Jones é embaixadora do futebol feminino da UEFA

Steffi Jones, antiga defesa da selecção da Alemanha e do Frankfurt, foi apresentada no novo cargo de embaixadora do Programa de Desenvolvimento de Futebol Feminino da UEFA.

Jones é embaixadora do futebol feminino da UEFA
Jones é embaixadora do futebol feminino da UEFA ©UEFA.com

A antiga defesa da selecção da Alemanha e do 1. FFC Frankfurt, Steffi Jones, foi apresentada no novo cargo de embaixadora do Programa de Desenvolvimento de Futebol Feminino da UEFA (WFDP).

A apresentação de Jones, que terminou a sua distinta carreira de futebolista em 2007, aconteceu antes do encontro da segunda mão dos 16 avos-de-final da UEFA Women's Champions League entre o Frankfurt e o Stabæk FK, no Estádio Am Brentano Bad. Estiveram igualmente presentes na cerimónia Theo Zwanziger, presidente da Federação Alemã de Futebol (DFB) e membro do Comité Executivo da UEFA, assim como Karen Espelund, membro por convite do Comité Executivo da UEFA e presidente do Comité de Futebol Feminino da UEFA.

Na qualidade de presidente do Comité Organizador do Mundial Feminino de 2011, Steffi Jones deu um contributo inestimável para o certame que decorreu na Alemanha e que acolheu elogios provenientes de todo o Mundo, tendo atraído recordes de espectadores nos estádios e de audiências televisivas. Durante a sua carreira de futebolista, Jones venceu a Taça UEFA Feminina por duas vezes ao serviço do Frankfurt, três Campeonatos da Europa Femininos, duas medalhas de bronze em Jogos Olímpicos e o Mundial Feminino de 2003 pela Alemanha. Após o Mundial realizado este Verão, Jones tornou-se directora do futebol para raparigas e senhoras da DFB.

O presidente da UEFA, Michel Platini, disse: "A UEFA está muito feliz por trabalhar em parceria com a DFB para aumentar a visibilidade do futebol feminino. Steffi Jones é a figura indicada para tal. A UEFA continua também a apoiar todas as suas federações filiadas no desenvolvimento do futebol feminino. O Mundial de 2011 levou o futebol feminino para o centro das atenções e precisamos de continuar o bom trabalho."

O presidente da DFB, Theo Zwanziger, acrescentou: "A Steffi Jones assumiu uma grande responsabilidade e fez um enorme trabalho como presidente do comité organizador do Mundial Feminino de 2011, que decorreu na Alemanha. A sua sensatez, carisma e receptividade deram-lhe um excelente perfil público. Serão necessários vários projectos e muitas pessoas para converter este excelente Mundial em benefícios sustentáveis para o futebol feminino à escala global.  É por isso que estou muito feliz por a UEFA ter decidido nomear Steffi Jones como embaixadora da organização para o futebol feminino."

Por sua vez, Jones, de 38 anos, disse: "Estou muito feliz por enfrentar este importante desafio. Ser embaixadora da UEFA para o desenvolvimento do futebol feminino é uma enorme honra e estou ansiosa por poder contribuir ainda mais para o crescimento do futebol feminino."

Em Dezembro de 2010, o Comité Executivo da UEFA aprovou a distribuição de fundos do WFDP através do seu programa de assistência HatTrick: uma fase-piloto inicial, em 2010/11, levou à distribuição de 50 mil euros a quatro federações nacionais; a partir de Outubro de 2011, a segunda fase-piloto – para 2011/12 – receberá um orçamento adicional e aumentará o seu financiamento às federações filiadas de quatro para um número ilimitado, devido ao vasto interesse entretanto suscitado.

A partir de Julho de 2012 até 2016, o HatTrick III da WFDP entregará anualmente 100 mil euros a cada federação filiada para serem utilizados especificamente no desenvolvimento do futebol para raparigas e mulheres. Isto representa um investimento total de 22 milhões de euros e uma clara demonstração do empenho da UEFA no desenvolvimento do futebol feminino.

Karen Espelund apresentou as linhas de orientação estratégica da UEFA para o desenvolvimento do futebol femino num encontro com as 53 federações nacionais que decorreu em Setembro. Espelund assinalou que a UEFA se compromete a liderar o desenvolvimento em todas as vertentes e aspectos do futebol feminino como algo prioritário, e que se empenhará em actuar como figura modelar através de acções concretas e da nomeação de mulheres para cargos governativos.

A Alemanha acolhe a final da UEFA Women's Champions League de 2012, em Munique, a 17 de Maio, dois dias antes da final masculina, agendada para a mesma cidade. "É excelente ter uma final da Champions League na Alemanha e, para as mulheres, será entusiasmante atingir outro marco após a organização do Mundial", disse Jones. "Portanto, trata-se de outro ponto alto e adoraria termos uma ou duas equipas alemãs na final, o que seria fantástico."