UEFA pede à FIFA/IFAB novo protocolo sobre concussões

O Comité Executivo da UEFA reuniu-se hoje em Baku, no Azerbaijão, e tomou uma série de decisões relativas às competições da UEFA.

Reunião do Comité Executivo da UEFA em Baku
Reunião do Comité Executivo da UEFA em Baku ©UEFA.com

023 - Gotemburgo recebe final da UEFA Women’s Champions League em 2021

O Comité Executivo da UEFA reuniu-se hoje em Baku e decidiu solicitar à FIFA e ao IFAB para analisar o actual protocolo sobre as concussões, de modo a que fossem consideradas possíveis alterações às Leis do Jogo (como no caso das substituições) para reduzir a pressão sobre o pessoal médico e dar os médicos mais tempo para avaliarem uma potencial concussão fora do relvado no sentido de que nenhum jogador com uma concussão volte ao campo de jogo.

Comentando o tema o Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, afirmou:

"A saúde dos jogadores é de extrema importância e acredito firmemente que as actuais regulamentações sobre a concussão precisam de ser actualizadas de modo a proteger os jogadores e os médicos, e garantir que o diagnóstico apropriado possa ser feito sem prejudicar as equipas afectadas."

O estádio Gamla Ullevi, em Gotemburgo, na Suécia, foi escolhido como palco da final da UEFA Women’s Champions League em 2021.

Luis Rubiales (Espanha) foi nomeado vice-presidente da UEFA, enquanto Noël Le Graët (França) foi nomeado membro europeu do Conselho da FIFA até ao próximo Congresso Ordinário da UEFA em 2020, ambos em substituição de Reinhard Grindel.

Foram aprovados os seguintes regulamentos:

• Campeonato da Europa de Futsal da UEFA de 2020-22

• Campeonatos da Europa de Sub-17 e Sub-19 da UEFA de 2019/20 

• Campeonatos da Europa Femininos de Sub-17 e Sub-19 da UEFA de 2019/20

• Regras Processuais que regem o Organismo de Controlo Financeiro de Clubes da UEFA, 2019

• Regulamentos de Protecção e Segurança da UEFA de 2019

• Regulamentos HatTrick V

O Regulamento Disciplinar da UEFA de 2019 também foi aprovado e inclui agora a possibilidade de federações nacionais e clubes convidarem gratuitamente crianças até aos 14 anos de escolas ou academias de futebol para assistirem a jogos que sejam disputados à porta fechada.

O Comité Executivo da UEFA concordou em dar início a um formato piloto para o Campeonato da Europa de Sub-19 de 2020 a 2022 da UEFA. Baseado num sistema de campeonato com promoção e despromoção entre três ligas, semelhante ao da UEFA Nations League, iria proporcionar mais mini-torneios entre equipas de igual estatuto antes de um torneio final com 8 equipas.

Se esta fase de testes for julgada positiva, o sistema será igualmente implementado no escalão de Sub-17 a partir de 2023.

A lista de acesso às competições de clubes para 2020/21 foi aprovada com o princípio de que todas as federações abaixo da posição 50 do ranking (51 a 55) irão receber permanentemente dois lugares na UEFA Europa League.

O Comité Executivo aprovou uma medida em relação a países que não reconhecem o Kosovo, excepto nos casos em que uma decisão de exclusão tenha sido decidida pelo Comité Executivo da UEFA por motivos de segurança (actualmente em vigor para Sérvia e Bósnia-Herzegovina). As equipas que não podem receber clubes do Kosovo ou selecções nacionais no seu território podem solicitar a organização do seu jogo em casa em terreno neutro. No entanto, terão de aceitar jogar no Kosovo as suas partidas fora.

A próxima reunião do Comité Executivo da UEFA terá lugar em Ljubljana, na Eslovénia, na terça-feira, 24 de Setembro de 2019.

Topo