O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Declaração da UEFA

Após o anúncio de ontem sobre o projecto denominado "Super League" e as respectivas medidas de conformidade que a UEFA tomou, a UEFA reafirma a sua opinião de que sempre agiu de acordo não só com os seus Estatutos e Regulamentos, mas também com a legislação da UE, a Convenção sobre Direitos Humanos e a legislação suíça no que concerne a este projeto denominado "Super League". A UEFA continua confiante - e vai continuar a defender - a sua posição em todas as jurisdições relevantes.

A UEFA sempre agiu de boa fé ao longo dos processos pendentes num Tribunal de Madrid. Consequentemente - e apesar de a UEFA não reconhecer a jurisdição do Tribunal de Madrid e acreditar firmemente que sempre agiu em total conformidade com os processos pendentes - a UEFA apresentou hoje argumentos formais ao Tribunal de Madrid, evidenciando o seu cumprimento contínuo das ordens.

Além disso, a UEFA apresentou uma moção para a recusa do juiz que preside ao processo em curso, uma vez que acredita que existem irregularidades significativas neste processo. De acordo com a lei espanhola - e no interesse fundamental da justiça - a UEFA espera que o juiz em questão se afaste imediatamente enquanto se aguarda a análise completa e adequada desta moção.

A UEFA também irá recorrer formalmente a um tribunal superior, o Tribunal Provincial de Madrid (Tribunal de Recurso).

A UEFA continuará a tomar todas as medidas necessárias, em estrita conformidade com a legislação nacional e da UE, de forma a defender os seus interesses e - mais importante - os dos seus membros e de todos os intervenientes no futebol.