lukaku a manter o seu registo de marcar em todos os jogos que disputou na qualificação, a 18 minutos do fim. Esta foi a primeira vez que a Rússia sofreu quatro golos em casa numa jogo oficial, que teria também o primeiro golo internacional de Georgi Dzhikiya, que serviu apenas de consolação para os anfitriões.

• A Bélgica de Roberto Martínez começou a sua qualificação com uma vitória por 3-1 contra a Rússia de Stanislav Cherchesov no Estádio King Baudouin, em Bruxelas, a 21 de Março de 2019. Eden Hazard marcou novamente duas vezes depois de, no minuto 14, Youri Tielemans ter inaugurado o marcador - no seu tento de estreia pela selecção - que teria resposta dois minutos depois pelo russo Denis Cheryshev. Os visitantes terminaram com dez homens, com Aleksandr Golovin a ver o segundo cartão amarelo, aos 90.

• As equipas defrontaram-se duas vezes em fases de grupos de Campeonatos do Mundo da FIFA e, em ambas as ocasiões, a Bélgica venceu. Uma equipa treinada por Marc Wilmots derrotou a Rússia, de Fabio Capello, por 1-0, no Rio de Janeiro, na edição de 2014 da prova, graças ao primeiro golo internacional de Divock Origi, a dois minutos do final.

• Seria o mesmo Wilmots o autor do tento decisivo no jogo disputado no Mundial 2002, com uma vitória por 3-2 em Shizuoka, no Japão.

• Os outros jogos entre as duas formações foram particulares, registando-se um 3-3 em Sochi, a 28 de Março de 2017, em que Christian Benteke marcou duas vezes para os visitantes - enquanto Lukaku marcou os seus dois primeiros golos internacionais na vitória da Bélgica por 2-0 em Krasnodar, a 17 de Novembro de 2010.

• A União Soviética venceu quatro dos cinco encontros frente à Bélgica  incluindo a fase de grupos do Mundial de 1970 (4-1) e 1982 (1-0) – embora os Red Devils tenham vencido o último, por 4-3, após prolongamento, nos oitavos-de-final no Mundial de 1986. O golo de Nico Claesen, aos 102 minutos, resolveu a contenda, apesar do "hat-trick" de Igor Belanov para a URSS.

Factos do EURO: Bélgica
• Esta é a segunda presença consecutiva em fases finais de Campeonatos da Europa da UEFA da Bélgica e o sexto EURO no total.

• O maior feito dos Diabos Vermelhos até hoje foi a presença na final da edição do torneio em 1980, quando perdeu por 2-1 ante a Alemanha Ocidental, em Roma.

• Em 2016, a primeira fase final da EURO da Bélgica desde que co-organizou o UEFA EURO 2000 com a Holanda, uma equipa treinada por Wilmots terminou em segundo o Grupo E e venceu a Hungria por 4-0 nos oitavos-de-final – a sua maior vitória num EURO –, tendo sido eliminada nos quartos-de-final ao perder 3-1 com o País de Gales.

• Desta vez, a equipa de Martínez venceu todas as dez partidas de qualificação e terminou em primeiro no Grupo I, aumentando o número de países que chegaram à fase final com um registo perfeito para oito, com a Itália a fazer o mesmo na caminhada para o UEFA EURO 2020. Dos seis conjuntos que no passado fizeram o pleno, apenas a Espanha (2012) venceria a competição.

• A vitória por 9-0 contra San Marino, a 10 de Outubro de 2019, é a maior vitória da Bélgica num Campeonato da Europa da UEFA.

• A Bélgica foi a formação mais realizadora da qualificação, ao somar 40 golos nas dez partidas. Quinze jogadores diferentes da Bélgica marcaram no apuramento.

• Os Diabos Vermelhos sofreram apenas três golos, o melhor registo, em conjunto com a Turquia.

• Eden Hazard e Kevin De Bruyne fizeram sete assistências na qualificação, menos uma que Memphis Depay, da Holanda. Hazard marcou cinco golos e De Bruyne quatro; Lukaku marcou sete golos e fez quatro assistências.

• Este é o quarto jogo da Bélgica em São Petersburgo, onde perdeu por 1-0 ante a França na meia-final do Mundial de 2018, mas venceria a Inglaterra por 2-0 no jogo para o terceiro lugar, quatro dias depois, graças aos golos de Thomas Meunier e Eden Hazard.

Factos do EURO: Rússia
• Esta é a quinta presença consecutiva da Rússia na final do EURO e o sexto em sete como nação independente. Disputou oito das últimas nove edições do EURO, contando com esta edição, depois participar como União Soviética em 1988 e Comunidade de Estados Independentes, quatro anos depois, antes da sua estreia como Rússia, em 1996.

