Supertaça Europeia testa regresso parcial dos espectadores

Todos os outros jogos continuarão a ser disputados à porta fechada até notícias em contrário.

O Comité Executivo da UEFA decidiu esta terça-feira permitir que a Supertaça Europeia 2020, a 24 de Setembro de 2020, em Budapeste, tenha um número reduzido de espectadores - até 30 por cento da capacidade do estádio. O objectivo passa por estudar o impacto dos espectadores no Protocolo Regresso a Jogo da UEFA.

Foi confirmado que todos os jogos das competições da UEFA continuarão a ser disputados à porta fechada até ordem em contrário, tal como inicialmente decidido pelo Comité Executivo da UEFA a 9 de Julho de 2020.

A Administração da UEFA vai continuar a monitorizar a situação e aconselhar o Comité Executivo da UEFA se alguma mudança for necessária ou recomendada, seja em relação à Supertaça Europeia 2020 ou à realização à porta fechada de todos os outros jogos das competições europeias.

Estas decisões vêm no seguimento da reunião consultiva que a UEFA realizou com as 55 federações-membro, a 19 de Agosto de 2020, e na qual este tipo de assuntos foram debatidos.

Em declarações sobre estas decisões, Aleksander Čeferin, Presidente da UEFA, disse:

"Enquanto tem sido importante mostrar que o futebol pode prosseguir mesmo em tempos difíceis, sem adeptos a modalidade perdeu parte da sua essência. Esperamos utilizar a Supertaça Europeia, em Budapeste, como um teste que possa permitir o regresso gradual dos adeptos aos nossos jogos.

"Estamos a trabalhar em conjunto e de forma próxima com a federação e o governo húngaros para implementar medidas que garantam a saúde de todos os envolvidos no jogo. Não vamos colocar em risco a segurança das pessoas".