UEFA reúne com secretários-gerais das 55 federações-membro

Entre os temas debatidos estiveram potenciais soluções para desafios relacionados como o COVID-19 na Europa

©UEFA.com

A UEFA e os secretários gerais das 55 Federações Nacionais reuniram-se hoje através de videoconferência para debater temas relacionados com o reinício das competições da UEFA à luz da situação actual, especialmente os que afectam clubes, selecções nacionais e selecções jovens.

Quanto às competições de clubes, o debate centrou-se nas próximas rondas de qualificação e foi dada uma explicação detalhada sobre o recentemente publicado Anexo I aos regulamentos de competição da UCL/UEL de 2020/21, que regula as restrições de viagens e os testes positivos à COVID-19, que podem ter impacto na continuidade das competições.

Foi referido que para cumprir as restrições de viagens e requisitos de quarentena emitidos pelas autoridades, alguns jogos poderão ter de ser transferidos para países/estádios neutros e foram apresentados cenários detalhados.

A este respeito, a UEFA agradece a quatro federações pela sua cooperação (Polónia, Hungria, Grécia e Chipre), que permite que disponha já de quatro centros de jogos neutros, com estes países a disponibilizarem alguns dos seus estádios nas datas programadas e oferecendo corredores de viagem para que as equipas se possam deslocar sem restrições para competir.

Também foi discutida a janela de Setembro para jogos internacionais e destacadas as dificuldades que as selecções nacionais terão de enfrentar devido às restrições de viagens. Será necessária uma cooperação estreita entre todas as equipas e a UEFA de forma a garantir a realização regular de todos os jogos. A possibilidade de realizar encontros internacionais em campo neutro não pode ser descartada nesta fase.

A UEFA e as federações nacionais estão cientes da importância de permitir o regresso dos adeptos aos estádios, mas a situação na Europa é muito variada. A UEFA está a acompanhar permanentemente a evolução das regras nos diferentes países e está prevista uma reavaliação da situação em meados de Agosto de forma a verificar se a decisão actual de realizar todos os jogos à porta fechada pode ser, pelo menos parcialmente, alterada.

Por fim, também foi abordada a questão dos campeonatos destinados às selecções jovens, incluindo propostas para reagendar a maioria desses eventos para a Primavera de 2021.

Está prevista uma outra reunião para o final do mês para resolver algumas das questões pendentes.