O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Khalida Popal, Juan Mata e Federação alemã distinguidas com os Prémios #EqualGame da UEFA

A UEFA enaltece o trabalho vital de luta contra a discriminação e a inclusão social na cerimónia do sorteio da UEFA Nations League.

UEFA via Getty Images

A UEFA vai apresentar três Prémios #EqualGame esta semana para celebrar o excelente trabalho na promoção da inclusão e da diversidade no futebol.

Os vencedores – Khalida Popal, Juan Mata e a Federação Alemã de Futebol (DFB – demonstraram qualidades de liderança notáveis na criação de uma modalidade mais aberta, diversificada e acessível, dando um exemplo poderoso a seguir durante a época 2020/21 e mais além.

Cada um dos distinguidos será homenageado no sorteio da UEFA Nations League na quinta-feira, 16 de Dezembro, com "stream" em directo no UEFA.com e transmissão televisiva para todo o Mundo a partir das 17h00 (de Portugal Continental).

Aleksander Čeferin, Presidente da UEFA:

"Cada um destes três vencedores do Prémio #EqualGame é um bom exemplo de como o futebol pode ser usado como catalisador para mudanças positivas. Eles podem e devem estar muito orgulhosos dos seus feitos e eu gostaria de agradecer pessoalmente pela liderança exemplar que, espero , inspire muitos outros."

Michele Uva, director da responsabilidade social no futebol da UEFA:

"Khalida, Juan e a DFB mostraram um enorme coração e compromisso. Eles encontraram maneiras de usar sua posição no futebol para melhorar a vida de outras pessoas e mobilizá-las em torno das suas importantes causas. Assim, são modelos fantásticos para todos nós – jogadores, adeptos, federações – nos preocuparmos com os outros, especialmente com as pessoas mais desfavorecidas da sociedade."

Khalida Popal: uma luz brilhante para as mulheres no futebol

Prémios #EqualGame: Khalida Popal
Prémios #EqualGame: Khalida Popal

Khalida Popal recebe o Prémio #EqualGame pelo seu trabalho incansável na luta contra os estereótipos de género e em dar maior poder e visibilidade às meninas, mulheres e comunidades minoritárias através do desporto.

Popal, de 34 anos, teve de deixar o seu Afeganistão natal, onde foi fundadora e capitã da seleção feminina, há dez anos. Viveu em centros de refugiados na Noruega e na Dinamarca, e usou o poder do futebol para ajudar a si própria e a outras mulheres a superar o "stress", o trauma e a depressão e dar novamente esperança e alegria às suas vidas. Agora radicada na Dinamarca, Popal continua a usar o futebol para criar oportunidades de inclusão social – é a fundadora da organização Girl Power e embaixadora da Campeonato do Mundo de Crianças de Rua.

Desde que voltaram os problemas no Afeganistão e desde a queda de Cabul este ano, Popal tem trabalhado incansavelmente para evacuar as jogadoras da selecção e garantir que encontram um lugar para ganhar novas raízes.

Khalida Popal, vencedora do Prémio #EqualGame:

"É um reconhecimento para mim e para o meu trabalho, mas vai inspirar também outras mulheres e meninas a usarem a sua plataforma, o seu poder e as suas vozes para tornar este jogo bonito e mais inclusivo."

Juan Mata: exemplo de união por parte do médio do Manchester United

Prémios #EqualGame: Juan Mata
Prémios #EqualGame: Juan Mata

Vencedor do UEFA EURO 2012, da UEFA Champions League e da UEFA Europa League, Juan Mata é também um dos jogadores mais activos a nível social, dando o exemplo perfeito fora de campo com o Common Goal, a instituição de solidariedade de que é co-fundador desde 2017.

O objectivo comum faz mudanças positivas em comunidades com desafios sociais, usando o poder e a popularidade do futebol para combater a desigualdade de género, promover a inclusão e fornecer mais oportunidades para crianças carenciadas.

Ao inspirar jogadores, treinadores e outras personalidades, incluindo o Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, a entregar 1% do seu salário ao projecto, Mata prova que o futebol pode fazer uma mudança positiva directa nas comunidades por todo o Mundo.

Juan Mata, vencedor do Prémio #EqualGame:

"Sinto-me orgulhoso do trabalho que as nossas organizações estão a fazer e orgulhoso das histórias de pessoas que superaram problemas difíceis. Isso é o que queremos fazer por meio do Objetivo Comum: dar às pessoas a opção para decidir o seu futuro."

DFB: compromisso com o futebol para todos

Prémios #EqualGame: DFB
Prémios #EqualGame: DFB

A DFB é a maior federação desportiva do Mundo e toma como sua a responsabilidade promover o futebol na Alemanha como um desporto para todos, com atenção forte e duradoura na inclusão. A DFB apoia a diversidade e o seu impacto positivo no futebol e na sociedade. Através do programa Futebol para Todos, a DFB está comprometida em criar um ambiente seguro e inclusivo onde todos possam desfrutar do futebol.

A DFB foi uma das primeiras federações de futebol a apoiar activamente os refugiados. O que começou com a oferta de oportunidades para os refugiados jogarem futebol transformou-se num enorme programa de inclusão. A DFB dirige também agora uma iniciativa de liderança para fornecer qualificações e integrar pessoas de diferentes origens nos seus programas de administração e voluntariado.

Com um plano de acção abrangente e recursos em vigor para a maioria dos projectos de diversidade no futebol, a DFB criou em Janeiro de 2021 um ponto de contacto nacional para questões LGBTQI+ no futebol. Os principais objectivos desta entidade independente são aumentar a visibilidade das comunidades LGBTQI+ no desporto, desenvolver e partilhar as melhores práticas no futebol e trabalhar em estreita colaboração com todas as partes interessadas para práticas mais inclusivas da modalidade.

Rainer Koch, primeiro vice-presidente da DFB:

"A DFB acredita que o futebol é uma grande força para promover a coesão social. Este prémio é para todas as pessoas na Federação Alemã de Futebol que trabalham por uma modalidade, o que hoje é mais importante do que nunca."

Acerca dos Prémios #EqualGame

Desde 2018, e sob a bandeira da campanha Respeito da UEFA, os Prémios #EqualGame têm vindo a homenagear indivíduos ou organizações de futebol que funcionaram como modelos na promoção da diversidade, inclusão e acessibilidade no futebol europeu.