• A União Soviética venceu o primeiro Campeonato da Europa da UEFA, em 1960, e foi vice-campeã em 1964, 1972 e 1988. O melhor desempenho da Rússia desde a independência foi em 2008, quando chegou às meias-finais – a única vez que passou para lá da fase de grupos.

• Em 2016, uma equipa treinada por Leonid Slutski terminou no último posto do Grupo B, conquistando o seu único ponto no empate 1-1 com a Inglaterra, na primeira jornada. Depois, perdeu com Eslováquia (1-2) e País de Gales (0-3).

• A Rússia está há cinco jogos sem vencer em fases finais do EURO (E2 D3); a sua última vitória foi a goleada por 4-1 sobre a República Checa no seu jogo de abertura do UEFA EURO 2012. Este é o seu único triunfo nos últimos sete jogos da fase final do EURO (E2 D4).

• A equipa de Cherchesov apurou-se para o UEFA EURO 2020 como segunda classificada do Grupo I, perdendo os dois jogos para a primeira classificada Bélgica, vencendo os restantes oito encontros.

• Artem Dzyuba marcou nove golos e fez cinco assistências na qualificação, o que significa que esteve diretamente envolvido em 42% dos 33 golos da Rússia.

• O registo da Rússia em São Petersburgo desde 1992 é de V10 E1 D3. Venceu nove partidas consecutivas na cidade antes de empatar 3-3 com a Espanha, num particular jogado em Novembro de 2017, mas somou apenas uma vitória e duas derrotas desde então, incluindo a derrota por 4-1 contra a Bélgica, a 16 de Novembro de 2019.

Ligações e curiosidades
• O seleccionador da Rússia Cherchesov esteve 45 minutos na baliza no particular que terminou empatado 0-0 ante a Bélgica, em Abril de 1996.

• Ilzat Akhmetov e o entrado Fedor Chalov estrearam-se pela Rússia na derrota por 3-1 ante a Bélgica, em Março de 2019.

• Axel Witsel jogou em São Petersburgo pelo Zenit entre 2012 e 2016, ganhando a Premier League russa em 2014/15, bem como a Taça da Rússia e a SuperTaça na temporada seguinte.

• Jogaram juntos:
Youri Tielemans, Nacer Chadli e Aleksandr Golovin (Mónaco 2018/19)

• Thibaut Courtois e Yuri Zhirkov foram breves colegas do Chelsea no Verão de 2011, após o guardião belga ter ingressado no clube vindo do Genk, antes de Zhirkov rumar ao Anji.

https://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2020/matches/round=2001024/match=2024450/prematch/background/index.html#factos+belgica+russia

2021-02-2T09:35:42:108

Factos e números das equipas Apenas esta secção

Recordes no Campeonato da Europa da UEFA: Rússia

História
2016 – fase de grupos
2012 – fase de grupos
2008 – meias-finais
2004 – fase de grupos
2000 – não se qualificou
1996 – fase de grupos
1992 – fase de grupos (como Comunidade de Estados Independentes)
1988 – finalista vencido (como União Soviética)
1984 – não se qualificou (como União Soviética)
1980 – não se qualificou (como União Soviética)
1976 – quartos-de-final (como União Soviética)
1972 – finalista vencido (como União Soviética)
1968 – quarto lugar (como União Soviética)
1964 – finalista vencido (como União Soviética)
1960 – vencedor (como União Soviética)

Vitória na fase final
4-1: Rússia - República Checa, 08/06/12
0-3
: duas vezes, mais recentemente frente à Dinamaca, 17/06/64

Derrota na fase final
4-1:
Espanha - Rússia, 10/06/08
0-3:
cinco vezes, mais recentemente ao País de Gales, 20/06/16

Vitória na qualificação
9-0: Liechtenstein - Rússia, 08/06/19

Derrota na qualificação
1-4:
 Rússia - Bélgica, 16/11/19
3-0:
duas vezes, mais recentemente frente à Inglaterra, 12/09/07

Jogos na fase final
10:
Sergei Ignashevich
9:
Aleksandr Anyukov
8: Roman Pavlyuchenko
8:
Yuri Zhirkov
8:
Igor Akinfeev
7:
Konstantin Zyryanov
7: Roman Shirokov

Golos na fase final
4:
Roman Pavlyuchenko
3: Alan Dzagoev
3:
Valentin Ivanov
3:
Viktor Ponedelnik
2:
Andrey Arshavin

Total de jogos
48: Sergei Ignashevich
34: Vasili Berezutski
34: Viktor Onopko
33: Yuri Zhirkov
29:
Igor Akinfeev
28:
Aleksandr Anyukov
28:
Andrey Arshavin
28:
Aleksandr Kerzhakov
25:
Aleksei Berezutski
23:
Konstantin Zyryanov

