Organizar a fase final das competições de clubes da UEFA em tempo recorde: Portugal

Num ano normal, a UEFA e um país anfitrião precisariam de 12 meses para organizar a final de uma competição. Em 2020 bastaram alguns meses para erguer três mini-fases finais: a Champions League, a Europa League e a Women’s Champions League, em Portugal, Alemanha e Espanha, respectivamente. Conversámos com cada federação para saber como conseguiram.

O Estádio do Sport Lisboa e Benfica
O Estádio do Sport Lisboa e Benfica UEFA via Getty Images

Quatro meses após a UEFA ter anunciado a suspensão das suas competições de 2019/20 devido à pandemia da COVID-19, as suas principais provas de clubes vão voltar a ser disputadas numa série de torneios a eliminar organizados pelas federações nacionais de Portugal (UEFA Champions League), Alemanha (UEFA Europa League) e Espanha (UEFA Women's Champions League).

Quando esta decisão foi anunciada em Junho, o Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, não hesitou em agradecer às federações pela cooperação.

“Gostaria de deixar um agradecimento especial a todas as federações que estiveram envolvidas nas alterações que foram feitas nos locais dos jogos”, afirmou. “Quando falei com elas, todas concordaram imediatamente em alterar os locais dos encontros para nos adaptarmos à conjuntura e mostraram enorme solidariedade. Isto é fundamental para o nosso trabalho no futuro."

"A criação, organização e realização dos torneios com novos formatos num período de apenas três meses exigiu níveis inéditos de colaboração e de coordenação entre a UEFA, as federações nacionais, os clubes e outros parceiros."

"Toda a comunidade do futebol trabalhou de mãos dadas para chegar a um momento em que o nosso desporto pudesse regressar, pelo que agradeço a todos no mundo do futebol e nos governos o facto de nos terem ajudado a chegar à situação em que estamos actualmente.”

Clubes da UEFA Champions League dizem "Obrigado"
Clubes da UEFA Champions League dizem "Obrigado"

Atenções na anfitriã da UEFA Champions League: a Federação Portuguesa de Futebol

A colaboração entre a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e a UEFA tem sido fundamental para o relançamento da Champions League desta época.

“O relacionamento, a todos os níveis, entre a UEFA e a FPF tem de ser eficaz, baseado na confiança, na comunicação e na partilha de experiências”, afirmou Daniel Ribeiro, director da FPF. “Como não dispomos do luxo do tempo, o planeamento rápido e as decisões claras têm de ser tomadas em parceria com o objectivo de realizar um evento que parece ter sido planeado há anos."

“Assim que a poeira assentar, poderemos ter uma ideia do que conseguimos fazer, pois é tudo muito dinâmico. Um número impressionante é o tempo necessário para planear e realizar um evento de tão alto nível. Entre Junho a Agosto, em menos de três meses, tudo estaria feito do início ao fim.”

Onde serão os jogos da UCL em Lisboa?

- Estádio do Sport Lisboa e Benfica
- Estádio José Alvalade

Calendário da UEFA Champions League de 2019/20

Quartos-de-final: 12-15 de Agosto
Meias-finais: 18-19 de Agosto
Final: 23 de Agosto

O Estádio José Alvalade, em Lisboa
O Estádio José Alvalade, em Lisboa©Getty Images

O sorteio completo da UEFA Champions League pode ser consultado aqui.

O que ajudou a que Lisboa se preparasse tão rapidamente para a fase final da UCL?

Num evento que também contou com a presença do Presidente da República [Marcelo Rebelo de Sousa] e do primeiro-ministro [António Costa], o presidente da FPF, Fernando Gomes, afirmou: “A Champions League acontece imediatamente em Portugal porque temos clubes que investem em excelentes infra-estruturas e as conservam ao mais alto nível. Não apenas os estádios, mas também os centros de estágio que serão tão importantes nesta inédita final a oito. Sem os clubes não estaríamos aqui."

“Lisboa é um caso de estudo de como o empenho total e o facto de todos estarem a remar na mesma direcção são os pilares fundamentais para a eficiência e a eficácia de qualquer organização”, explicou Daniel Ribeiro. "Tudo começou com o apoio a este evento ao mais alto nível por parte do governo português, incluindo as autoridades de saúde e dos dois clubes, o Sport Lisboa e Benfica e Sporting Clube Portugal, que disponibilizaram os seus estádios e centros de estágio.”

Quais serão os maiores desafios para a UEFA e para a FPF?

“Um dos maiores desafios foi coordenar os hotéis e os locais de treino mais próximos dos hotéis disponíveis no sentido de cumprir os requisitos de cada equipa”, explicou Daniel Ribeiro.

“Hotéis e viagens aéreas exigem uma coordenação próxima de forma a garantir ambientes simples, privados e seguros para todas as equipas presentes. Lisboa tem dois estádios de classe mundial, nove centros de estágios de alto nível e inúmeros hotéis de qualidade, que cada clube pôde escolher livremente.”

“Este é um evento puramente de serviço às equipas, que deve privilegiar as equipas e na oferta das melhores condições possíveis a cada uma delas logo quando chegarem a Lisboa.”

Os melhores golos do EURO 2004
Os melhores golos do EURO 2004

História de Portugal na organização de grandes competições da UEFA

1967 – Final da Taça dos Clubes Campeões Europeus
1992 – Final da Taça dos Vencedores das Taças
2004 – Campeonato da Europa da UEFA
2005 – Final da Taça UEFA
2006 – Campeonato da Europa de Sub-21 da UEFA
2014 – Final da UEFA Champions League
2014 – Final da UEFA Women’s Champions
2019 – Fase final da UEFA Nations League

*Esta lista não inclui finais da Taça UEFA a duas mãos em que as equipas portuguesas disputaram um jogo como anfitriãs.