Virgil van Dijk e Lucy Bronze eleitos Jogadores do Ano da UEFA

Prémios de posição da UEFA Champions League foram também entregues a Alisson, Van Dijk, De Jong e Messi.

Jogadores do Ano da UEFA em 2018/19
Jogadores do Ano da UEFA em 2018/19 ©UEFA.com

Lucy Bronze foi distinguida como Jogadora do Ano da UEFA em 2018/19. O anúncio foi feito hoje durante o sorteio da fase de grupos da UEFA Champions League 2019/20, no Mónaco.

A defesa de Olympique Lyonnais e Inglaterra, que na época passada ajudou o clube a ganhar a UEFA Women’s Champions League e a selecção a alcançar as meias-finais do Campeonato do Mundo Feminino, averbou um total de 88 pontos numa votação cujo júri foi composto por jornalistas e treinadores. A avançada Ada Hegerberg, sua colega no Lyon, somou 56 pontos, enquanto Amandine Henry, centrocampista internacional francesa, também do Lyon, terminou no terceiro posto, com 44 pontos.

O júri foi composto pelos técnicos das 12 equipas mais bem classificadas no último ranking de selecções femininas da UEFA (que também incluiu as nove selecções europeias que participaram no recente Campeonato do Mundo Feminino), juntamente com os treinadores dos oito clubes que chegaram aos quartos-de-final da UEFA Women's Champions League 2018/19. Do painel também fizeram parte 20 jornalistas especializados em futebol feminino, escolhidos pelo grupo European Sports Media (ESM). O resultado final baseou-se no número total de pontos oriundos dos votos de treinadores e jornalistas.

Numa mensagem de vídeo gravada, a jogadora de 27 anos disse: "Estou muito honrada por receber este prémio, especialmente porque o disputei frente a duas grandes colegas do Lyon. Também quero agradecer de forma muito especial à selecção inglesa pelo óptimo Verão que tivemos. Não creio que tivesse ganho este prémio se não fosse a selecção."

"Estendo este agradecimento ao meu clube, que teve uma época fantástica, e julgo que por causa disso qualquer uma das minhas colegas podia ter ganho. Agradeço a ambas as equipas por puxarem por mim e fazerem de mim melhor jogadora e a atleta que sou hoje."

Virgil van Dijk, jogador do Liverpool FC, foi distinguido como Jogador do Ano da UEFA em 2018/19 na mesma cerimónia. O defesa holandês, elemento fundamental na conquista do sexto título da UEFA Champions League do seu clube, na temporada passada, vence este prémio pela primeira vez.

O júri foi composto pelos treinadores dos clubes que participaram na fase de grupos da UEFA Champions League (32) e UEFA Europa League (48) 2018/19, juntamente com 55 jornalistas seleccionados pelo grupo ESM, um por cada federação-membro da UEFA. O resultado final baseou-se no número total de pontos oriundos dos votos de treinadores e jornalistas.

O internacional holandês somou 305 pontos, com Lionel Messi, avançado de FC Barcelona e Argentina (207 pontos), e Cristiano Ronaldo, avançado de Juventus e Portugal (74 pontos) a ficarem no segundo e terceiro lugar, respectivamente.

Ao receber o prémio, Van Dijk, de 28 anos, disse: "Antes de tudo, gostaria de agradecer a todos os meus companheiros de equipa. Sem eles e sem a equipa não teria conseguido o que consegui no ano passado. E também agradeço à minha família, é claro."

"Foi um longo caminho, mas isso faz parte da minha viagem, faz parte de quem eu sou. Tive que trabalhar duro a cada passo do caminho. Estou muito feliz e orgulhoso por receber este troféu e todo o crédito vai para todos os que me ajudaram durante esta caminhada."

Os prémios Jogador e Jogadora do Ano distinguem os melhores jogadores, independentemente da nacionalidade, a actuarem num clube ou selecção do continente. Baseiam-se no desempenho dos jogadores durante a época 2018/19 em todas as competições de clubes e selecções nacionais, tanto a nível nacional como internacional.

Entretanto, e igualmente na mesma cerimónia realizada no Fórum Grimaldi, no Mónaco, quatro jogadores receberam os prémios de posição da UEFA Champions League 2018/19.

O júri destes prémios foi composto pelos treinadores dos 32 clubes que participaram na fase de grupos da UEFA Champions League 2018/19, juntamente com 55 jornalistas seleccionados pelo grupo ESM. O resultado final baseou-se no número total de pontos oriundos dos votos de treinadores e jornalistas.

Alisson Becker (Liverpool FC e Brasil) foi eleito Guarda-redes da Época, somando 334 pontos e levando a melhor sobre Marc-André ter Stegen (FC Barcelona e Alemanha), com 136 pontos, e Hugo Lloris (Tottenham Hotspur FC e França), com 105 pontos.

Virgil van Dijk (Liverpool FC e Holanda) foi distinguido como Defesa da Época, com 349 pontos. Matthijs de Ligt (Ajax AFC, agora na Juventus, e Holanda), com 205 pontos, e Trent Alexander-Arnold (Inglaterra, Liverpool FC), com 29 pontos, ocuparam o segundo e terceiro lugar, respectivamente.

Frenkie de Jong (Ajax AFC, agora no FC Barcelona, e Holanda) sagrou-se Médio da Época, com um total de 222 pontos, enquanto Christian Eriksen (Tottenham Hotspur FC e Dinamarca), com 60 pontos, e Jordan Henderson (Liverpool FC e Inglaterra), com 59 pontos, completaram o pódio.

Lionel Messi (FC Barcelona & Argentina) foi votado Avançado da Época, averbando 285 pontos. Foi seguido de Sadio Mané (Liverpool FC & Senegal), com 109 pontos, e Cristiano Ronaldo (Juventus & Portugal), com 91 pontos.

Finalmente, o antigo jogador francês Eric Cantona foi agraciado com o Prémio Presidente da UEFA 2019, entregue por Aleksander Čeferin, President da UEFA, graças à sua notável carreira e serviços prestados ao futebol dentro e fora do relvado.

Para além disso, Scott Cunliffe, um dedicado adepto do Burnley FC, e o clube alemão Borussia Dortmund receberam os Prémios UEFA #EqualGame, que reconhecem uma pessoa ou entidade que agiram como exemplo a seguir na promoção da diversidade, inclusão e acessibilidade no futebol europeu.

Topo