O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Europeus de Sub-19 de 2020/21 cancelados

Fase final da UEFA Futsal Champions League 2021 mudada para a Croácia.

©UEFA.com

Europeus masculino e feminino de Sub-19 de 2020/21

O Comité Executivo da UEFA decidiu hoje cancelar os Campeonatos da Europa masculino e feminino de Sub-19 de 2021 devido à pandemia da Covid-19 e aos efeitos inerentes à organização das competições.

Ao tomar estas decisões, o Comité Executivo da UEFA entendeu que, tendo em conta as restrições governamentais que estão actualmente em curso, as viagens das equipas e a organização de mini-torneios seriam muito difíceis.

As federações-membro da UEFA foram consultadas e apoiaram a decisão. Embora lamentemos o facto de que nenhuma competição jovem possa ter lugar na presente temporada, a saúde e a segurança dos jovens atletas têm de ser a prioridade nas circunstâncias actuais.

Fase final da UEFA Futsal Champions League 2020/21

O Comité Executivo da UEFA inteirou-se da situação epidemiológica na Bielorrússia, bem como das actuais restrições de viagens para o país, que poderiam impedir algumas equipas e demais intervenientes de participar na fase final da UEFA Futsal Champions League 2020/21.

Após consultar a Federação Bielorrussa de Futebol, o comité decidiu procurar um anfitrião alternativo para o evento.

Tendo em conta que a Federação Croata de Futebol declarou a sua disponibilidade para assumir a organização da fase final, o Comité Executivo da UEFA decidiu nomear Zagreb como anfitriã do torneio, que estava originalmente agendado para Minsk, entre 28 de Abril e 3 de Maio.

Experiência de substituições por concussão no Campeonato da Europa de Sub-21 de 2019-21

O Comité Executivo da UEFA aprovou a introdução, a título experimental, de uma substituição devido a concussão para o Campeonato da Europa de Sub-21 de 2019-21 (fase final na Hungria e na Eslovénia).

Cada equipa pode levar a cabo uma "substituição por concussão" por jogo, independentemente do número de suplentes já utilizados, de acordo com o Protocolo A delineado pelo IFAB.

As substituições por concussão são contabilizadas para além do número de oportunidades de substituições normais e é irrelevante se, à altura da substituição por concussão, todas as outras substituições já foram ou não efectuadas pela equipa. No entanto, o “suplente por concussão” não pode ser um jogador que já tenha sido anteriormente substituído.