Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

Congresso da UEFA 2020: construir pontes, unir o futebol

Com mais de 250 pontes a atravessar o seu centro histórico, Amesterdão foi a cidade perfeita para receber o Congresso da UEFA esta semana.

©Getty Images

Com mais de 250 pontes a atravessar o seu centro histórico, Amesterdão foi a cidade perfeita para receber o Congresso da UEFA esta semana.

Ao abranger um continente inteiro, o órgão que gere o futebol europeu une 55 federações, conta com 20 milhões de jogadores registados e centenas de milhões de adeptos.

©Getty Images

Rica herança do futebol

Os canais e pontes de Amesterdão foram o cenário perfeito quando os adeptos deixaram a cidade coberta de cor de laranja para comemorar a vitória da sua selecção nacional no EURO 1988.

"Estamos orgulhosos por receber todos vocês aqui nesta cidade, onde comemorámos e homenageámos os nossos campeões europeus de 1988 nos canais e nas praças".

Just Spee, presidente da Real Federação de Futebol dos Países Baixos (KNVB), anfitriões oficiais do 44º Congresso da UEFA

©Getty Images

Unir as pessoas

"As pontes são parte integrante da paisagem [de Amesterdão]. Não ligam apenas as ilhas que compõem a cidade, mas também unem os seus habitantes.

"Unir as pessoas é o que o futebol faz, e é isso que o torna mais do que simplesmente um jogo".

Bruno Bruins, Ministro da Saúde e Desporto - no discurso de boas-vindas aos membros do Congresso da UEFA no Beurs Van Berlage de Amesterdão

©Getty Images

Futebol para todos

"Sempre que vou a um jogo do meu clube, o ADO Den Haag, sinto-me à vontade com os milhares de outros adeptos. Não há diferença entre nós".

"Ganhe ou perca, estamos unidos. Independentemente da sua cor de pele, independentemente das suas limitações, independentemente da sua religião e da sua orientação sexual, o futebol une as pessoas".

Ministro Bruins

©Getty Images

Inspirar gerações futuras

Ruud Gullit e Marco van Basten, vencedores do EURO 1988 com os Países Baixos, e o campeão da Alemanha em 1996, Oliver Bierhoff, estiveram presentes no Jantar de Gala de Amesterdão, para comemorar o 60º aniversário do Campeonato Europeu.

"A cada quatro anos, os EUROs criam novas memórias que inspiram uma geração de jovens que se apaixonam pelo nosso belo jogo. O EURO 2020 fará o mesmo.

"Para mim, este é o verdadeiro legado do sonho de Henri Delaunay (fundador do EURO) e do Campeonato da Europa".

Ruud Gullit, capitão do triunfo dos Países Baixos no EURO 1988

©Getty Images

Construir pontes

Com 12 países anfitriões, incluindo a Johan Cruijff ArenA, de Amesterdão, a acolher os jogos do UEFA EURO 2020 neste Verão, o tema geral do torneio é 'construir pontes'.

"O ideal europeu estará lá para todos verem. Doze países, 12 estádios, 24 equipas, milhões de adeptos. É um desígnio europeu".

Discurso do Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, no 44º Congresso da UEFA

©Getty Images

Novos horizontes

O formato inovador do EURO 2020 significa que os habitantes de sete cidades europeias terão a oportunidade para saber o que é receber um jogo da fase final do Campeonato da Europa: Baku, Bilbau, Bucareste, Budapeste, Copenhaga, Dublin, Glasgow e São Petersburgo.

"Com a terra vem a necessidade de novas pontes ou nunca se chegará ao outro lado e nunca se poderá construir um novo futuro em conjunto. E isso também é verdade para o nosso futebol".

"Juntos devemos garantir que todos possam desfrutar do desporto pelo qual muitos de nós são apaixonados".

Just Spee, presidente da KNVB

Topo