Pagamentos do UEFA EURO 2020 aos clubes antecipados

São 676 os clubes de todas as 55 federações-membro da UEFA que vão receber 70 milhões de euros.

Pagamentos do UEFA EURO 2020 aos clubes antecipados
Pagamentos do UEFA EURO 2020 aos clubes antecipados ©UEFA.com

O Comité Executivo da UEFA decidiu hoje atribuir, com efeitos imediatos, os pagamentos relativos aos benefícios dos clubes relacionados com a sua contribuição para as competições de selecções nacionais da UEFA, face à crise actual e às dificuldades financeiras que muitos clubes enfrentam em toda a Europa.

Esses pagamentos foram originalmente programados para serem efectuados após a conclusão do "play-off" da Qualificação Europeia, mas, face aos problemas enfrentados pelos clubes, que precisam de cumprir compromissos financeiros correntes devido à ausência de receitas motivada pelo confinamento obrigatório da COVID-19, os pagamentos serão feitos de imediato e do seguinte modo:

  • €50 milhões vão para os clubes que cederam jogadores às 39 federações que não participam no "play-off" da Qualificação Europeia,
  • €17,7 milhões vão para os clubes que cederam jogadores às 16 federações que participam no "play-off" da Qualificação Europeia (não são incluídos os pagamentos pelos jogos do "play-off", que foram adiados)
  • Mais €2,7 milhões relativos aos jogadores cedidos para a disputa do "play-off" serão distribuídos após a conclusão desses encontros, no Outono

Para o UEFA EURO 2020, está disponível um mínimo de €200 milhões para distribuição aos clubes, conforme o acordado no Memorando de Entendimento (MoU) entre a UEFA e a ECA, que foi renovado em 2019.

Com base no mecanismo de distribuição aprovado pelo Comité Executivo da UEFA, serão distribuídos €70 milhões entre os clubes que cederam jogadores para a Qualificação Europeia e UEFA Nations League, com os restantes €130 milhões distribuídos entre os clubes que cederam jogadores para a fase final do UEFA EURO 2020.

Estes pagamentos vão ajudar um número muito elevado de clubes em toda a Europa e fornecerão oxigénio vital num momento crítico. São 676 os clubes das 55 federações-membro que irão receber quantias que variam entre €3200 e €630.000 pela sua contribuição para a Qualificação Europeia e para a UEFA Nations League, relativa ao período 2018-20.

Comentando esta decisão, o Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, afirmou: "Os clubes europeus são parte integrante do sucesso das competições de selecções. Como resultado, uma parcela das nossas receitas das competições de selecções é distribuída pelos clubes que cederam jogadores para aqueles encontros. Neste momento difícil, quando muitos clubes enfrentam problemas financeiros, em especial no que toca a despesas correntes, é nosso dever garantir que possam receber essas verbas o quanto antes. "

Andrea Agnelli, Presidente da Associação Europeia de Clubes, disse: "Isto representa uma injecção de liquidez necessária às finanças dos clubes e é resultado do trabalho conjunto da ECA e da UEFA com vista à protecção dos clubes neste momento de ameaça existencial. Embora a saúde pública continue a ser a nossa principal preocupação, garantir alívio financeiro, jurídico e regulatório antes do recomeço do futebol em toda a Europa, uma vez sendo seguro para tal, é da maior importância para a ECA e os seus membros."

Em todos os casos, os clubes que beneficiarão destes pagamentos são aqueles com os quais os jogadores envolvidos foram registados durante o período em questão. Apenas os jogadores cedidos por um clube pertencente a uma federação-membro da UEFA são tidos em conta.

A lista completa dos clubes, juntamente com o valor total recebido por cada um deles, será comunicada após o final do torneio.