Presidente da UEFA dá palestra na Universidade de Oxford

Reformas na forma de governar, futebol feminino e combate à discriminação foram alguns dos tópicos abordados pelo Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, numa sessão de perguntas e respostas na Universidade de Oxford.

Aleksander Čeferin na Universidade de Oxford
Aleksander Čeferin na Universidade de Oxford ©David Fisher, Fisher Studios Ltd.

"Qual é o futuro da UEFA Champions League?" "O que tem feito a UEFA para combater a discriminação?" "Que balanço faz da Nations League?" e até "Serão os advogados as melhores pessoas para gerir a reputação"?

O Presidente da UEFA está habituado a responder às questões da imprensa, mas desta vez elas foram colocadas por estudantes, com Aleksander Čeferin a aceitar o convite para ser um dos palestrantes ilustres da Saïd Business School na Universidade de Oxford.

O Presidente da UEFA participou numa sessão de perguntas e respostas intitulada "Reconstruindo a Reputação do Futebol Internacional" antes de responder a perguntas. Recordou os primeiros dias na UEFA, depois da eleição em Setembro de 2016, afirmando: "Iniciei reformas na governação. Queria estabelecer limites de mandatos, são bons para mim e para a organização".

O Presidente da UEFA ficou algum tempo a falar com os estudantes depois da sessão de perguntas e respostas
O Presidente da UEFA ficou algum tempo a falar com os estudantes depois da sessão de perguntas e respostas©David Fisher, Fisher Studios Ltd.

Depois de abordar as prioridades organizativas, Aleksander Čeferin foi questionado sobre a sua visão a longo prazo da UEFA. "O futebol feminino para nós nunca foi um custo, mas sim um investimento", explicou, referindo-se a uma das principais prioridades da estratégia "Juntos pelo Futuro do Futebol" do organismo responsável pelo futebol europeu. "Estamos perto, ou até já teremos atingido, o ponto de equilíbrio".

O Presidente da UEFA esclareceu alguns aspectos do "fair play" financeiro - "foi criado principalmente para acabar com os prejuízos, e agora o futebol europeu é rentável", e explicou como a formação como advogado o ajudou no cargo. Aleksander Čeferin também dedicou algum tempo a debater a discriminação, descrevendo-a como "um problema sério", e sublinhou a mensagem dominante da UEFA.

“A nossa palavra-chave é Respeito", recordou. "Lutar contra o racismo, o sexismo, a homofobia. Respeitar o adversário. Respeito é a palavra que combina tudo e o desporto é respeito, respeito por tudo".

O Presidente da UEFA dedicou algum tempo a falar pessoalmente com os alunos e a responder a mais perguntas sobre o futuro do futebol europeu, fazendo também referência à dívida da UEFA para com o futebol mundial. "A UEFA governa 55 federações, mas as nossas competições são globais. Temos um programa, o UEFA ASSIST, que ajuda financeiramente outras confederações. Temos jogadores de África, Ásia e América do Sul nas nossas competições. A visão da UEFA é sempre global porque temos um produto global".

Topo