Total de golos
17: Artem Dzyuba
10: 
Roman Pavlyuchenko 
9: 
Aleksandr Kerzhakov
8: Vladimir Beschastnykh
8: Alan Dzagoev
8: Valeri Karpin
7: Viktor Kolotov
6: Oleh Blokhin
6: Aleksandr Mostovoi
6: Viktor Onopko
6: Viktor Ponedelnik

https://pt.uefa.com/uefaeuro-2020/news/newsid=2048255.html#recordes+campeonato+europa+russia

2021-02-2T10:40:15:863

Legenda

:: Encontros anteriores

Golos marcados/sofridos: O total de golos inclui o resultado de decisões disciplinares (por exemplo: derrota num jogo quando é determinado resultado de 3-0). O total de golos não inclui os marcados durante desempates por grandes penalidades após um jogo ter terminado empatado.

:: Plantel

Qual.: Total de jogos/golos apenas na Qualificação Europeia para o UEFA EURO 2020.
FF: Total de jogos/golos apenas na fase final do UEFA EURO 2020.
Global: Total de jogos/golos na selecção.
DN: Data de nascimento
Idade: Baseada na data da última actualização do dossier de imprensa
D: Informação disciplinar (*: falha jogo seguinte se admoestado, S: Suspenso)

:: Factos das equipas

Fase final do EURO: O Campeonato da Europa foi disputado por quatro equipas em 1960, 1964, 1968, 1972 e 1976 (quando a ronda preliminar e os quartos-de-final eram considerados parte da qualificação).

A partir de 1980 a prova expandiu-se para uma fase final com oito equipas, num formato mantido em 1984, 1988 e 1992, antes de ser aumentar para 16 equipas em 1996. O UEFA EURO 2016 foi o primeiro torneio a ser disputado com 24 equipas na fase final.

Fase de qualificação para o Campeonato do Mundo: A secção dedicada aos factos da equipa exibe todos os países participantes na história do EURO e do Mundial. No entanto, por favor tenha em conta que Israel (de 1950 a 1994) e o Cazaquistão (de 1998 a 2002) participaram na fase de qualificação do Mundial sem serem membros da UEFA.

Registos de países inactivos
Várias federações-membro da UEFA foram afectadas pela dissolução ou divisão de federações-membro. Para efeitos estatísticos, os registos destes países inactivos foram alocados a outras federações: dessa forma, todos os jogos da União Soviética são atribuídos à Rússia; todos os jogos da República Federal da Alemanha – embora não os da República Democrática da Alemanha – são atribuídos à Alemanha; todos os jogos da Jugoslávia e da Sérvia e Montenegro são atribuídos à Sérvia; todos os jogos da Checoslováquia são atribuídos tanto à República Checa como à Eslováquia.

Jogos interrompidos/anulados
Para efeitos estatísticos, quando um jogo começou e depois foi abandonado e mais tarde anulado conta-se o resultado que se verificava na altura em que foi interrompido. Jogos que nunca tenham chegado a começar e foram cancelados ou anulados não são incluídos nas estatísticas gerais.

Competições

Outras abreviaturas

  • (a.p.): Após prolongamento
  • pen: Grandes penalidades
  • Nr: Número
  • ag: Autogolo
  • ag: Jogo decidido por golos marcados fora
  • P: Penalty
  • tot: Resultado das duas mãos
  • J: Jogos disputados
  • J: Jogos
  • Pos.: Posição
  • Comp.: Competição
  • Pts: Pontos
  • E: Empates
  • V: Expulso (cartão vermelho directo)
  • DN: Data de nascimento
  • Res: Resultado
  • Prolong.: Prolongamento
  • gp: Jogo decidido através do "Golo de Prata"
  • GS: Golos sofridos
  • c: Jogo decidido por moeda ao ar
  • GM: Golos marcados
  • V: Vitórias
  • go: Jogo decidido através do "golo de ouro"
  • CA: Cartão amarelo
  • D: Derrotas
  • DA: Expulso (duplo cartão amarelo)
  • Nac.: Nacionalidade
  • N/A: Não se aplica
  • Cláusula de desresponsabilização: Apesar de a UEFA ter o máximo cuidado com a informação contida neste documento na altura da sua publicação, nenhuma representação ou garantia (incluindo responsabilidade de terceiros), expressa ou implícita, é feita em relação à exactidão e fiabilidade do mesmo. Como tal, a UEFA não assume qualquer responsabilidade pela utilização ou interpretação da informação nele contida. Mais informação sobre o regulamento das competições poderá ser encontrada no UEFA.com.