Jakabfi e Marozsán sobre evolução na Hungria

Exemplos para as próximas gerações de mulheres futebolistas na Hungria, Zsanett Jakabfi e Dzsenifer Marozsán falaram ao UEFA.com sobre como se envolveram na modalidade.

O desenvolvimento do futebol feminino é uma das prioridades da Federação de Futebol da Hungria (MLSZ). Antes da final da taça do país, a internacional Zsanett Jakabfi e a compatriota Dzsenifer Marozsán, do Wolfsburgo, falaram sobre a importância de praticar a modalidade.

O futebol húngaro vai aproveitar a realização da final da taça feminina do país para exemplificar a participação das mulheres na modalidade.

Antes do jogo desta terça-feira, a internacional húngara Zsanett Jakabfi - vencedora da UEFA Women's Champions League pelo VfL Wolfsburg -, e Dzsenifer Marozsán, natural de Budapeste, conversaram com o UEFA.com sobre a influência positiva que o futebol teve nas suas vidas.

Zsanett Jakabfi sobre como chegou ao futebol:
"O meu pai jogou futebol quando eu era criança. Ia sempre vê-lo jogar e gostava. Outra recordação foi de um amigo dele, quando o fui ver jogar, explicar-me que o meu pai jogava muito bem. Essa frase ficou na minha cabeça e tornou-se numa espécie de guia para mim. Tão bom seria que a minha filha, por exemplo, dissesse: 'Vejam o quão bem a minha mãe joga futebol.' Foi uma grande motivação para mim."

Dzsenifer Marozsán sobre para as mulheres no futebol:
"Quando era mais nova não sabia que existia futebol feminino. Jogava nas ruas com amigos. Mas desde então muitas coisas se tornaram acessíveis. Penso que é óptimo e podemos ver que se está a tornar cada vez mais importante."

Para ouvir mais as duas jogadoras falarem do futebol feminino na Hungria, clique no vídeo acima

Topo