O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

UEFA lança Convenção sobre o Futuro do Futebol Europeu

Processo de consulta histórico pretende unir todos os intervenientes em reformas de longo prazo.

A UEFA anunciou hoje o lançamento de um processo de consulta histórico para unir os intervenientes do futebol europeu e reforçar o futuro para benefício de todos. Nos próximos meses, a Convenção sobre o Futuro do Futebol Europeu ("a Convenção") irá reunir representantes de federações nacionais de futebol, ligas, clubes, jogadores, treinadores, adeptos e agentes para discutir políticas de longo prazo e reformas de governação. A UEFA pretende lançar as bases para a recuperação sustentável e inclusiva do futebol europeu e para o futuro, juntamente com os seus principais intervenientes.

A mudança sublinha a determinação da UEFA em fornecer soluções a longo prazo que salvaguardem o modelo desportivo europeu aberto, baseadas na solidariedade e orientadas para os valores. O processo de consulta dos intervenientes da Convenção irá garantir que a vontade e a determinação colectivas da Europa terão impacto directo no futuro do futebol e na forma como este é gerido.

A UEFA está totalmente empenhada na sua responsabilidade de proteger e preservar as estruturas e o legado do futebol para as gerações futuras. A Convenção irá concentrar-se em trabalhar com todos os intervenientes e parceiros em acções concretas, colaborativas e abrangentes que podem ser realizadas para garantir o desenvolvimento positivo de curto e longo prazo de toda a pirâmide do futebol na Europa. Isto incluirá atenção específica sobre problemas e ameaças pré-existentes e emergentes na camada profissional superior, que foram expostos e exacerbados pela crise, aumentando o risco para todo o ecossistema.

Concretamente, a Convenção terá como objectivo assegurar o progresso em quatro fundamentos para maior estabilidade e reforço da força do futebol europeu no futuro:

1. Garantir a sustentabilidade e responsabilidade financeira no futebol europeu;

2. Fortalecer a competitividade, distribuição solidária e desenvolvimento de jogadores;

3. Estabelecer medidas mais consistentes de boa governação, nacional e internacionalmente; e

4. Progredir o desenvolvimento do futebol feminino e elevar o seu estatuto a todos os níveis.

Com base na parceria de longa data da UEFA com a União Europeia e o Conselho da Europa, estas organizações serão convidadas a nomear observadores para a Convenção. A participação da FIFA e de outras confederações regionais será igualmente bem-vinda.

O Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, afirmou: “Como sublinhei no recente Congresso da UEFA, as crises irão tornar o futebol europeu mais forte. Mostraram o que podemos alcançar quando agimos em conjunto e o que podemos perder se não nos preocuparmos uns com os outros e com o bem maior. Com este processo da Convenção, falaremos uns com os outros, ouviremos uns aos outros e encontraremos e aprovaremos soluções conjuntamente. Agora, mais do que nunca, as pessoas por toda a Europa esperam acção e solidariedade no interesse de todo o futebol em toda a Europa, e é isso que nos vamos concentrar em oferecer.”

A primeira ronda de consultas terá lugar em Julho de 2021, em conjunto com a última semana do Campeonato da Europa de Futebol da UEFA. Está prevista uma segunda ronda de consultas em Setembro de 2021.