O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Comité Executivo da UEFA recebe actualização do Plano de Recuperação do Futebol Europeu

O plano tem como objectivo usar as receitas das competições de clubes da UEFA como garantia para que os clubes europeus tenham acesso a liquidez no decurso dos próximos anos.

O Comité Executivo da UEFA recebeu hoje uma actualização do Plano de Recuperação do Futebol Europeu, que visa usar as receitas das competições de clubes da UEFA como garantia para permitir que os clubes europeus tenham acesso à liquidez no decurso dos próximos anos. O esquema de financiamento não prevê qualquer troca de equidade para as competições de clubes da UEFA.

A pedido da Associação Europeia de Clubes, a UEFA tem explorado formas de aliviar parte das quebras de receitas dos clubes devido à Covid-19, ao mesmo tempo que fornece aos clubes uma solução sustentável de financiamento a longo prazo. Começando com um montante inicial estimado em 2 mil milhões de euros, o programa de financiamento deverá crescer ao longo do tempo.

Para o efeito, a UEFA nomeou o Citi como o único banco coordenador global para estabelecer o programa.

Juntamente com o Citi, a UEFA está a trabalhar no estabelecimento de uma solução de financiamento inovadora, que se espera seja a primeira deste tipo na Europa. Se aprovada, poderá estar operacional já na Primavera de 2022.

O objectivo deste programa de financiamento é melhorar estruturalmente a estabilidade financeira dos clubes europeus de futebol, alavancando as receitas das competições de clubes da UEFA. O programa não afectará os pagamentos de solidariedade aos clubes.

O programa destina-se a beneficiar os clubes europeus das principais divisões, sujeitos ao cumprimento de certos critérios de elegibilidade. Isso incluirá parâmetros financeiros e desportivos, bem como a conformidade com os regulamentos de licenciamento de clubes e o fair play financeiro.

O programa fornecerá aos clubes elegíveis uma fonte estável de financiamento a taxas preferenciais por um longo período de tempo, estabelecendo assim uma estrutura para o futuro financiamento do futebol.

Os clubes terão inicialmente a oportunidade de reestruturar as existentes contas a pagar referentes a transferências para períodos de pagamento mais longos, bem como levar em consideração as contas a receber de transferência existentes, assim tendo um impacto positivo tanto nos clubes compradores como nos vendedores.

O programa de financiamento também será acompanhado pela implementação de mais rígidas regulamentações de licenciamento e fair play financeiro, actualmente em discussão com todas as partes interessadas do futebol. O objectivo final é a estabilidade financeira de todo o ecossistema do futebol europeu de clubes.

O programa será desenvolvido com os conselheiros principais e o Comité Financeiro da UEFA para uma decisão final a tomar por parte do Comité Executivo da UEFA.